Quando o amor fala mais alto!

Essa não era bem a minha postagem de hoje, pois já havia escrito uma outra, mas pesquisando alguns materiais na internet, deparei com a história de Fernando Aguzzoli, relatos que muitos devem ter acompanhado em entrevista cedida por ele, e alguns registros desses relatos publicado na internet, inclusive em uma rede social onde ele compartilhava sua história.
Quem lê meu blog já algum tempo, sabe que não costumo abordar temas que envolvem tristezas, doenças etc e tal... Mais exemplos que servem de lição de vida, e fatos que muitas vezes nos leva a refletir, tenho sempre o prazer de compartilhar. Aprendemos muito, e crescemos espiritualmente como ser humano. Lições de vida nos faz entender que não somos nada diante do desconhecido, diante do que vamos encontrar além da linha do horizonte. Acredito que estamos aqui para cumprir diversas missões que são destinadas a nós, e quando é chegado o momento o CRIADOR sinaliza uma por uma, e a gente entende... Nem que for para sorrir, ou para chorar... Eu acredito que somos "imortais", peças únicas enquanto a nossa ultima missão não se realizar...
Resolvi compartilhar essa história, porque eu já conheço esse problema um pouco mais de perto, tem pessoas ligadas à minha família que passam por esse mesmo mal. Triste, muito triste para quem cuida muito sofrimento em ambas as partes...  Só mesmo o amor maior de quem cuida é capaz de suportar... Quem conhece pessoas com esse problema sabe o que estou a dizer.
Que Deus nos proteja sempre, nos dando lucidez até nossos últimos momentos de vida... Na terra.

A história desse rapaz é um exemplo de vida, e comprova que o amor esta acima do nosso querer, das nossas forças e das nossas escolhas, isto é o que nos leva a ter atitudes que surpreendem os outros, e até nós mesmos.
Com apenas 22 anos, Fernando trancou o curso de Filosofia e largou o trabalho para cuidar 24 horas daquela que te criou desde os dois anos de idade, a senhora Nilva de Lourdes Aguzzoli, popularmente conhecida como Vovó Nilva. Ele não pensou duas vezes ao abdicar de festas, e novidades tão presentes nesta fase, largou tudo e foi cuidar daquela que cuidou dele durante 20 anos, mesmo com o olhar de dissentimento de pessoas ligada a ele, não hesitou, seguiu em frente.
Um jovem de coração puro que buscou apenas dividir o amor, mais precisamente o seu amor com a sua querida avó...
Tudo começou quando a Vovó Nilva sentiu dores de cabeça e náuseas constantes, com o agravante veio o diagnóstico do Alzheimer e, ao invés de entregar-se a dor e sofrimento, ele teve a ideia de largar tudo e cuidar da sua querida avó, sempre utilizando amor e humor para amenizar o sofrimento que a doença causava.

“Eu não sou um herói, não sou um guri iluminado. Eu apenas tomei uma decisão e fiz o que tive que fazer. Todo jovem pode se relacionar com seus avós. Não é porque ela era velha ou porque tinha um obstáculo no caminho. Aprendi muito com ela, eu a assumi como filha. Posso retomar minha faculdade e minha carreira quando quiser. Mas os momentos ao lado dela não vão voltar. Se eu não ia conseguir curar a minha avó, queria fazê-la se divertir”. Contou o jovem.

As experiências vividas, ora inusitadas, ora dramáticas e as lições aprendidas durante o período, o inspiraram a criar uma página em uma rede social para compartilhar as histórias do seu cotidiano e compartilhar informação sobre essa doença que atinge mais de 1,2 milhão de casos no Brasil, a maior parte deles ainda sem diagnóstico. O sucesso dos relatos daquela rotina um tanto insólita e os diálogos partilhados com a avó foram tão amplos que gerou um livro. Em dezembro de 2013, dona Nilva não resistiu a uma infecção urinária, pouco antes de completar 80 anos de idade. Foram registrados todos os momentos desta trajetória.

