A impaciência nos dias atuais...

Danielle Richard
As vezes em nossa vida, corremos tanto que perdemos o controle da direção e acionamos o comando automático. Isso nada nos ajuda!
A maioria das vezes perdemos a paciência quando estamos fazendo mais de uma coisa ao mesmo tempo ou quando estamos sobre pressão, e muitas coisas a ser feitas em pouco tempo. Com o acúmulo de coisas para realizar, vamos fazendo tudo do jeito que dá e não nos damos conta de quantas coisas deixamos de aproveitar.
Quando percebemos, já se foram dias, semanas, meses e anos. As estatísticas aponta que o mundo moderno anda cada vez mais intolerante, desordenado, agitado e sem paciência.
A irritação é, digamos assim, um dos “efeitos colateral” da impaciência. Pois ao não serem capazes de aceitar o ritmo menos acelerado dos outros, a pessoa acaba se irritando, e como em geral são francos, acaba demonstrando esta emoção, o que não lhes angaria muita simpatia.
Porém, a paciência continua sendo uma ferramenta importante de nossas vidas, a qual devíamos usa-la mais.
A impaciência parece ser um dos traços de personalidade mais marcantes e presentes nos dias de hoje. Os testes mais duro da paciência para mim, são o do trânsito congestionado quando a gente esta atrasada para alguns afazeres, seja de carro, de ônibus, de carona, tudo é desgastante principalmente quando o calor não dá trégua nem por um minuto.  Filas em estabelecimentos públicos, multidões nas ruas, e tantos outros. A paciência é uma arte valiosa!
Diz-se que dentre as sete virtudes, a mais difícil de desenvolver é a paciência, mas uma vez desenvolvida, esta traz inúmeros benefícios. De fato isso é uma grande verdade.
Eu confesso que sou muito impaciente em alguns momentos, mas ultimamente a paciência tem fugido de mim... Não que eu não saiba controlar, mais há momentos que ela escapa do meu controle.

Não há espaço para a sabedoria onde não há paciência, isso é fato.

Alguns dias atrás uma atendente de um estabelecimento me disse que eu era impaciente, simplesmente por eu ter reclamado da demora em ser atendida, sendo que meu horário já estava marcado, e o horário previsto já havia esgotado a mais de uma hora.
Por um segundo analisei qual resposta daria, porque realmente estava sem paciência e não queria ser indelicada. Com um sorriso de orelha, respondi:
- Impaciente, eu! Já estou com meu horário atrasado e meu dia esta fugindo de mim...
- Parece que a recepcionista aprovou a minha resposta e logo fui atendida.
Normalmente, não sabemos esperar com calma, e isso é o que leva à ansiedade extrema e até os maus resultados algumas vezes.
A evolução mundial tem nos levado a esse estado...
Muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.
Sei que nunca foi fácil ser paciente, mas provavelmente é mais difícil hoje em dia do que em qualquer outra época na história.
A paciência está em falta na vida das pessoas, mais pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais presente nas farmácias das residências.

Fomos mudando nosso comportamento à medida que o mundo foi evoluindo. Queremos tudo para ontem e não temos disposição para esperar o menor tempo que seja.
Afinal, vivemos na era da pressa.

Tudo passou a se transformar rapidamente. Antes, esperávamos um tempão para um produto novo chegar às lojas. Hoje, isso já diminuiu muito e, em alguns casos, chega até na mesma hora que solicitamos o produto. Antigamente a correspondência era através de carta, ou seja, a espera de uma resposta demorava vários dias para ter notícias de um familiar, ou  um amigo que morava distante.
Hoje em dia, por meio da internet estamos conectados com pessoas do mundo inteiro em tempo real. Mensagens podem ser enviadas pelo mundo todo instantaneamente e quase tudo está disponível para a compra com apenas alguns cliques do mouse, por isso fica difícil não  ficar imediatamente insatisfeito ao ter que esperar um tempo maior para resolver outros assuntos que tenha que esperar um pouco a mais.
É claro que essa evolução traz muitos benefícios, e essa "era da pressa" na qual estamos vivendo nos proporciona avanços e condições melhores de vida, mais também é necessário considerar os prejuízos de toda essa evolução.
Se você acha que ainda não passou por isso, pense rápido e tente lembrar o que comeu no almoço de anteontem, o que fez nos últimos finais de semana, sobre o que conversou no café da manhã com sua família. Provavelmente, você não se lembrará de tudo que fez exatamente, sabe por quê? Porque são justamente esses pequenos, mas tão importantes acontecimentos, que passam despercebidos quando estamos no piloto automático.

