Raiva- Como você lida com esse sentimento?

Imagem daqui
Sempre que algo repentino e importuno acontece, a raiva tenta tomar a direção dos nossos sentidos...
Acredito que nenhum individuo por mais atinado, pacato, pacifico, calmo, nunca sentiu irado, raivoso, furioso em algum momento da vida. A raiva é um sentimento natural, um estremeção que invade quando estamos frustrados ou passamos qualquer tipo de pressão. Emoção essa, que faz parte da vida e senti-la quando somos provocados ou agredidos é normal e difícil de controlar. O criador nos deu essa formação biológica com a capacidade de sentir raiva, mas senti-la em excesso pode gerar problemas tanto a si próprio, quanto às pessoas ao seu redor. A raiva controlada torna-se mais um recurso do que uma falha.  A forma como as pessoas lidam com a raiva, porém, pode variar conforme as situações enfrentadas e a personalidade de cada um. Você não pode evitar essa emoção, mas pode aprender a controlá-la. Às vezes o Ser Humano toma atitude drástica quando esta dominado por esse sentimento de ira, e mais tarde se arrepende do que disse, do que fez, e tenta dar justificativa para aquele ato. “Aconteceu... Explodi. Não tive como controlar. Desculpa-me e ponto.” Existem pessoas que só conseguem se organizar após uma explosão emocional.

Todos nós carregamos sentimentos bons e ruins, o que não podemos deixar é que um sentimento seja mais forte e presente que os demais, pois desta forma ficamos desequilibrados e indefesos a diversos fatores negativos.
Eu já fui muito atroada, não conseguia me controlar facilmente quando me aborreciam, me sentia extremamente irritada, achava super difícil controlar esse sentimento e sempre acabava explodindo, e ficava mal depois. Com o tempo fui aprendendo a ter controle de mim mesma, sei que é difícil controlar essa emoção, mais se quiser a gente consegue... Hoje transformo minha insatisfação em energias positivas...
Você já se viu discutindo com alguém num tom de voz meio alterado e então o seu telefone toca? Perceba como você consegue rapidamente controlar sua raiva... Na verdade, você consegue controlar a sua fúria melhor do que você pensa.

Dias atrás pude constatar como a raiva mexe com o psicológico do ser humano, a falta de controle pode ser fatal, arriscada para si própria, e para as pessoas que estão ao redor. Quem convive ou já conviveu, com uma pessoa impetuosa e mal-humorada sabe o que estou dizendo. Quem sente irado vê o outro somente como um elemento no qual pode aliviar seu desconforto naquele momento.  Conhecer nossos limites e solução é uma tarefa para a existência toda. Se continuarmos em nosso circuito interno de sentimentos negativo, iremos nos envenenar.Todos sofrem em relação à raiva, e pior que muitas vezes as pessoas são interpretadas como uma pessoa egocêntrica, individualista, rancorosa, e quando possuída pela raiva, o individuo fica cego ferindo o próximo, causando tragédias e gerando problemas sérios. Já parou para pensar que talvez esteja descontando a sua própria raiva na pessoa errada? Foi o que presenciei dias atrás, em um acidente provocado num momento de raiva de um casal.

Certa vez Dr. James Dobson diz: “Casamentos bem sucedidos não são aqueles em que a raiva e os conflitos não existem. Mas, são aqueles em que se aprende a administrar a raiva. Quando a raiva é administrada, produz grandes casamentos.” 

Se você nunca teve raiva, então você é um vegetal. Deus o criou como ser humano que tem raiva, mas se essa emoção for bem administrada, essa energia emocional será direcionada para si própria, como algo positivo para sua vida. Suprimir não vai ajudar em nada. “Tudo vai passar, vai ficar tudo bem.” Não, você precisa dizer: “Eu fiquei ferido, chateado, com medo, frustrado.” Se você quer mudar a maneira como você age você precisa mudar a maneira como você pensa.
Mesmo que não saibamos, somos modelo para alguma pessoa. Sempre vão existir indivíduos que estão observando nossos atos, nossas ações e nossas falhas. Vigiemos no que lançamos em direção aos nossos observadores.