O enredo da vida real, que ganhou destaque na imprensa e comoveu pessoas em todo o país, agora está disponível em livro.   “Quem, eu? – Uma avó. Um neto. Uma lição de vida”. Publicado pela editora Bela Letras.  Fernando disse em entrevista ao G1 : “É muito mais do que um livro para mim. É a última homenagem que eu podia fazer para a minha avó", Era um título provisório, mas acabou ficando. E não poderia ser outro. Hoje, se a minha avó visse a foto dela na capa do livro, ia virar para mim e dizer, com certeza:  Quem, eu ? Brinca o neto, ao justificar o nome dado ao livro.

Capa do livro “Quem, Eu? Uma Avó. Um Neto. Uma Lição de Vida”, escrito por Fernando Aguzzoli e publicado pela Editora Belas Letras.

Essa história serve como força e luz para restaurar o nosso ânimo, a fé na humanidade, uma vez que somos todos os dias bombardeados de episódios ruins e tristes. As pessoas admiram a forma como Fernando encarou o que muitos considerariam uma tragédia, ele transformou  em lição, em oportunidade de amar mais, cuidar nais em nome do amor, apesar de qualquer coisa. Fernando soube encarar como ninguém a responsabilidade de cuidar da pessoa que cuidou dele desde a primeira vez que o viu, e não hesitou em retribuir todo o amor dele para ela, cumpriu com certeza uma de suas missões... Essa é uma história de amor e gratidão que nos fazem acreditar ainda mais, na bondade dos seres humanos.
Somos uma caixinha de surpresas abarrotadas de sentimentos e beleza, porém muitos não conseguem demonstrar o que tem, e o que sente.

Um bonito exemplo a ser seguido, com certeza se fosse ele que estivesse na mesma situação, sua avó faria o mesmo sacrifício, ou mais ainda por ele...O melhor sentimento do mundo é ver alguém sorrir e saber que você é o motivo daquele sorriso. A maior riqueza que temos no mundo e o amor que podemos doar.

Obrigada a  todos vocês!
Um abraço, e até a próxima postagem!

Smareis



64 comentários:

  1. Não tem como não chorar lendo esta estória. Menino de espírito superior e iluminado.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Mas cada postagem tua é uma lição de vida que compartilhas e que acorro como abelhinha para saborear o mel das tuas palavras.
    Esta história maravilhosa recheada de Amor Incondicional, ultrapassa a tristeza de tantas outras onde as avós são depositadas em casas de repouso, esquecidas do mundo, da família e delas próprias.
    Tens razão Smareis. Ainda há gente fantástica que faz esquecer as mágoas deixadas pelos fracos que não sabem ou não podem ser mais fortes.
    Fazes falta, fazias falta para nos iluminares com as estrelas do teu olhar a VIDA
    Um grande e terno abraço, querida!

    ResponderExcluir
  3. Essa história desse menino, rapaz é maravilhosa e eu como vó que sou,m me emociono! Linda e um exemplo maravilhoso! bjs,m tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Somareis, querida

    Achei maravilhosa a sua postagem, contando tudo o que esse neto, fez pela sua vó.

    Eu não vi, na televisão, mais ouvi, muitos comentários.

    Agora, que linda deve ser, contada em livro. Muitas pessoas vão poder compartilhar, né?

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Quando amor fala mais alto,
    faz mudar rumo a navegação
    é preciso ter muito cuidado
    para não magoar o coração!

    Boa noite amiga Smareis, um beijo.
    Eduardo..