As pessoas vivem como se não tivéssemos tempo a perder, tão impacientes, que muitas vezes não aproveitam os pequenos detalhes que a vida proporcionam todos os dias, a pressa de ir para a próxima fase é urgência.  Nessa ânsia de fazer tudo o que precisa ser feito, vai desenvolvendo suas ações automaticamente, e com isso, deixa de aproveitar tantas maravilhas desse universo.  Se você parar para pensar, vai dar conta de que são todas essas pequenas coisas que fazem com que seus dias, semanas, meses, anos sejam melhores.
Às vezes as pessoas não sabem o que fazer diante de tanta evolução, tantas novidades tecnológicas.... Não sabe o que é melhor pra si, desacelerar e correr o risco de ficar para trás, ou continuar acelerando, correndo o risco de acabar parando justamente em função de tanta pressa?

Eu ainda não sei exatamente qual é a melhor resposta, mas estou em busca, começando pelo dia de hoje...

Obrigada a todos!
Até a próxima postagem


"Os dois testes mais duros no caminho espiritual são a paciência para esperar o momento certo e a coragem de não nos decepcionar com o que encontramos."(Paulo Coelho)

48 comentários:

  1. Muito boa tarde querida Smareis..
    um assunto bem abordado e não adianta a gente dizer que não a tem..
    a gente costuma querer tudo para o agora, e se isto não é possível o sangue já se altera, aquela ansiedade bate e os pensamentos as vezes mesclam frases mais carregadas e quando a gente lança as mesmas afeta a nós e a quem estas frases baterem..
    se a impaciencia ainda nos abate é pq dentro de nós ainda não estamos em paz.. algo nos incomoda e mal sabemos o que é..
    falta uma simples meditação.. falta parar alguns minutos por dia..
    falta se desligar um pouco deste virtual que tem deixado as pessoas prisioneiras...
    já pude ouvir que amanhã ou depois a internet entrará em colapso. e creio que já esteja entrando.. pois seguido dá problema, tá sobrecarregada..
    então é bom as pessoas se prepararem para isso, pois terá pessoas que vão ficar loucas se não conseguirem entrar no facebook... mandar sms, ou sei lá mais o que.. a vida é real, não virtual.. beijos meus querida.. te desejo um lindo dia

    ResponderExcluir
  2. Não vale a pena tanto correr,
    a paciência muito incomoda
    não se deixa por ela vencer
    de tudo a vida é mais valiosa!

    Tenha uma boa tarde amiga Smareis, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  3. Que bela e oportuna esta dissertação sobre um dos problemas que tanto nos perturbam. Nos dias que correm ter paciência já é, quase, uma virtude, mas numa queda enorme. Apetece dizer não há paciência para ter paciência.
    Eu tento, por vezes, conto até dez mas é difícil.
    Tenho uma ajuda preciosa, nada no Alentejo, herdei aquela calma que é apanágio desra região.
    Esta vida moderna não deixa, muito egoísmo e muita falta de civismo não ajudam.
    Os meus parentes pela bela mensagem que nos deixa.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  4. Lindo e enriquecedor o seu texto, mas graças a Deus sou a paciência em forma de gente e nunca me estresso por nada, ainda bem!
    Grande beijo no coração e agradecida por sua doce visita.

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga.. es tan cierto lo que expresas. Vivimos llenos de impaciencia.. no disfrutamos el momento , desestimamos las pequeñas cosas llenas de ese encanto fugaz que no podemos apreciar.
    Corremos tras de nada. Deberíamos detenernos.. respirar profundamente y vivir la vida como nuestros ancestros. Disfrutarla.. sentir su aroma, detenernos mas en los afectos.. en fin, apreciar la vida desde el Amor.

