A Letra das Pessoas!

Arquivo Smareis
Já faz alguns meses que tenho observado algumas campanhas na internet para incentivar a escrita com letra cursiva, embora esse movimento tenha iniciado mais ao menos, um três anos, se arrasta até hoje em redes sociais incentivando as pessoas usarem, com mais frequência à escrita a punho. O movimento saudosista motiva pessoas a escrever frases e postarem fotografias de suas letras. Achei bem interessante essa iniciativa, porque resgata memórias de um tempo bom e feliz. A proposta é escrever algo no papel, ou uma frase começando com:

“Uma coisa que a gente não conhece mais: A letra das pessoas”.

Muitas pessoas na internet aderiram essa campanha e postaram frases, versos, lista de compras e tantas outras coisas para incentivar a escrita com letras cursivas que anda um pouco esquecida. A inovação tecnológica nos traz benefícios, conforto, “qualidade de vida”; é, de um lado, um grande bem produzido pela humanidade.
Todos nós sabemos que quando um método se mostra mais barato, mais rápido ou mais eficiente do que o anterior, é só questão de tempo até que as pessoas o adotem.
As pessoas estão cada vez mais conectado, escrever à mão tem se tornado um exercício raríssimo. Nos afazeres diários, tudo é executado com o ajuda de computadores. Na comunicação pessoal, bilhetes e recados deram espaço a SMS, mensagens instantâneas e Redes Sociais, e atualmente o WhatsApp que virou febre no mundo todo. A telefonia fixa está decadente, enquanto o móvel agrega muito mais do que voz. O celular é o verdadeiro PC, um personal computador de corpo e alma, já que não descola de seus donos, fazendo o papel de uma janela para o mundo digital. E o que dizer do e-mail? Prático e quase instantâneo, tornou-se o padrão da comunicação contemporânea. Hoje, simultaneamente, nos comunicamos em tempo real com qualquer parte do mundo.

As vezes eu penso que vai chegar um momento que caneta, lápis e papel vão ser coisa raro no mundo.
A nossa escrita anda um pouco desvalorizada, e estamos precisamos cultiva-la um pouco mais... A internet fez com que muitas coisas fossem substituídas. Uma delas são o fato de escrever bilhetes, cartas e outros recados à mão.  Atualmente as pessoas passam uma boa parte do tempo no mundo virtual, e por isso muitas vezes fica um bom tempo sem escrever de verdade, com letra cursiva. Recentemente eu lia sobre um projeto que achei muito interessante, Amor em Cartas. São cartas escritas à mão por voluntários e que podem ser enviadas a uma pessoa específica, para pacientes de um hospital, idosos em um asilo ou qualquer pessoa em busca de uma palavra de conforto, apoio ou de incentivo, em um mundo tão cheio de tecnologias digitais. A pessoa pode pedir no próprio site uma carta para alguém que necessita de carinho e amor.
Realmente escrever cartas deveria ser costume para alguns, hobby para outros... É algo tão simples e prazeroso. Nas cartas sempre há todo um conjunto de sentidos que partem junto com os escritos e daí tem toda essa magia. A escrita espalha sentimentos, cheiros, emoções, carinhos, saudades, toques que colocada no papel se transforma em calor e presença. A parte mais encantadora das cartas é poder lê-las novamente com o passar dos anos... É tão bom receber um cartão ou uma carta escrita à mão. Cartão e carta no papel à gente guarda a vida toda. Na internet eles se perdem com o tempo. Hoje a escrita padronizada e eletrônica tira isso e muitas outras coisas... Mas é uma passagem, e como tal precisa ser trilhada...O que de fato importa é que a comunicação se estabeleça.

Recentemente fiquei sabendo que em alguns países está se tornando lei, que é a não ensinar mais a letra cursiva nas escolas para estudantes que estão sendo alfabetizados. Ao que parece tal decisão pauta-se mais pelos que consideram que a escrita digital está substituindo a escrita cursiva, e que esta última não possui sentido em um mundo feito de gadgets e outras formas de composição do escrito.