    ResponderExcluir
  6. Olá amiga.
    Desejo que seus dias estejam sob o clima da paz e da luz e que sua esperança seja cada vez mais acelerada.
    Um relato muito importante para esta situação tão comum nos dias atuais. Passamos esta experiência com minha mãe durante 4 anos. Ela virou estrela aos 95 anos e muito ensinou até neste momento crucial.
    O livro deve ser emocionante e didático. Já tive amigos que me ligaram procurando informações sobre como lidar com esta doença,sempre digo que a formula é o amor incondicional todos os dias, todos os momentos, ancorado na paciência e perseverança.
    Que bom sempre vê-la por cá.
    Meu carinhoso abraço de muita paz e luz.
    Grato sempre pelo carinho amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. The story of a grandson caring for his elderly grandmother is not one often encountered, especially one as wondrous as this tale and especially when the man is as young as this man. You might be right, Smareis, that this degree of compassion and devotion resides in each of us, but I think this young man has a measure of courage and gentleness seldom seen in men of any age. I also think it might be a quality that can only be found in someone who has, himself, found religion and faith in a merciful god.

    It is a wonderful story, Smareis, and I am glad you chose to share it in a post. It is food for thought, as the cliché goes, and I will be thinking about the nature of this message for some time.

    Your music is marvelous, as well. It has a familiar sound to it, but I do not recall from where or when ....

    ResponderExcluir
  8. Olá, Bom dia,Smareis
    sim, emocionante história de amor e gratidão,entre Fernando e Vovó Nilva, e a terrível Alzheimer , que realmente nos faz acreditar na bondade dos seres humanos.Infelizmente, não são todos que abdicam de algo para cuidar de outra pessoa , em nome do amor, mesma a que cuidou dele . Fernando cumpriu com certeza uma de suas missões...
    Não gosto muito de falar sobre mim, mas, passei por uma experiência assim, quando minha mãe perdeu a visão por causa do, avançado , diabetes...e esses últimos momentos ao lado dela nunca mais vão voltar, mas nos divertirmos muito ...
    Obrigado pelo carinho, belos dias,beijos!

    ResponderExcluir
  9. Bonjour chère amie,

    Quelle belle leçon de vie...
    Cette maladie m'a toujours bouleversée. Mon p'tit père est parti aujourd'hui... Il était touché par cette maladie qui chaque jour, ou plutôt par étape nous éloignait l'un de l'autre. Il ne me reconnaissait plus les derniers jours de sa vie.
    J'en ai beaucoup souffert.
    Gros bisous ❊

    ResponderExcluir
  10. Samareis.Bonito post.Testimonio de Amor.En estos tiempos tan faltos de el

    ¡Gracias por tu visita!.

    Un abrazo

    ResponderExcluir
  11. Bom dia, Smareis.
    Linda história e emocionante ao mesmo tempo.
    Esta doença é muito triste, mas o rapaz teve um amor tão grande em si que somente pensou na sua vó.
    Certamente ele é um espírito de luz e quando partir terá um lugar ao lado de Deus.
    Doença muito triste, que espero que Deus nos livre, mas tenho a certeza que a doçura com que ele transformou os dias da vó dele, foram também um refrigério para ele, não um fardo.
    Um exemplo de amor que pouco nesse mundo possuem.
    Gostaria de ler o livro, me interesso por temas assim.
    Saudades de ti.
    Tudo de bom e beijos na alma.

    ResponderExcluir
  12. Queria ler, apenas ler mas não consegui foi mais forte.
    As lagrimas toldaram-me os olhos .
    Uma história de vida, de amor verdadeiro, de entrega e um exemplo.
    Se todos soubermos aprender com esta lição, o mundo será muito melhor.

    ResponderExcluir
  13. Parabéns você tem realmente um bom blog !! Também é bom acompanhamento musiacale !!
    www.Coccinellecreative.blogspot.com
    Vejo vocês em breve e bom dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vinda Coccinelle!
      Obrigada pela visita, passarei no seu link pra conhecer seu blog.
      Um abraço!