"A raiva não pode ser superada pela raiva. Se uma pessoa demonstra raiva de você, e você mostrar raiva em troca, o resultado é um desastre." (Dalai Lama‎)



Obrigada a você pelo carinho de sempre
Desculpa-me por esta meia ausente esse final de ano, prometo que no próximo ano estarei mais presente nos vossos blogs. 
Deixo grande abraço e um beijo no seu coração!

Com Carinho!

105 comentários:

  1. Smareis, post bem esclarecedor, gostei de ler, sim, todos nós temos raiva, só não pode ser sempre, pois se for com muita frequência, a nossa saúde fica comprometida, pois a cada crise de raiva o nosso coração dispara, o arrependimento é o que nos faz depois ficar ainda pior, portanto é mesmo bom contar até dez!
    Abraços minha linda amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho Ivone,

      Com certeza a raiva precisa ser bem administrada pra não comprometer a saúde da pessoa, já foi comprovada o que ela causa."Guardar raiva é como segurar um carvão em brasa com a intenção de atirá-lo em alguém; é você que se queima."
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  2. Olá, Smareis!
    A raiva gera irresponsabilidade e destroi-nos por dentro. Não necessitamos de ter sempre razão, devemos saber resistir à adversidade com resiliência e estarmos mais atentos ao que nos rodeia. Contar até dez é uma boa dica.
    Um abraço e uma boa semana para si.
    Jorge

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jorge, andas sumido, feliz com sua presença.
      Precisamos estar mesmo sempre atento aos que nos rodeia.
      Um abraço e ótima semana!

      Excluir
  3. Temos que saber lidar com ele. Eu primeiro expludo, depois acamlo em seguida, mas preciso botar pra fora, sou transparente ,rs beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica eu já fui muito explosiva, hoje nem tanto, tento me controlar o máximo possível. É importante colocar pra fora sim, esse sentimento machuca e destrói a pessoa.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  4. Olá Smareis,boa noite!
    Nunca fui explosiva,mas meus momentos de raiva duravam um bom tempo,pois mesmo silenciosamente ficava remoendo esse sentimento tão ruim...
    Porém, as pessoas mudam,ainda bem!
    Hoje não é qualquer coisa que me faz perder o equilíbrio emocional,
    pois consigo controlar minha ira,e o rancor fica comigo por alguns minutos,(no máximo umas poucas horas!!).
    É bem verdade o que vc escreveu.Se quisermos conseguimos ter controle sobre nós,e isso traz satisfação pessoal e evita vários transtornos...
    Tem uma frase que eu desconheço a autoria,mas me ensina muito:
    'Se você for paciente em um momento de raiva,então escapará de cem dias de arrependimento.'
    Bjs e uma ótima semana :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clau,

      Realmente, ter o controle sobre nossos sentimentos evita muitos transtornos desagradáveis.
      Essa frase realmente é muito sábia.
      Creio que paciência é a arte de esperar o momento certo.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  5. Somente aprendendo que o maior do sentimento, o amor, é capaz de arrefecer o sentimento contrário. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eder, com certeza o amor, maior dos sentimentos tem esse poder de esfriar essa brasa .
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  6. Oi Smareis! Creio que o remédio seja mesmo respirar fundo e deixar entrar o ar da graça. Daí a raiva passa. Beijo e ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata concordo contigo, nada melhor né?
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  7. Ótimas dicas hein Smareis!!

    Beijos querida!!

    Feliz Domingo do Advento!!

    ResponderExcluir
  8. Querida Smareis

    Excelente post, com um tema, 'A Raiva', que nos diz respeito a todos. Saber controlá-la é uma preocupação que devemos ter em todos os momentos da nossa vida, para não nos levar a situações-limite.

    Obrigada, amiga.

    Bjs

    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Olinda pelo carinho!

      Saber controlar a raiva é importante para a própria pessoa.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  9. Já fui muito explosivo. Hoje evito o máximo que posso ter algum tipo de raiva.