    Beso enorme Smareis

    ResponderExcluir
  6. Uma boa e bela noite querida amiga.
    Eu tenho para mim, que sou uma paciência infinita e as vezes até criticado por esta, talvez seja mesmo esta crise, que fazem com que os impacientes, se irritem com os que conseguem exercita-la. É certo, que não é nada fácil neste mundo o exercício desta. Eu já tive pavor de filas e transito engarrafado e descobri que minha impaciência apenas me levava ao stress, ao cansaço além do devido. Mas não é nada fácil mesmo conviver e viver neste mundo para ontem.
    Bem amiga desejo que o clima tenha amenizado por aí com um pouco de chuva e vento leve.
    Que seus dias sejam leves e que possa em cada dia exercitar uma maneira de sobreviver sem stress neste corre-corre da vida.
    Um carinhoso abraço para voce.
    Beijo de paz amiga.
    Seja feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Toninho, na semana passada até que deu uma refrescada, um ventinho gostoso depois que caiu uma chuva daquela que passa derrubando as arvores e arrastando tudo. Faz muito barulho mais passa rápido assim como chegou, deixando muita sujeira e mais calor ainda, são nuvens pesadas mostrando sua fúria e toda sua força, mas refrescar que é bom nada! As ruas ficaram repletas de sujeiras, e a limpeza anda escassa devida o racionamento de água. Era apenas uma chuva forte e passageira, e sabíamos que o calor não ia da trégua. Hoje o sol voltou com toda força de antes. Estamos precisando daquela chuva continua que refresca e nos dá uma animada. O Esp. Santo precisa de chuva com urgência. Obrigada meu amigo! Espero que ai as coisas esteja melhor do que aqui.
      Beijos é ótimo final de semana, e ótimo feriado de carnaval.

      Excluir
  7. Samareis..Importante reflexión.Creo que Si. La prisa nos la da el mismo progreso. Todo lo queremos rápido al instante.Nos hemos vuelto inpacientes.
    Buena semana..
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  8. Sim, a paciência nos ajuda a pensar e refletir e aprender mais sobre aquilo sobre o qual dirigimos nossa atenção !!
    Besos!

    ResponderExcluir
  9. Um texto muito enriquecedor! ter paciência é uma virtude e nos tempos que correm não há virtude que valha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Boa noite querida amiga Smareis
    Uma excelente abordagem. E quem de nós pode dizer que não é impaciente.
    Há poucos dias estava lendo um livro do Augusto Cury onde ele nos dá dicas importantes de como desacelerar; Tenho procurado me exercitar e sabe enho percebendo em mim algumas mudanças e uma delas tenho conseguido ser mais tolerante e paciente comigo mesma e com as pessoas ao meu redor. É fácil? Não! Os estresses diários são a "prova de fogo" e quando conseguimos atravessá-los sem grande irritação é porque estamos
    praticando a arte de sermos pacientes.
    Uma reflexão valiosíssima amiga
    Um beijinho no coração

    Sonhos e Poesia

    ResponderExcluir
  11. Olá Smareis,

    Perdemos muito com a corrida desenfreada, pois nos distraímos do momento presente e daquilo que ele nos oferece de bom e agradável. Também a pressa é inimiga da paciência. A ansiedade nos inquieta e irrita, aflorando a impaciência, que complica ainda mais o nosso estado emocional e nos leva a atitudes impensadas. O tempo vai nos disciplinando e ensinando que a paciência e a tolerância, além de virtudes benéficas, também são atitudes de amor e caridade.

    Ótimo texto.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. (^‿^)✿
    Merci Smareis pour ce beau partage !

    Je t’embrasse FORT

    Bonne continuation Amiga !

    ResponderExcluir
  13. Your posts always are thought-provoking and filled with wisdom and sharp observations, Smareis.

    Speaking for myself, I always have wondered why I have a great deal of patience for some things and absolutely no patience for other things. The answer, I think, is that I have patience about things which truly are important to me and impatience for things which really are of no importance. Why would I risk being rude or hurting the feelings of another over something unimportant to me? Me, I would not.

    I also realize there is never enough time. Someday, my clock will wind down and I will be gone and there will be so very much I would like to have done, but never did. I will not copy it here, but I will suggest a poem by John Keats: "When I Have Fears."

    Finally, it might sound silly, but when, although, like me, an individual is not happy or content, but satisfied with who he is and what he has done, there no longer is reason to be impatient, because, as Ernest Hemingway wrote: "Things either happen or they don't."

    And, I still am hoping a few things will happen for me, but I can wait patiently, because I no longer think about the unimportant ....

