Os versos que te dou

Ouve estes versos que te dou, eu
Os fiz hoje que sinto o coração contente
Enquanto teu amor for meu somente,
Eu farei versos... e serei feliz...

E hei de fazê-los pela vida afora,
Versos de sonho e de amor, e hei depois
Relembrar o passado de nós dois...
Esse passado que começa agora...

Estes versos repletos de ternura são
Versos meus, mas que são teus também...
Sozinha, hás de escutá-los sem ninguém que
Possa perturbar vossa ventura...

Quando o tempo branquear os teus cabelos
Hás de um dia mais tarde, revivê-los nas
Lembranças que a vida não desfez...

E ao lê-los... com saudade em tua dor...
Hás de rever, chorando, o nosso amor,
Hás de lembrar, também, de quem os fez...

Se nesse tempo eu já tiver partido e
Outro verso quiser, teu pedido deixa
Ao lado da cruz para onde eu vou...

Quando lá novamente, então tu fores,
Pode colher do chão todas as flores, pois
São os versos de amor que ainda te dou.

J. G. de Araújo Jorge

61 comentários:

  1. Smareis, adorei o poema e a reflexão a que nos conduz.
    Os pensamentos de Osho são de uma profundidade inegável.
    um abraço.
    oa.s

    ResponderExcluir
  2. Um amor que é presente, que estará no futuro e como saudade, no passado.
    Lindo poema!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito o poema. Gostei muito de conhecer seu espaço, parabéns.Beijos

    ResponderExcluir
  4. Lindo querida!
    Versos de carinho.
    Beijos e boa noite!!
    Carla

    ResponderExcluir
  5. Boa noite...aceito os teus versos como prova de amizade eterna e se um dia tu fores antes que eu, com certeza irei a tua sepultura pedir novos versos teus...mas se por ventura, eu fores antes do que tu, sentirei saudades dos versos teus e quem sabe voltarei em outra vida, para ler-te em outros versos teus....Amei, muito lindo e me empolguei, desculpe...bjin....profundo demais!

    ResponderExcluir
  6. boa noite!

    quanta ternura,aprecio o amor
    em todos os sentidos:
    falado,cantado,vivido,escrito!
    adorei!
    ps: muito obrigado por sua passagem em meu cantinho.

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pela visita e pelo carinho.

    Te desejo um lindo e luminoso restante de semana.

    Beijos afetuosos,

    Cida

    ResponderExcluir
  8. Vc é cativante sim...nos faz te visitar...nos oferecendo como presente esse brilho de escrita em palavras...
    Bjs para aquecer teu blog!

    ResponderExcluir
  9. Hermosos vesos Smareis, bello poema. Besos, cuidate mucho.

    ResponderExcluir
  10. Oh, Brilhante e Estimada Amiga Preciosa:
    Fez um delicioso e doce poema de amor.
    Um poema literariamente perfeito dirigido a alguém que revela com ternura.
    Parabéns, pela sua magia poética.
    Adorei.
    É um "poço" de emoções fabulosas.
    Beijinhos mil de amizade pura.
    Com respeito e sempre a admirar o que concebe com encanto.
    Bem-Haja, pela simpatia no meu blogue.
    Fascinado.

    pena

    Bem-Haja, fantástica poetiza de sonho.
    Gostei imenso.
    Parabénss sinceros.

    ResponderExcluir
  11. Verso de amor
    eu daria a minha vida por um verso de amor
    assim como hoje poderei dar a mais bela flor.
    Minha linda é sempre um gosto vê-la em meu cantinho e dizendo sempre as lindas palavras de carinho, as que me fazer ainda estar por aqui, beijinhos de luz paz e muito amor.

    ResponderExcluir
  12. Versos carregados de sentimentos,,,de amor,,,de desejos,,,nada melhor do que dar versos,,,grande beijo de lindo dia pra ti.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia,Smareis!!

    Lindo e cativante!!!
    Quem não quer versos de amor feitos pra si?!!!
    Adorei!
    beijos pra ti!

    ResponderExcluir
  14. Smareis

    Linda Poesia plena de verdades meditativas.
    Bela e doce a mensagem de muito Amor.

    Fico-te grato. Muito grato pelo que me deste e dás.

    SOL da Esteva
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Smareis,gosto muito desse poema do J. G. de Araújo Jorge, são versos valiosos o que ele deixou pra quem gosta de ler poesias. Eu sou fá dos versos dele. As vezes uso alguns poema deles nos meus trabalhos de literatura. Parabébs pela escolha. Um beijo pra vc.

    ResponderExcluir
  16. Smareis,sempre que posso passo aqui pra ler um pouquinho de seu blog. Hoje esse poema veio em boa hora precisava de algo assim.Quando o tempo branquear os meus cabelos...Hás de um dia mais tarde, revivê-los nas Lembranças que a vida não desfez...Esses versos é muito profundo. Obrigada. Sempre comento no seu guestbook, mais hoje resolvi comentar aqui, mesmo como anônimo. Sou a Sandrinha do antigo Vidas que se vão... Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Smareis

    Vim te pedir desculpas pelo engano com teu nome.
    Já tinha comentado, bem cedinho esse texto. Mas certamente o nome que coloquei estava errado...e parece que não entrou!Desculpe.