      Excluir
  14. Oi Smareis! Uma história que sensibiliza novos e velhos. Eu sei bem o que é essa doença, minha avó teve. Beijo! Renata

    ResponderExcluir
  15. Num mundo em que não temos sequer tempo e disposição para ir ali na esquina dar conforto a um vizinho que está doente, passando por problemas, é mesmo digna de aplausos a história desse jovem. E um exemplo para sermos mais solidários com as pessoas que nos rodeiam.

    ResponderExcluir
  16. Bjkas doces querida, e uma semana iluminada.
    Faltou isso kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  17. Melodia magnífica que nos acompanha e envolve ao lermos esta mágnífica história de vida. Um contributo altruista que significa a mais alta e desprendida forma de amor dum neto pela ua avó, que certamente vai perdurar para além da sua [dela] vida.
    Parabéns e felicidades para ti!
    Um abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  18. Nos hace cree rmas en los seres humanos, este amor tan maravillosamente expresado
    Saberse dar sin mportar edades, condiciones fisicas o sociales.
    Es ejemplo a seguir quien sabe responder al amor sin limites.
    Precioso leerte

    Cariños

    ResponderExcluir
  19. Parabéns !! Seu amor é refletido em excelente forma!

    ResponderExcluir
  20. Uma história real, que a vida nos mostra que existem pessoas que além da gratidão, possuem muito amor no coração.
    Um abraço, Élys.

    ResponderExcluir
  21. Amor incondicional e admirável, Smareis. Lição de Vida, generosidade, doação, desprendimento...
    Semente, esta do Fernando, para a construção dum vero Mundo Novo.
    Obrigado pela partilha, minha Amiga.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  22. Boa tarde Smareis,
    Uma raridade esse Fernando Aguzzoli ...
    É bem delicado lidar com alguém que tem Alzheimer
    pois o passado da pessoa acometida por esta doença,
    passa a ser o seu presente.
    Então essas pessoas precisam de amor e dedicação, e nem todo mundo tem paciência com elas.
    Imagino que este livro seja repleto de relatos emocionantes...
    Muito bom seu post.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  23. Smareis, que saudades e seja bem-vinda novamente. Gostei do visual novo do layout e como sempre de seus textos . Que linda a história de amor do Fernando por sua avó...esse livro deve ser emocionante.
    Mil beijos no coração

    ResponderExcluir
  24. A estória está bem escrita, mas infelizmente nem sempre é assim..

    Beijinhos, querida, e bons sonhos

    ResponderExcluir
  25. Linda postagem Smareis, um belo exemplo de amor!
    Um grande abração amiga!
    Beijos e uma bela noite!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  26. Una Historia llena de Amor, Compromiso y Generosidad ante una Persona que ha dado Todo su Tiempo para quien lo crió e hizo salir adelante.
    Una maravillosa Lección de Humanidad y de Sentimientos.
    Abraços e Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Boa noite querida Smareis..
    louvável atitude dele...
    pena que muitas pessoas não reconhecem..
    na minha familia minha avó cuidou de 4 primos meus.. e quando ela estava numa cama de hospital.. e meu pai cuidava ela o meu querido primo que de querido não tem nada.. foi lá com ela quase agonizando ofender meu pai pq ele tinha colocado ela numa clinica depois de 2 anos ele e a mãe cuidando em casa e não dava mais para seguir devido ao estado dela..
    eu não fiz algo grandioso como ele mas lembro que quando recebemos a noticia que ela havia falecido eu estava fazendo um soneto a ela.. sabia que ela já estava fraquinha e acabou se indo..
    fico feliz por ele..
    adorei teu comentário..
    tema que acho que muita gente saiu correndo..
    fala de morte e vermes.. eles acham que estou louco.. eu me divirto srrs
    um beijão querida
    até sempre

    ResponderExcluir
  28. A vida é assim. Um dia acordamos sem saber se vamos para o trabalho, se é fim-de-semana... Tenho um casal amigo que está nesta situação.
    Não consigo dizer mais. Só Deus sabe quanto nos custa...