    ResponderExcluir
  14. Paciência é algo que temos que ter, principalmente nos dias atuais.
    Penso que temos que buscar uma maneira de ficarmos mais atentos a nós mesmos. Fugir de tudo aquilo que estressa. Difícil! Mas não é impossível.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  15. Oi Smareis! Os que se esforçam e praticam a calma e a elegância, paradoxalmente, são tratados como estranhos. Sigo assim, sempre treinando a paciência. Beijo! Renata

    ResponderExcluir
  16. Olá, Bom dia,Smareis
    verdade, "as pessoas vivem como se não tivéssemos tempo a perder" e na correria do dia a dia desse mundo em que vivemos, onde o resultado é o que importa, não percebemos nossa condição de seres limitados, o que não nos possibilitam a reflexão de que a Paciência é diretamente proporcional ao saber o que queremos . Quando não temos bem certeza do que queremos, não temos paciência, tudo logo para ver se satisfaz, porque se não, vamos para outro, e assim vai para outro…tudo está relacionado com o perder tempo. E sofremos e nos desgastamos por coisas que não levam a nada e quanto mais evoluímos, mais nos esquecemos das pequenas coisas, e que são importantes na caminhada da vida. Não sou um exemplo de pessoa com paciência e por isso deveria arranjar um tempo para viver as coisas simples da vida que me faz feliz
    Agradeço pelo carinho,belos dias,beijos!

    ResponderExcluir
  17. Smareis

    Em plena "era da pressa" (como muito bem dizes) não encontramos maior virtude que "esta", que nos falta. Assim, deixamos de saborear a vida natural para nos precipitarmos na loucura do tempo que se esvai e... é já tão pouco.
    Preciosa meditação neste teu Texto magnífico.

    Beijo


    SOL

    ResponderExcluir
  18. A paciência é uma grande vantagem e ajuda a um homem não ficar animado sobre nada. Isso nem sempre é fácil, mas você tenta. Notei em mim que eu tenho menos do ano vem para mim. Com os melhores cumprimentos.

    ResponderExcluir
  19. Oi Smareis!
    Como é importante na vida de todos a paciência, é uma pena que muitos estão deixando de lado, devido ao ritmo frenético que vivem.
    ótima postagem amiga!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  20. Como dice Coelho, todo lleva su tiempo
    No creo que sea la epoca actual la que nos convierte en tan egoista.
    Siempre hubo egoistas, simplemente que ahora los vemos
    Bienaventurados los que dejan de correr tras el vil metal y se sientan a recapacitar en lo que realmente tienen y que no saben valorar
    Gracias por tus palabras y tu siempre estar
    Mimas a la Abu
    Cariños

    ResponderExcluir
  21. Oi querida Smareis, linda mensagem!
    Vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  22. Tá tudo muito rápido e a paciência está ficando pra trás...
    Uma coisa que aprendi, mas foi difícil chegar a essa conclusão, é que se não temos domínio sobre algo, se não podemos mudar, não adianta ficar estressado.
    Eu sou impaciente com multidão. Tenho uma certa fobia social, e andar nas ruas com gente lenta andando na minha frente me deixa profundamente de mau humor. Mas passa logo. Gente lenta tbm me deixa com mau humor, mas dia a dia estou me controlando;
    Acho que conseguimos isso com o amadurecimento, com as vivências boas e ruins. Chega uma época na vida que queremos é paz e sossego e ficar procurando impaciência por aí é de lascar!
    Muito difícil, mas totalmente possível.
    Querida, um ótimo fim de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá, Smareis,

    Muito bom este seu texto, a paciência é um dom que eu não tive o prazer de cultivar, e confesso, que algumas vezes isso incomoda. Obrigado por sua visita.

    Um abraço,paz e bem

    ResponderExcluir
  24. um texto cheio de lucidez e muito actual.
    eu acho que todos nós andamos assim, sem paciência e isso é mau, temos de saber dar a volta.
    muito rico o seu texto.
    beijo
    :)

    ResponderExcluir
  25. Querida amiga/Querido amigo
    O meu blog - A CASA DA MARIQUINHAS encontra-se temporariamente inactivo, a fim de que eu possa dispor de tempo para ultimar o meu segundo livro.
    A título excepcional publicarei um post no dia 14/02 para assinalar a passagem de mais um aniversário.
    Gostaria de contar com a tua presença, o que desde já agradeço.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  26. Hello,Smareis,
    Today, i will call you "the observation queen"with a perfect mix of ratio and emo.
    I im a "observation lover"because it is the only way to learn something about yourself!
    Happy life,xx

    ResponderExcluir
  27. Estamos en una dinámica difícil de controlar.
    Los avances tecnológicos cada vez avanzan más...parece que no van empujando. La actividad de nuestro entorno es más agresiva y frenética sin dar un respiro a mantener los parámetros normales de nuestra existencia.
    Vamos cada vez más deprisa, sin darnos cuenta de que corremos hacia lado alguno.
    Debemos ser más pacientes y procurar asimilar un concepto de vida más lento y coordinado.
    Maravillosa Reflexión.
    Abraços e Beijos.