    Agora quando vier te chamarei pelo nome! um beijo,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  18. Oi Chica querida, tudo bem menina... Já aconteceu isso comigo de trocar nome de pessoas por engano algumas vezes também. Um Beijo querida!

    ResponderExcluir
  19. Olá, Smareis

    Lindo poema este de J. G. de Araújo Jorge! Fala de versos, de amor, mas ainda no presente fala do passado e do futuro.Tema que leva à reflexão.

    Beijos

    Olinda

    ResponderExcluir
  20. Que poema tão repleto do puro sentimento que é o dá sentido a nossa vida!.. Belíssimo Smareis!

    Beijocas super em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde querida,

    Amei a poesia, linda e delicada... Já li alguns outros poemas desse autor e gosto muito, mas essa é realmente muito bonita.

    Linda escolha.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  22. Muito obrigado.

    Lindos seus escritos. A vida nunca desfaz uma boa recordação, nem uma boa pessoa que connosco se cruzou.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  23. obrigada Smareis, pelos comentários que deixou nas minhas histórias!

    um abraço

    manuela

    ResponderExcluir
  24. Smareis, poema profundo com declaração muito bonita de amor. Se nesse tempo eu já tiver partido e outro verso quiser, teu pedido deixa
    Ao lado da cruz para onde eu vou...Nossa quanto amor!Gostei bastante. Um beijo!

    ResponderExcluir
  25. Um belo poema sobre o amor resistindo ao tempo e a distância. Um amor pleno.
    Bjux

    ResponderExcluir
  26. Smareis, que linda você! Não estou à altura do generoso voto e comentário que me dedicou em meu blog. Muito obrigado! Sabe, acho que o que falta ao Armelau é justamente um pouco da personalidade que lhe sobra. O pobre não tem boca pra nada, isso que dá, come quiabo babado e ‘rebabado’...
    Lindos os versos de Araújo. É bem isso. Com os olhos lemos e com o coração vemos os versos que nos sejam destinados... Coisas do sentimento...
    Abraço!

    ResponderExcluir
  27. Querida amiga

    As palavras
    que falam de
    amor desta forma,
    tem o poder
    de sobreviver ao
    tempo.

    Que sempre
    existam
    sonhos em ti...

    ResponderExcluir
  28. Olá Smareis! Passando para agradecer pela visita e o comentário, como também, apreciar este belo poema do J.G. de Araújo Jorge, fruto das tuas acertadas escolhas.

    Beijos e muita paz pra ti.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  29. Oi, Smareis.
    Muito profundo e bonito esse poema. Faz os leitores refletirem em alguns aspectos da existência humana e o valor que devemos dar a eles.
    Fique com Deus.
    Leandro CHH

    ResponderExcluir
  30. hola Smareis,
    son versos de amor puro y sano, palabras que salen de tu corazón, una belleza total.
    Te sigo también por feedburner, si?

    un abrazo^^

    ResponderExcluir
  31. Smareis,

    Vim aqui retribuir a sua visita e agradecer o seu doce e gentil comentário. Gostei muito daqui e das reflexões... Aliás esse poema é lindo! Também te digo: Voltarei mais vezes para te visitar.

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  32. Lindona... poderosa kkkkkkkkkkkkk te dolu miguxinha kiida..obrigada pela sua presença no meu Arraiá kkkkkk... eta trem bom pra lá de metro sô kkkkkkkkkkkkkk !!!O doladinha que beleza de versos ...que vem lá do fundinho do tum tum tum kkkkkcheio de amor... ..belezura pura..bem amada e o arraiá continua fervendo kkkkkkkkkkkk.. amanhã estou preparando um bolinho para outra amiguinha ..passe lá para comer ..acho que farei uma broa de milho kkkkkkkkkk vc gosta?????
    Quando que é seu niver... para eu arrupiarrr uma festança kkkkkkkkkkkb-jus fofaaaaaaaa fuiiii
    colocar a broá no forno de lenha uaiiiiiiiiiiii menina kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  33. Olá, Smareis
    A poesia de J. G. de Araújo Jorge é muio boa.
    Este poema não foge à regra, é muito, muito bonito.
    Obrigada pela partilha, querida.

    Continuação de feliz semana. Beijinhos

    ResponderExcluir
  34. O amor é na verdade a mola real da vida!

    ResponderExcluir
  35. Gostei da visita e do blog.:)

    apareça mais.

    Bjs

    ResponderExcluir
  36. Os versos de amor que foram plantados podem ser esquecidos; mas nunca morrerão. Bjs!

    ResponderExcluir
  37. Poema encantador e cheio de amor. Um tributo a coração e ao romantismo.
    Um fraterno abraço, beijos.