    Beijos e uma ótima semana pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também Rosemildo, hoje transformo essa coisa ruim em energia positiva.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  10. Olá!Bom dia, Smareis!
    sim...o ser humano é de complexidade tal que o próprio não consegue perceber e relacionar todos os aspectos...agir e reagir ao mundo segundo todas e cada uma de suas características próprias. Desde o princípio da vida, o desenvolvimento humano dá-se pela interação com o meio. E nessa interação é que ocorrem os conflitos, muito vinculada ao medo de perder o suposto controle de sua vida ou de alguma situação. E assim, a raiva que constitui-se como uma emoção humana normal e habitualmente saudável, surgem descontrolada e destrutiva, podendo afetar as relações pessoais e a qualidade de vida no geral...por isso, é importante que concentremos -se em si mesmo, na própria força, na criatividade e capacidade de superar e controlar a raiva...e ser feliz!
    Agradeço pelo carinho,obrigado, bela semana, beijos!
    sim...fique bem, cuide se bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felis, Bom dia!

      Obrigada pelo carinho, gosto muito da forma que faz seus comentários, sempre muito clarividente. Realmente a ira é um sentimento que faz parte do ser humano, mas que precisa ser controlado diariamente, porque o descontrole dessa emoção pode ferir e machucar outras pessoas.

      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  11. Smareis querida!
    Gostei bastante desta publicação, muito interessante.
    Ás vezes é tão difícil segurar a raiva, o stress, as coisas do dia-a-dia, o tanto disso que parece ser previsível e acaba acontecendo sem surpresas... tudo são desafios de comportamento e conduta.
    Uma postagem que é um serviço de reflexão também.

    Grande beijo e ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cissa querida, que bom que gostou, sua opinião sempre é muito importante pra mim.
      As vezes é difícil mesmo segurar essa emoção que chega sempre tão de repente.

      Beijos querida!
      Ótima semana!

      Excluir
  12. Emotions are fascinating.

    I have three types of anger. One is in the form of what I call a "flash temper." It emerges in an instant, and is gone almost as quickly. When it happens, it is because I decide in that instant I will say what I wish to say, and I do not care what the consequences might be. Literally, within a few seconds after the explosion of words, my anger is gone and everything is fine for me -- but, it is not always fine for the person my words were directed toward.

    I also have controlled anger, where I direct it in the manner and in the degree to which I wish to make a point. In effect, I am being an actor when I use it and it is a useful tool.

    And, I have built up anger, which comes and goes and which rises and falls like waves. It often is related to jealousy.

    I have a difficult time envisioning you ever being angry, Smareis. You seem too thoughtful, too in control of your emotions, too gentle. But, as you write, we all experience anger and we all need to think about how it affects us and the people around us.

    I enjoy reading your thoughts, your words, and I admire you for trying to assist others assist themselves.

    I like your music ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fram anger is really a moment of fresh fast sometimes more sometimes cause great damage towards whom it was sent. Control this emotion is the best way, even if it is difficult sometime.
      I'm glad that my posts always leaves you thinking ... Glad you liked the music, I like a lot too.
      A big hug!
      Great week!

      Excluir
  13. Samareis.Me ha parecido muy importante tu post..Como bién dices
    ¡Quien no ha tenido y vivido momentos de ira de alguién?...
    Un abrazo.
    ¡Feliz semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juolina Gracias por cuidar!
      le deseamos una excelente semana llena de cosas especiales.
      Un beso!

      Excluir
  14. Sim, eu gostaria de controlar a minha raiva, o que não é fácil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Leovi pelo carinho!
      Realmente não é fácil controlar a raiva, mais há situações que precisamos sim.

      Abraços!

      Excluir
  15. Hola, Smareis!!! Buenos días.

    Mi felicitación por este post fantástico: Todos llevamos dentro ese sentimiento de ira, o irritación... cuando algo no nos gusta o nos sale mal. Pero de ahí a ser violento/a es otra cosa, unos lo controlamos más que otros, los seres humanos somos un mundo complejo a veces difícil de comprender. O no tan difícil... pues hay personas que usan la violencia, como si de una caricia se tratara. El saber controlar esa fuerte ira, debería ser un recto.