    ResponderExcluir
  29. Olá Smareis!
    Uma história tão comovente! Se o Amor existe, e nós sabemos que existe, o Amor é isto. Mas é incrível ver como um rapaz tão jovem tem a percepção exacta de que o Amor não pode esperar, o Amor é uma urgência, e neste caso de Alzheimer, para que um jovem decida abdicar de tudo para se dedicar a sua avó é algo de raro. Porque é uma doença por demais desgastante.
    Mas ele tem razão, a avó não tem muito tempo, mas ele tem.
    Se todos fossemos como este jovem, o mundo seria muito melhor.
    Adorei ler este testemunho de vida, tão inspirador.
    xx

    ResponderExcluir
  30. Ola Smareis, moça das palavras belas!

    Sao essas historias que nos fazem refletir toda uma vida.
    A gratidão é a memoria do coração, a solidariedade são as flores
    da alma. esse jovem em seu silencio de cuidar, gruta pro mundo: acordem!
    Os Espíritos anunciam que chegaram os tempos marcados pela Providência para uma manifestação universal e que, sendo eles os ministros de Deus e os agentes de sua vontade, têm por missão instruir e esclarecer os homens, abrindo uma nova era para a regeneração da Humanidade.*

    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  31. Smareis, quando li, em uma página da internet, a história desse rapaz, fiquei emocionada. Essa capacidade de doação todos temos, mas não costumamos fazer uso dela, dessa forma. Ele abriu mão de tudo pela avó e, certamente, sente-se feliz por isso, pois quando ajudamos alguém também somos beneficiados. Já passamos por isso. Meu pai viveu mais de sete anos na cama, eis que foi perdendo a lucidez e, após uma queda em casa, não mais andou. Não conseguia ajudar o fisioterapeuta. Nosso consolo está no fato de que teve cuidados especiais, durante todo esse tempo. Mas é muito triste conviver com a doença e ver uma pessoa muito amada atingida por ela. bjs.

    ResponderExcluir
  32. Olá Smareis!

    Amiga que linda história, fiquei emocionada. A doação é um dom da bondade. Muito belo.

    Querida amiga, fiz outro blog, tive sérios problemas de saúde e tb no blog, recomeçando do zero

    Estava com saudades de vc. Feliz
    com seu regresso. Um feliz dia para ti. Bjs a amiga Nati

    ResponderExcluir
  33. Gracias por proclamar siempre la bondad, y más en estos tiempos tan convulsos.
    Un beso

    ResponderExcluir
  34. uma história real que emociona até às lágrimas!
    ainda bem que existem pessoas como esse jovem!
    muito comovida estou!
    :(

    ResponderExcluir
  35. Nossa!!! Uma história que emociona e sensibiliza!!! Muito bom passar por aqui e ler algo assim que nos revigora e alenta a esperança de um mundo bem melhor! Lindo, gatona! Bjão!

    ResponderExcluir
  36. Tudo que desejo é que o sol brilhe em sua vida
    todas as manhãs.
    Que somente coisas abençoadoras
    seja encontradas pelo caminho
    onde você passar.
    Bem sei nem tudo acontece segundo
    nossas vontades ser feliz é a meta de todos
    nós.
    Nem sempre devemos aceitar tudo,
    que surge nessa caminhada.
    A luta faz parte da vida
    cabe a nós semear boas sementes em nosso
    jardim mesmo entre as pedras,
    nascera flores perfumadas de esperança.
    Nessa mensagem desejo um feliz final de
    semana.
    Na postagem deixei um pouquinho
    daquilo que esta sendo escrito com
    cuidado e carinho.
    Meu próximo livro.
    Leia e comente quem sabe
    poderá ajudar colocar
    parte dos comentários em linhas futuras
    a ser escrita.
    Beijos e meu carinho.
    Amiga li cada palavra da sua postagem sei quanto dói e quanto afeta
    nosso emocional vendo o sofrimento sem poder fazer nada .
    Sendo assim oramos e entregamos para nosso Pai maior.