    ResponderExcluir
  38. Adorei o poema e adorei o blog. Obrigada pela visitinha ao meu bloguito. Só não vou seguir vc pq o maluco do blogspot sumiu com o mosáico de seguidores de todo mundo.
    Bjkas e uma noite maravilhosa para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  39. Foi um poeta do povo, para mim um neo-romântico.
    Já conhecia este poema, mas agradeço a recordação, porque há palavras também interligadas que perduram.

    Quero agradecer a visita à m/casa.
    Não sei se o café estava bom, mas havia sangria.
    Pena que não fosse de champanhe... (rsss, rsss, rsss).

    Cumprimentos e um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  40. Que bom te ver no meu cantinho! Vc é peça importantíssima na net e fico super feliz com seu carinho e atenção de sempre.
    Minha linda, vim deixar um beijinho de boa noite e desejar uma ótima sexta repleta de muita paz e alegria. Não desapareça nunkinha viu? Adorocê, Mhelp!!!

    ResponderExcluir
  41. O amor é nossa maior busca, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  42. J. G. de Araújo Jorge é um dos meus autores favoritos, ele entra na gente e crava suas marcas.

    beijokinhas

    ResponderExcluir
  43. "Farei versos e serei feliz"... disseste e bem!
    Enquanto houver poesia... há esperança.

    ResponderExcluir
  44. Quanta sensibilidade,
    paixão ardente, felicidade...
    que da pena fez a dor,
    mas sempre por amor.
    Amar também é sofrer,
    fruto do muito querer!

    Gostei muito da forma como cuidas o verso, o que me levou a segui-te... no tom.

    Abraços

    ResponderExcluir
  45. Tão delicada, tão terna e ao mesmo tempo tão sentida!
    Que poesia mais linda!

    ResponderExcluir
  46. Maravilloso y romentico poema. Un encanto. Saludos

    ResponderExcluir

  47. Boa tarde!
    "Mas os que esperam no senhor, renovarão as suas forças, subirão com asas como águias, correrão e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão." (isaías 40:31)

    Desejo que seu fim de semana seja de paz!


    http://www.youtube.com/watch?v=Ir6rGNmjRiU

    Deus seja contigo.


    Blog Yehi Or!

    http://www.hajalluz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  48. Não conhecia; é um poema cheio de ternura e verdade...
    Para meditar e compreender que falta ternura muitas vezes...
    Obrigada pela visita..
    Espero que volte.
    Até já
    Abraço
    Marta

    ResponderExcluir
  49. Bela escolha poética.
    Minha amiga, desejo-te um bom Domingo e uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  50. Delícia ler J. G. com você...
    Um beijo afetuoso.

    ResponderExcluir
  51. Maravilhosa forma de cantar o amor de JG Araujo.

    "Pode colher do chão todas as flores, pois
    São os versos de amor que ainda te dou."

    Que forma impar de terminar o poema, parabéns por nos trazer algo tão belo.

    Bj querida, até novamente.

    ResponderExcluir
  52. Hoy vísperas de la Santísima Trinidad, me hago seguidora tuya.
    Dios te bendiga.

    ResponderExcluir
  53. Bom dia Amiga
    tem dois selinhos para voce lá no meu cantinho.
    tenha um lindo dia!
    abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  54. J. de Araújo Jorge tem poesias que me libertam desta vida, como:
    "Meu lúbrico prazer sempre consolo
    na carne destas ondas revoltadas,
    que são como taças emborcadas
    no moreno inebriante do teu colo...", extraído do poema "Teus seios" e,
    "Bom dia, amigo Sol! É esse o meu ninho...
    Que não repares no seu desalinho
    nem no ar cheio de sombras, de cansaços...

    Entra! Só tu possuis esse direito,
    - de surpreendê-la, quente dos meus braços,
    no aconchego feliz do nosso leito!..."
    de "Bom dia, meu amigo sol".
    Só há uns meses é que descobri este poeta brasileiro.
    Poesia forte e intensa... e interiorizada.
    Um resto de boa semana.

    ResponderExcluir
  55. Forte e cheia de sentimento, como deve ser um amor bem vivido e verdadeiro.
    Obrigada pela visita e estou por aqui tbm.

    Agradeço desde já se puder votar na minha poesia no link que está no meu blog.

    paulamlima.blogspot.com

    ResponderExcluir
  56. QUERIDA AMIGA, É com prazer que te recebo como a mais nova seguidora, eu tambem estarei aí. Lí a linda poesia de J G de araújo jorge, um dos meus poetas preferidos. Um abraço fraterno Celina

    ResponderExcluir
  57. Querida amiga é com prazer que tenho vc como seguidoras, eu estarei aí também li a poesia linda , postada por vc do poeta que admiro muito,J G de Araújo Jorge. Um abraço fraterno, Celina

    ResponderExcluir
  58. Minha 1ª visita:

    Achei interessante e variado,

    este blog:

    Saudações poéticas

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd



Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você.
Você é uma obra de arte — impossível de repetir,
incomparável, absolutamente única. (Osho)

Links de propagandas e comentários anônimos, serão excluídos automaticamente, a não ser que se identifique com seu nome e endereço do blog/site.

Obrigada pelo seu comentário!
Thanks for the comment!
Gracias por tu comentario!
Merci pour le commentaire!