    El Dalai- Lama es un gran sabio.

    Gracias Smarei, ha sido un enorme placer pasar por tu casa.
    Te dejo mi cálido abrazo y mi estima.
    Feliz semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola Marina, gracias querida por el cuidado
      Estoy de acuerdo con sus comentarios, hay personas que utilizan la violencia como si fuera una caricia, una prueba de amor. Dios no permita que se ríe.
      El Dalai es un maestro y un gran erudito, sus mensajes son gran enseñanza.
      También me gusta ir a través de su blog. Agradezco el amor por las palabras.

      Les dejo un gran abrazo!

      Besos!

      Una gran semana!

      Excluir
  16. Bom dia Smareis.. primeiro grato pela sua doce visita.. e sobre a raiva.. lendo tua postagem.. ela apunhala muita gente, é destrutiva.. lembro-me que uns anos atrás fui lesado com dinheiro pelo meu mehlor amigo entre aspas.. pq o melhor amigo de nós somos nós mesmos.. enfim fiquei 1 ano inteiro odiando esta pessoa que sumiu de minha cidade.. até hj nunca mais o vi.. e ouvindo audios daCristina Cairo simplesmente soltei.. soltei tudo pq a raiva.. as magoas. tudo isso gera cancer.. melhor soltar de nós.. melhor perdoar.... afinal a gente não é santinho.. será que em vidas passadas nós não passamos os outros para trás tb.. depois de regressoes tenho certeza que sim.. e quanta lambança a gente já fez para estar hj aqui tentando se resolver e resolver coisas deixadas.. tem um ponto no pé.. se chama F3 fica entre o dedão e o segundo dedo um pouco acima.. se a gente aperta este ponto e ele dói.. a pessoa certamente esta com muita raiva de alguém.. pois ele é o ponto do figado.. e raiva esta ligada ao figado.. minha querida amiga.. eu queria ter te mandado alguns arquivos mas não tenho teu email.. se desejar por gentileza me retorne ok.. tenho coisas muito boas.. e tb gostaria de pedir tua permissão para fazer um soneto a vc assim como estou fazendo aos poucos com as pessoas que sempre estão a me ler.. então beijos e qualquer coisa me retorne
    lapidandoversos@gmail.com
    até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Samuel caro amigo!

      Obrigada pelas palavras e o carinho de sempre aqui no meu blog.
      Triste acontecido, mais realmente é bom não guardar esses sentimentos ruins, faz mal pra caramba, nos deixa doente. Tem pessoas que é assim mesmo, amigos assim eu quero distância, porque nos vai decepcionar em algum momento da vida, e deixar a gente com o sangue fervendo risos. Já passei por isso, com pessoa próxima que me golpeou de uma forma terrível que acabei guardando magoa por anos a fios. Ajudei uma pessoa que dizia amigo, num momento que ela precisava colocando-me na reta, e ela nunca me pagou essa divida, nem arcou com a responsabilidade que era dela. Consegui me libertar daquele sentimento ruim em relação à pessoa, embora o problema não ter sido resolvido da forma que deveria. Só o tempo pra dizer... A vida nós ensina muito. E eu, aqui só aprendendo...

      Adorei a ideia do Soneto, feliz e lisonjeada. Só tenho a agradecer pelo carinho. Obrigada Poeta!

      Envio-te o e-mail e aguardo os arquivos que disse ter.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  17. Oi, querida e "especial" Smareis!

    Tudo bem?

    A raiva é mais um dos sentimentos próprios do ser humano.
    Evidentemente, que nós não somos santos/as, e portanto, por vezes, somos invadidas por ela.

    Disciplina mental, inteligência e savoir-faire resolvem a situação.

    Eu, raramente, fico raivosa, fico indiferente, ignoro a situação, que não sei se não incomodará mais o outro/a.

    Semana abençoada.

    Beijos e rosas para você, com carinho.

    PS: está difícil comentar em seu blog, desde que lhe deu novo visual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luz, queridona!