Tenho que confessar, minha escrita com letra cursiva está ficando cada vez mais lenta hoje em dia, e isso não me agrada, sinto que isso me afeta de uma forma ou de outra, além de tudo eu adoro a letra das pessoas, e principalmente a minha...
Segundo os especialista no caso, é o cérebro que escreve, e não a mão da pessoa.  A caligrafia é a escrita da mente; a mão apenas segura a pena e obedece ao comando do cérebro. Quando começamos a redigir um texto, estamos sendo comandados pelo nosso consciente - e, por isso, existe uma preocupação maior com a arrumação e com a apresentação do texto no papel. À medida que nos envolvemos com o texto, o nosso consciente tende a relaxar e começamos, então, a ser comandados pelo nosso inconsciente. Por consequência, todos os nossos flutuantes estados de espírito são inconscientemente impressos na escrita, revelando nossas características mais particulares - aquelas que vão nos diferenciar das outras pessoas. Cada traço diferente que aparece em um texto vai revelar sinais daquela personalidade. E são esses sinais individuais que vão diferenciar entre si todas as pessoas do planeta. Assim como não existem duas impressões digitais iguais (cada um tem a sua), também não existem duas grafias iguais. A grafologia permite identificar cerca de 300 traços de carácter, também vários tipos de doenças, inclusivamente alguns que outras técnicas não distinguem.

Você gosta da escrita com letras cursivas e quer mostrar sua letra, me envie que postarei aqui... Não importa o tamanho a forma, todas letras tem sua beleza. A escrita traz a personalidade da pessoa, assim como diversos outros traços que nos definem como indivíduo único, exclusivo. Pegue qualquer pedaço de papel, e escreva quaisquer frases, ou se não tiver nada na mente, use essa frase que circula pela rede.

“Uma coisa que a gente não conhece mais: A letra das pessoas! Essa é a minha letra. E ai qual e a sua?”.


















Desde já, obrigada pela presença!
Deixo um abraço!
Até a próxima postagem!




 

78 comentários:

  1. A minha letra é horrorosa.
    Resultado da necessidade de ter de escrever muito depressa nos tempos da Faculdade de Direito.
    BFDS

    ResponderExcluir
  2. Olha, eu comprei um caderno somente para recuperar a minha escrita. Percebi que estava perdendo os traços.
    abraçogrande

    ResponderExcluir
  3. Everything you have written is true, Smareis. Pens, paper, cursive writing are fading into the past, and, almost certainly, will become a future form of art rather than a day-to-day means of communication.

    The ideas expressed in your post to keep cursive writing alive are good and appropriate, I think. For my own part, I still handwrite notes for thank you cards and Christmas cards and birthday cards, but, otherwise, my words travel like they do for most in this world -- aboard electronic gadgetry.

    It is pleasant to discover a new post here at your blog, Smareis. You are absent too often and for too long at times. And, by the way, you have lovely handwriting.

    ResponderExcluir
  4. Samareis..Un post muy interesante..Estamos perdiendo la noción de escribir tradicional...
    Gracias por tu visita.
    Buen fin de semana,
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante Samareis. Infelizmente eu por causa do meu pulso até assinar o nome já me custa.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  6. Que as palavras amáveis, muito obrigado por compartilhá-los com a gente !!

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida Smareis!

    Seus textos têm o condão de nos prender, do início ao final. Nuns, aborda temáticas mais leves, noutros, assuntos bem importantes para a sociedade, e este é daqueles que a gente nem para para pensar, porque vivemos na ERA DA PRESSA.

    Escrevo muito à mão, porque isso me dá prazer, e sempre tenho na minha mala/saco/mochila, um lápis e uma borracha. Adoro escrever com lápis, daqueles que escrevem "grosso". Sabe? É desses que eu gosto.

    Quanto às cartas de amor, quem, alguma vez, as não escreveu? Deitei/joguei fora, há pouco tempo, cartas de amor, e que letra ele tinha e tem ainda, decerto. Se tratava de um rapaz árabe, que nunca cheguei a conhecer, mas ele era como você, muito pormenorizado e gostava de agradar. bem, mas você sabe como árabe é, matam por amor e pela religião. Se tivesse casado com ele, já andaria de burka (risos). Creio que não, porque ele viveu alguns anos em Londres e se "civilizou".
    Ele deixava secar pétalas de rosa, e depois, as colocava nas cartas, que me escrevia e enviava, na lateral direita, em cima. Lindo de se ver! As coisas que o "amor" faz!