    ResponderExcluir
  28. OI SMAREIS!
    ASSIM COMO TU, TODOS SABEMOS E SENTIMOS A CARÊNCIA DE CONTATOS MAIS FÍSICOS, MAIS REAIS ENTRE NÓS E QUEM NOS CERCA, MAS, DEVIDO A FALADA "PRESSA" NÃO TEMOS TIDO TEMPO PARA O QUE PARA MIM E PARA TI QUE PENSOU ASSIM AO ESCREVER ESTE POST, A IMPACIÊNCIA ESTÁ TOMANDO CONTA DE TODOS E ISSO AFASTA-NOS UNS DOS OUTROS CADA VEZ MAIS.
    MAS, PENSO EU, QUE COMO TODOS OS EXAGEROS, ESSE TAMBÉM, SERÁ EM ALGUM MOMENTO REPENSADO, ASSIM AO MENOS ESPERO.
    ABRÇS AMIGA

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Olá Smareis,
    boa tarde,
    novamente maravilhoso,
    um texto inteligente,
    e como se costuma dizer (pelo menos aqui)
    "você bateu a marca"
    melhor impossível.

    E...
    paciência, que a vida só se vive uma vez ...


    Desejo-lhe um belo fim de semana
    um beijo e um abraço gigante
    bênçãos

    ResponderExcluir
  30. LA VIDA ES MUY VALIOSA. EXCELENTE REFLEXIÓN.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  31. Impaciência é algo que não nos ajuda rigorosamente nada.

    Bom domingo :)

    ResponderExcluir
  32. Oi querida Smareis, vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!! Bom feriado!!!

    ResponderExcluir
  33. Amiga, desculpe a demora, estive um pouco afastado da blogsfera...
    Atualmente, vivemos numa contradição: ao mesmo tempo que vamos em um segundo ao outro lado do mundo nas ondas da internet, temos que aturar passar horas no calor infernal do trânsito, atolado em obras da olimpíada, carnaval, acidentes, arrastões e sei mais o que...
    Paciência, é mais fácil dizer do que ter...
    De qualquer forma, muito bem colocada esta tua abordagem sobre o turbilhão de mudanças que cai sobre nós...
    Abraços, Smareis!
    Aproveite os feriados!

    ResponderExcluir
  34. Oi smareis ! Passando por aqui para matar a saudade desta linda pagina !E como sempre, lições de vida encontramos por aqui ... beijossssss

    ResponderExcluir
  35. Oi Amiga Smareis!
    Um bom texto, que reflete o mundo moderno (contemporâneo) . A paciência faz parte da vida, mas tem momentos que situações incomodas ,haja paciência !
    Bom feriado e uma boa tarde para vc.
    Bjs
    Nati

    ResponderExcluir
  36. A linda música de fundo do seu blogue, ajuda-nos, certamente, a sermos um pouco mais pacientes, mas, nem sempre existem estes sons nos locais onde esperamos tempo, que parece não ter fim, mas talvez seja uma ideia a considerar, uma boa aposta e uma excelente terapia.
    Nos ginásios, nos centros de estética e até nos blocos operatórios de alguns hospitais, há música a condizer com a situação. A música ajuda o corpo e a mente, sem dúvida.

    Saibamos educar-nos para uma melhor e mais alargada paciência, e uma palavrinha de justificação, de explicação, por parte do outro/a custa tão pouco, e deixa-nos bem mais serenas.

    Dias muito felizes!

    ResponderExcluir
  37. Belo texto, Smareis! Para responder à pergunta final, permito-me recorrer à sabedoria popular: "é no meio, que está a virtude; nunca nos extremos". :) Boa semana!

    ResponderExcluir
  38. A paciência tem limites...
    E é cada vez mais difícil não ficar impaciente com tantas coisas que acontecem.
    Gostei da reflexão que fizeste acerca do tema. E noto que tiveste muita paciência para a fazer... rsrsrs...
    Bom resto de semana, querida amiga Smareis.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  39. Releio e continuo a "ver" problemas que irão manter-se teimosamente.