      Obrigada querida pelo carinho!
      Ignorar a situação realmente funciona, em alguns casos é a melhor saída.
      Eu já fui meio que raivosa, hoje sei lidar muito bem com esse sentimento.

      Menina, o que acontece eu ainda não sei, mas meu comentário anda funcionando normal aqui pra mim. Não sei por que andas tendo problema. Deve ser com o blogger, aqui verifiquei tudo e esta ok.

      Beijos flores e ótima semana!

      Excluir
  18. Olá Smareis!
    Gostei muito de ler este excelente texto acerca do sentimento de raiva, algo que todos nós já sentimos.
    Eu já fui muito explosiva, mas hoje conto até três e digo para mim mesma: "Segura-te, Laura!", o que dá muito bom resultado, já que na maior parte das situações, uma resposta de fúria só agrava a situação. Muito melhor responder com voz baixa e assertiva, com muita calma, a quem descarrega raiva aos gritos sobre nós.
    Geralmente tenho auto controle. Aguento estoicamente, e depois choro, choro muito para retirar de mim toda a pressão.
    Muito útil esta tua relexão!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura que bom que gostou, sempre fico feliz com sua opinião a respeito de minhas postagens.
      Eu também já fui muito explosiva, hoje já consigo me segurar em varias situações e momentos. Chorar alivia bastante essa sensação ruim e tira essa pressão que fica dentro da gente.

      Beijos querida!
      ótima semana!

      Excluir
  19. Aqui em Salvador, temos uma médica presa: em um momento de raiva, provocou um acidente que matou dois irmãos. Duas famílias desfeitas. Excelente post, Smareis! Boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Árabe, triste esse fato, como tem acontecido essas tragédias no nosso Pais. Fatos que nos deixam a refletir muito.
      Abraço amigo!
      Ótima semana!

      Excluir
  20. Penso que poderemos controlar a raiva com a carga de amor que temos dentro.

    Obrigada pelo carinho que você deixou no Sedimentos.
    Beijos e flores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teca, que Deus lhe dê o conforto necessário nesse momento de perda.
      Obrigada pelo carinho!
      Beijos e flores pra ti também!
      Ótima semana!

      Excluir
  21. A raiva que eu sempre tento aprender e principalmente eu acho que funciona. Na raiva pode ferir os sentimentos de alguém, porque ele não merecia. A raiva não está pensando racionalmente. Atenciosamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giga, no momento de raiva podemos sim, ferir pessoas sem a gente querer, por isso é necessário controlar e saber lidar com esse sentimento.
      Obrigada amigo!
      Um abraço!

      Excluir
  22. Quem não sente de vez em quando, nzé? Mas o meu lance é pegar a "energia" que a raiva tem e tentar reverter em impulso pra resolver o problema!!! Sentir raiva é normal... não pode é deixar ela dominar! Hehehe! Beijos, querida e ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred meu amigo, eu também tento reverter em energias boas pra resolver o problema.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  23. Smareis and emotions.....
    I feel, i can even touch your emotions on your blog,only a positive feeling...
    No fear no anger for positive people!
    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Willy, I think it may even, as a photographer you have this ability.
      Thank you friend!
      Kisses and good week!

      Excluir
  24. Ola moça,
    Sentir raiva é normal, envenenar-se com ela é que é perigoso.
    Eu procuro de alguma maneira ( não tenho formula certa)
    digerir essa raiva o mais rapido possivel. Sei la um bom papo com amigo, uma caminhada, escrever, tudo é valido pra que essa raiva não se torne perigosa;

    Beijos
    l

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queridona obrigada pelo carinho!
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  25. Olá Smaires, gostei muito do texto, sem duvida quando controlamos nossa raiva não agimos por impulso, deixar a raiva passar nos faz agir com mais inteligencia e administrar melhor uma situação! Eu aprendi isso com o tempo, antes era explosiva, hoje deixo o fervor passar p depois agir rsrs Bjinhossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kellen,

      Se agirmos com inteligência e sabedoria poupamos muitos desgaste emocional.
      Beijos!