    ResponderExcluir
  37. Smareis....
    This story , activate the ratio and at the same time the emo .side of of my brains...
    Experience, the only way to do" first things first"
    Abraço & kiss,Willy

    ResponderExcluir
  38. Olá Smareis
    Uma emocionante história. Um amor incondicional, solidariedade, desprendimento e um coração generoso que abdicou de parte de sua vida em prol do amor e cuidado para com uma pessoa mui amada. Uma bela lição de vida
    Minha querida, que alegria vê-la aqui trazendo suas postagens maravilhosas. Saudades de ti amada
    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  39. Oieee... sumi né? Mas, pretendo voltar a ler os blogs que tanto gosto... mesmo que eu faça postagens com menor frequência. Saudades dessa minha válvula de escape.
    Quanto ao post... É amor incondicional! Belo... emocionante!!!

    bjks
    Ps. Querida, eu deletei a outra mensagem, pois ao final da postagem, ao colar o link do meu blog veio uma mensagem que eu havia escrito para outro blog. Sorry... agora aqui fica apenas o que se refere a seu blog. :*

    JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  40. Olá Smareis,

    Emocionante, principalmente por se tratar de um jovem de apenas 22 anos, cheio de ideais e sonhos. Abdicar de tudo para cuidar da avó foi a maior lição de amor que esse jovem nos passou. Sei como é triste esse mal, pois meu pai foi acometido pelo Alzheimer e, no primeiro momento, o do diagnóstico, foi traumatizante e minha mãe chegou a entrar em depressão. Com o tempo, contudo, fomos aprendendo a lidar com a doença, mas foi muito triste presenciar meu pai tão dependente. Fizemos o possível para dar a ele conforto, mas doeu muito. Fernando é um exemplo admirável e tenho certeza de que ele se sentiu gratificado por proporcionar apoio, alegria e conforto à sua avó. Vou procurar o livro para ler, pois fiquei envolvida com sua história de amor e renúncia.
    Parabéns pela ótima postagem.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  41. Que bom que voltamos aqui, amiga!
    Sempre aprendemos com as tuas colocações de vida. Hoje, aprendi muito mais.
    Bom fim de semana, um beijão!

    ResponderExcluir
  42. Lindo e comovente querida Smareis, agradeço por ter compartilhado conosco.
    Um abraço e muito obrigada por sua visita.

    ResponderExcluir
  43. Querida Smareis!
    Saudades!!!
    Amiga, retorno com toda a calma do mundo, tá bom?
    Quero te ler com toda a atenção. Mas fiquei muito feliz por te ver lá no meu cantinho!

    Beijos e beijos!
    Retorno!

    ResponderExcluir
  44. Eu vi essa história quando o rapaz foi ao programa Mais Você, Smareis. Nossa, como eu chorei. Uma baita lição de vido e de amor incondicional. Me envolvi com a vida dele e daquela avó tão querida. bj

    ResponderExcluir
  45. TODO UN EJEMPLO DE VIDA. GRACIAS POR COMPARTIR.
    BESOS

    ResponderExcluir
  46. Que história desse menino, não? Pura emoção. Este cantinho sempre tem algo importante e que fala às nossas vidas.
    Abração.

    ResponderExcluir
  47. Fiquei emocionada, não conhecia esta história maravilhosa de amor total! existe gente fantástica sem dúvida.
    Muito obrigada por partilhar maravilhas
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  48. OI SMAREIS!
    COMO TUDO TEM DOIS LADOS, OLHO PELO LADO DO AMOR, NÃO DA DOENÇA EM SI, POIS ESSA PESSOA A AVÓ, TEVE A BÊNÇÃO DE TER UM NETO, QUE PELO QUE ENTENDI, O ERA POR AMOR, SEM VÍNCULOS FAMILIARES, QUE LHE DEU OS CUIDADOS E O CARINHO QUE NA MAIORIA DAS VEZES NEM OS FILHOS CONSEGUEM FAZÊ-LO.
    LINDA HISTÓRIA AMIGA, VALEU A PENA.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  49. Vi esse depoimento no programa "encontro" Realmente emocionante e exemplar. Em meio a tantos acontecimentos tristes, situações de abandono e maltrato de idosos esse depoimento vem como uma lenitivo que suaviza e nos faz acreditar nas pessoas , apesar da realidade triste dos dias de hj. Abcs > Bom domingo.