    Beijo


    SOL

    ResponderExcluir
  40. Boa reflexão , Smareis . E paciência em consultório médico é o que mais se precisa hj em dia . Não sei como conseguem atrasar tanto1 Um desrespeito como paciente eu considero. Pq não marcam dentro daquilo que conseguiriam atender ? Colocam o primeiro horário a partir das 14 horas e acabam chegando às 4 horas da tarde. Aí, não tem como não atrasar mesmo , vc não acha? Abcs e obrigada pelos comentários de estímulo em minha página. Sabia que agora tb tenho o kantinhodas mensagens ? Se puder, faça uma visitinha tb lá . Obrigada.

    ResponderExcluir
  41. Mas quem não sofre hoje da pressite , Smareis! O termo nem existe ... Mas que é uma " ite", disso tenho a certeza! A pressa é sempre muita não só por nós mas porque somos obrigados a correr para não pararmos o trânsito seja ele qual for. Mas , e se o tempo não passa? Ah! Aí arranja- se qualquer coisa para fazer, para " matar tempo" ! Já não há paciência para esperar que ele passe como uma flauta soando ao longe! Porque hoje não há flautas , mas sim trombones para acelerar a vida.
    As tuas reflexões são tão oportunas minha querida Smareis! Muito e muitos bjis

    ResponderExcluir
  42. Obrigada pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Passarei aqui outras vezes.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  43. Por vezes somos impacientes, pois nos fazem esperar mas não querem nos esperar (nps consultórios, por exemplo, esperamos horas, mas ai de nós se atrasarmos!).
    Melhor seria aprender a ser como Sol, que percorre lentamente o céu e lentamente nos aquece. Seria aprender com a lua que leva um mês para trocar de roupa. Ou a flor que desabrocha lentamente e enche o ar com seu perfume. Só assim duraríamos para sempre. A pressa afugenta a vida.

    ResponderExcluir
  44. Querida amiga

    Há quanto tempo...

    Além de recolher a inspiração
    deste maravilhoso espaço
    de sentimentos e reatar a amizade,
    aproveito a visita para convidá-la
    a partilhar a alegria,
    de ouvir um poema de minha autoria
    musicado em Minas Gerais.

    O mesmo se encontra no meu blog
    www.sonhosdeumprofessor.blogspot.com.br

    e para mim,
    ter este poema
    escutado por pessoas
    que fazem do mundo virtual,
    um mundo melhor,
    será um tributo a felicidade

    ResponderExcluir
  45. Olá, como tem passado?7
    Obrigado pelos seus sempre amáveis comentários aos meu trabalhos.

    Bem Haja!

    ResponderExcluir
  46. Gosto de ficar para traz e alcançar os acelerados mais tarde, mantendo o mesmo ritmo.
    Fico aqui até que me permitas.
    Obrigado.
    Bj

    ResponderExcluir
  47. Bom dia, minha querida!
    Uma ótima abordagem de um assunto muito bom.
    Acho, que como tudo na vida, o equilíbrio é a resposta. Ficar pra trás nessa era não é opção, mas viver pensando no amanhã, também não dá. A paciência, hoje em dia, é algo a ser treinado, trabalhado como tantas outras coisas. Realmente a facilidade da tecnologia nos faz querer tudo pra ontem, mas acho possível mudar os hábitos. Lógico, em relação a atrasos, como vc, eu também falaria, pois considero essa situação, falta de respeito. Se acontecesse o contrário, muitas vezes não seríamos atendidos por estarmos fora do horário. Mas eu aprendi a me controlar - então, tolero alguns atrasos na espera, ando com livros pra ler no caso de ficar em filas, o trânsito não há como escapar, então pra que se irritar? E tudo que faço, tento estar centrada apenas naquilo que estou fazendo e não no que tenho que fazer depois. Agindo assim, o dia não passa voando como tantos dizem. Muitas vezes me pego fazendo esse exercício que citou: o que comi ontem? Com quem falei? Onde estava? E consigo me lembrar de muitas coisas. Acho que a chave é "centrar", respeitar o corpo, afinal ele não é uma máquina que pode acompanhar essa tecnologia desenfreada.
    Que você consiga encontrar seu equilíbrio.
    Abração esmagador e lindo dia.

    ResponderExcluir

Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você.
Você é uma obra de arte — impossível de repetir,
incomparável, absolutamente única. (Osho)

Links de propagandas e comentários anônimos, serão excluídos automaticamente, a não ser que se identifique com seu nome e endereço do blog/site.

Obrigada pelo seu comentário!
Thanks for the comment!
Gracias por tu comentario!
Merci pour le commentaire!