      Excluir
  26. Ojalá todo el mundo fuera y pensara como tú!
    Un beso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias mi amigo!
      Besos y una gran semana!

      Excluir
  27. Somos la suma de lo que nos acontece sin duda

    Afortunadamente aun tenemos sentimientos y emocinoes
    y que bueno que aun no perdemos la capacidad de sorprendernos

    Amiga te mando un abrazote
    me gusta mucho leerte y saber que te encuentras bien

    ¿que vamos a hacer para celebrar?

    hahaha

    Disfruta tu semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias mi amigo, estoy de acuerdo contigo
      Besos y una gran semana!

      Excluir
  28. Oi querida, que post ótimo!
    Acho que a raiva é um modo de nós "soltarmos" o que temos dentro de nós como um vulcão, mas temos que saber controlá-la.
    Tenha uma ótima semana, beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Arione pelo carinho!
      Uma ótima semana!
      Beijos!

      Excluir
  29. Smareis,
    Somos uma complexidade de sentimento e creio que a raiva é o desencadear desses sentimentos como ciume, frustrações, humilhações, insegurança, timidez.
    A raiva quando não é bem administrada, ela amarga a alma e sai em forma de ira, e depois ódio, que ao meu ver é a forma mais dura e perversa da raiva.
    A raiva pode ser uma força propulsora, como também pode ser uma combustão que explode tudo: relacionamentos amorosos, profissionais e até o relacionamento do homem consigo mesmo.
    bjkas doces

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho Marly.
      Sua analise sempre são magnífica.
      Realmente a raiva mal administrada é transformada em ódio e,esse sentimento se torna perigoso dentro da pessoa, estando sujeito a cometer tragédias terríveis.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir


  30. El verdadero luchador
    no es el que pelea
    con sus puños
    por un trofeo,
    sino el que lucha
    con el corazón
    por alcanzar sus sueños…

    Yo lucho cada amanecer por ese sueño
    que se ha quedado detenido en el firmamento…
    …y tú me imagino que también.

    ¡Un abrazo y un feliz y armonioso comienzo de semana amiga!

    Atte.
    María Del Carmen



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias a mi amigo Lagata
      Besos y una gran semana!

      Excluir
  31. La ira es mejor descargarla solo. O a través de la escritura, por ejemplo, sin pagarlo con nadie.

    Un beso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias mi afecto por mi amigo Ricardo!
      Besos y una gran semana!

      Excluir
  32. Muy agradecido por tu entrada a mi blog de fotografias.
    Un fuerte abrazo desde Andalucia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias mi afecto Juan!
      Abrazo y una gran semana!

      Excluir
  33. Olá Smareis,

    A raiva é comum a todos nós. O importante é como lidamos com este nefasto sentimento. Momentos de ira ou raiva podem provocar atitudes desastrosas. A carga negativa da raiva é muito grande e afeta até o ambiente onde ela é exalada. Devemos, pois, exercitar nosso equilíbrio em situações estressantes e cuidar para que a raiva não se instale em nós, transformando-se em mágoa ou rancor, o que distancia as pessoas e envenena corpo e alma.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera, a gente vê exemplos de muitos casos cometido por esse sentimento de raiva... Casos esse são ser bem administrado ele se transforma em ódio e coisas piores acontece.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  34. Smareis,um texto muito bom e sou daquelas pessoas que acredita que quando um não quer,dois não brigam...rss...bjs e boa semana,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Anne pelo carinho!
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  35. Minha doce amiga Smareis, a tua inspiração tira o fôlego. vens na hora certa, em momentos em que a raiva é rainha de corações sofredores. Não, não estou a falar da raiva caseira. Essa talvez se consiga controlar com um pouco de bom senso das duas partes. Mas aqui dói-me esta raiva calada, calando corações a quem lhes tiram paz e pão. É isto que se passa neste país, onde antes era um paraiso. Falso, pensando que não. Agora é o desmoronamento em raivas caladas dificeis de controlar porque injustas, desumanas. E as tuas reflexóes levam-nos sempre tão longe. são de uma densidade tal que não apetece sair daqui. Acho que se pode ( e deve) contrlolar a raiva mas penso que só a sensatez dos anos nos aconselham " antes de agir, falar com o travesseiro" E é uma conversa tão gostosa, porque o eu e o ego disputam terreno mas a razão é capaz de vencer. Digo é capaz, porque se entra o coração...este malandro é muito sagaz! A propósito lembro um pensamento que diz que " um homem quando se enerva é menos homem" Então, que a raiva se controle, pelo menos com o doce do som contido das palabras
    Minha querida, excedi-me mas a culpa é inteiramente tua! Mas juro que a raiva nem sequer espreitou! As tuas palavras já trazem o açúcar para nos fazer embalar!
    Belíssimo Minha querida Smareis
    Carinhoso abraço. Sempre, sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manuela,