    ResponderExcluir
  50. Olá! Que bom que está de volta!
    Fiquei muito comovida com o texto. Quanta grandeza no coração deste rapaz! Lindo mesmo! O amor é o maior presente que podemos dar a alguém!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  51. Verdadeiro amor....estes momentos são únicos na vida.
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  52. Infelizmente também passo por isso :)
    Beijinhos, boa semana!

    ResponderExcluir
  53. Olá Smareis!
    Reli novamente a história, uma lição de vida, o texto me comoveu.

    Sempre com textos ótimos para uma boa reflexão. Lindo!!

    Beijinho e Boa Semana.

    ResponderExcluir
  54. Se as pessoas tivessem sempre a consciência que a vida resume-se num círculo, um eterno ir e vir...

    ResponderExcluir
  55. Também tive a oportunidade, Smareis (se é que a podemos chamar assim!) de conhecer os efeitos dessa doença... e isso, para mim, torna ainda mais relevantes a educação e o desprendimento do jovem! Obrigado, pela bela lição de vida, boa semana.

    ResponderExcluir
  56. Esta história de vida merece ser lida, uma e mais uma vez,
    É dificil o´pensar que no meio do caos em que vivemos ainda há exemplos como este.

    ResponderExcluir
  57. Só o amor tem força para mudar o mundo.
    Grata pela partilha.
    Beijo

    ResponderExcluir
  58. Smareis querida!
    Retornei, como havia te falado. E agora com toda a atenção que uma publicação sua merece.
    Pois, sim... este desprendimento do Fernando, esse amor incondicional é tão difícil de acontecer, de se manifestar. Bonito e sublime. E perfeita a ideia que ele teve de registrar em livro a sua experiência, pois serve como exemplo, estímulo, e, principalmente, esperança.
    Esperança na humanidade, esperança de que tudo possa melhorar com exemplos como esse, enfim, que poderiam estar catalogados como: "coisas que nos ajudam a viver" e nos ensinam a viver.

    Bela e oportuno o seu post!

    Beijos e ótimos dias!

    PS.: Desculpe minha demora, mas o livro, divulgação e tudo o que envolve... tem me tomado um tempo bem grande :)

    ResponderExcluir
  59. Oi querida Smareis, que saudades!!!
    Vim lhe desejar uma ótima semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  60. As pessoas idosas merecem toda a nossa consideração e respeito. O exemplo de dedicação deve ser seguido, mas não se deve descuidar das recomendações para se proteger deste mal.
    Ando meio quieto, sem ânimo para escrever, mas mesmo assim, aqui ou acolá tento alguma coisa de forma bastante despretensiosa.

    ResponderExcluir
  61. Uma história muito interessante.
    Como já te conheço há séculos (obrigado por voltares), sei que tens um coração enorme e, por isso, não fico admirado que tenhas trazido para o teu blog uma tão bela história como esta.
    Tem um bom resto de semana, querida amiga Smareis.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  62. Oi querida, vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  63. ola vim saber as novidades e deixar meu oi de saudades.boa semana apareça e fica em paz bye.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd



Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você.
Você é uma obra de arte — impossível de repetir,
incomparável, absolutamente única. (Osho)

Links de propagandas e comentários anônimos, serão excluídos automaticamente, a não ser que se identifique com seu nome e endereço do blog/site.

Obrigada pelo seu comentário!
Thanks for the comment!
Gracias por tu comentario!
Merci pour le commentaire!