      Seu comentário é sempre tão fino, argucioso e brilhante.
      Fico sempre extasiada perante suas palavras.
      Você nunca excede doce amiga, é um prazer ver suas analises tão bem colocada a respeito da postagem.
      Falar com o travesseiro sempre dá bons resultados. Conheço uma pessoa que soca o travesseiro, pra descarregar a raiva, ela diz que alivia muito depois disso risos...
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  36. Algumas vezes nós explodimos, mas temos que saber controlar a raiva, mesmo que em algumas situações seja difícil. Excelente postagem, Smareis. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sérgio pelo carinho,
      Controlar esse sentimento é muito difícil mesmo.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  37. Olá Smareis. Um texto bastante reflexivo. É preciso ter essa sabedoria:nao se deixar dominar por esse sentimento negativo. No momento da raiva, respire, conte até dez , canalize suas emocoes para algo que o distaia e nao tome nenhuma atitude no momento da raiva. Com o animo esfriado, podemos pensar com makor clareza e ver a situação por outro ângulo. Tudo e uma questão de aprendizado. Muitos precisa primeiro "bater a cabeça"para depois aprender. É uma conquista que leva tempo. Mas a vida é mesmo asssim. Para ser uma pessoa melhor é preciso "querer"ser melhor. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Edite,
      A raiva é um sentimento destrutivo, caso não seja bem administrado.
      Pra ser melhor precisamos primeiro querer mudar, se não, nada funciona.Tudo e uma questão de prática.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  38. Para que eu sinta raiva, é preciso que minem meu coração, mas aprendi muito e agora não permito que me façam sentir raiva, procuro me proteger.
    Grande e esclarecedor texto querida Smareis.
    Parabéns!
    Um beijo carinhoso em seu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Tereza , é sempre importante protegermos desse mal.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  39. Olá Smareis,
    boa tarde,
    um texto para os dias em que vivemos,
    a raiva é um sentimento comum nos dias de hoje
    mas como você disse, o importante é controlar-la,
    e como nós não somos vegetal, temos de aprender a viver com ela.
    uma fantástica publicaçao.

    Desejo-lhe uma bela tarde de terça-feira
    um grande beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ariel, quantas tragédias hoje em dia acontece por conta desse sentimento sem controle. Comum mais terrível.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  40. Certo, inteligente e oportuno.
    A raiva transforma as pessoas, destrói o raciocínio e deixamos de ser racionais.
    Há que contar, sempre, até 10.
    Quem nunca sentiu raiva que atire a primeira pedra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manuel,
      Que atire a primeira pedra quem nunca sentiu raiva.
      Somos humano recheados de defeitos, o que precisamos e saber administrar cada um deles.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  41. Oi Smareis, gostei de ler este post bem esclarecedor, é evidente que todos nós já tivemos o nosso momento de raiva, só que é preciso saber controlar.
    Excelente postagem
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lilas pelo carinho.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  42. Paz de Jesus,ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler as primeiras
    postagens e posso dizer que é um blog fantástico,
    com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
    Tenho um blog Peregrino E Servo que ficaria radiante se o visita-se,
    e se desejar comente,e se gostar e quiser seguir esteja à vontade, irei retribuir.
    Sou António Batalha seu conservo em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada António pela visita.
      Que Deus te abençoe!
      Um abraço!

      Excluir
  43. Oi Smareis

    Há um passatempo lá no Xaile, cujo prémio é um voucher de viagem.

    Bj

    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Olinda, estarei passando por lá. Beijos e ótima semana!

      Excluir
  44. Olá, Smareis.
    Tudo na Natureza possui seu oposto, e a raiva é o que ocorre quando esquecemos nossas boas maneiras ou entramos em uma situação que foge de nosso controle.
    Acredito que a raiva seja um resquício de nosso comportamento ancestral, onde tínhamos de brigar para podermos sobreviver.
    Não temos escolha senão aprendermos a controlar ou, pelo menos, diminuir nossa raiva e nossa atitude perante ela, porque isso acaba influindo em nossa vida e na convivência com as demais pessoas à nossa volta.
    Abraço, Smareis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacques,
      Realmente, a única escolha que temos é administrar melhor esse esse sentimento, para não atrapalhar a convivência com as pessoas.
      Obrigada pelo carinho.
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  45. A raiva nunca é bom. Gostei muito de ler este seu texto.
    Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Irene pelo carinho !
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  46. É terrível! É por essas e por outras que mantenho o blogue, ajuda a distrair das chatices da vida ;)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Madalena,
      Ajuda mesmo com certeza!
      Beijos e ótima semana!

      Excluir
  47. manejar las emociones es dificil pero necesario, y dejarse llevar por ellas alguna vez necesario para aprender la proxima vez. saludos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias mi afecto por mi amigo !
      es dificil pero necesario
      Besos y una gran semana!

      Excluir
  48. O ideal seria que todos fossem bem equilibrados...
    Em casos extremos de raiva é preciso procurar ajuda.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  49. Lita, tem casos que só ajuda de um psicologo quando esse sentimento e transformados em coisas piores.
    Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  50. Olá minha querida!
    Achei engraçado "o vegetal" srsrs.
    Raiva e outros sentimentos são inerentes à personalidade humana, mas é tudo questão de auto-conhecimento, respeito, amor ao próximo. Trabalhando, meditando, alcançamos o equilíbrio necessário para que esse sentimento não prevaleça.

    Abração esmagador e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  51. Belo texto a raiva é sentida mas deve ser superada em algum momento...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  52. Smareis, seus posts são sempre construtivos e uma lição pra todos! Adorei e concordo que a raiva todos temos, e que algumas vezes com a ajuda de um profissional psicologo e mais ainda de Deus, conseguimos aprender a controla-la. Bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  53. Raiva...Impossível não sentir, só não podemos é deixar que este sentimento tão forte nos domine.Um abraço Smareis!

    ResponderExcluir
  54. PARA MÍ LA IRA ES ALGO OBSOLETO. GRAN TEMA.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  55. Es dificil, muy dificil controlarla, pero con voluntad todo se puede.
    Amiga, te dejo abrazos muchos.
    Un lindo fin de semana.

    ResponderExcluir
  56. Oi Smareis.
    Todos somos vulneráveis ao sentimento de raiva como outros sentimentos.Mas saber lidar com ela nos faz uma pessoa melhor. Um lindo tema que você explanou com muita sabedoria.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  57. Como tudo na vida precisa de um equilibrio, vem a raiva nos colocar na dificil tarefa de equilibra-la.Ela vem de todas formas Smareis e creio mesmo que seria um vegetal não senti-la. Raiva do sistema opressor, raiva da injustiça, raiva da exploração infantil, raiva da violencia ainda reinante contra as mulheres. Raiva da hipocrisia reinante sobre a educação.
    Não tem como ficar sem ela se a sensibilidade nos impulsiona.
    Belo trabalho amiga.
    Carinhoso abraço.
    Beijo de paz e luz nos seus dias.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd



Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você.
Você é uma obra de arte — impossível de repetir,
incomparável, absolutamente única. (Osho)

Links de propagandas e comentários anônimos, serão excluídos automaticamente, a não ser que se identifique com seu nome e endereço do blog/site.

Obrigada pelo seu comentário!
Thanks for the comment!
Gracias por tu comentario!
Merci pour le commentaire!