    A letra manuscrita, sempre teve muito valor, aliás, não é por acaso que em documentos oficiais temos de assinar com nossa mão, para os autenticar, mostrando, assim, nossa caligrafia, que está piorando a cada dia.

    Os manuscritos da Idade Média, escritos por monges, são esteticamente lindos, eu acho, e têm um valor incalculável.

    A grafologia, que você, também, fala no texto, é quase uma ciência, porque é pseudocientífica e através dela, podemos inferir a personalidade e o caráter da pessoa. Fiz essa "cadeira", disciplina, na Faculdade e foi bem interessante, porque consigo, agora, perceber como as pessoas são.

    A sua caligrafia, em nada me espantou, porque o seu blogue é a "sua cara" e sua mente. Arrumada, disciplinada, organizada, pormenorizada, atenta, inteligente, meticulosa e muito femininaaaaaaa. Todas as imagens do seu blogue são mimosas e termina suas postagens, colocando, no final delas, flores ou algo sensorial e agradável. É um gesto muto bonito, que dá a sensação de que fomos visitar você, "pessoalmente", e depois somos agraciados com um ramo de flores.

    Bem, querida amiga, tentarei participar no seu "desafio", que acho muito interessante, e ao mesmo tempo, divertido. Não sei seu mail. Depois, me diga alguma coisa, por favor. Sim?

    Agradeço sua visita e comentário. Desta vez, fiz uma poema diferente dos que, habitualmente, costumo publicar, mas, olha, eu nem sei te explicar o porquê disso. Calhou e acho que agradou a uma boa maioria. Para semana, lá para 5ª feira, penso postar algo, mas não sei o que vai "sair".

    Lindo e feliz dia.

    Beijos, com apreço e carinho.

    ResponderExcluir
  8. Que linda a sua letra!
    Eu escrevo sempre, adoro escrever, principalmente com lápis, tenho um caderno para isso, não quero nunca perder a minha identidade na escrita, minha letra é miúda e redondinha, rsrs, mas bem bonitinha também,rsrs!
    Abraços linda Smareis, bom post, amei!

    ResponderExcluir
  9. Tudo o que você escreveu é verdade, infelizmente. Internet substitui a escrita e cartas comunicando, páginas. Eu não gosto bastante dele em agosto, mas, em seguida, nós não precisamos de utilizar apenas a internet, mas thi é conveniente. Nós também podemos fazer como sempre, e assim que eu faço. Atenciosamente.

    ResponderExcluir
  10. Oi Smareis!
    Que grande verdade amiga,
    Vai chegar um tempo que esqueceremos como se escreve
    Acho que terei que escrever mais...
    A minha letra já está ficando feia...rss
    Um ótimo final de semana!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  11. Oi Smareis! A sua letra é linda. A minha já foi melhor e a sua postagem me incentivou a comprar uma agenda de papel para não deixar a letra cursiva cair no esquecimento. Beijo! Renata

    ResponderExcluir
  12. Olá Smareis!

    Que tempo bom, até hoje não consigo escrever no PC, escrevo no papel.
    Tem uma letra muito bem caligrafada.Que o mundo da tecnologia não deixe que o livro impresso e, a arte da escrita continue.
    Gostei do seu texto. Parabéns.
    Beijão
    Nati

    ResponderExcluir
  13. Cada vez mais verificamos que as coisas do passado estão a ressurgir com grande êxito.
    A escrita, tal como sempre a usamos, estava a ser esquecida por alguns. Eu continuo a escrever à mão e muito.

    ResponderExcluir
  14. Olá Smareis, boa tarde!
    Eu nunca vou esquecer como se escreve,
    pois faço isso todos os dias!
    Uso e muito a internet e as novas tecnologias,
    mas desde que fui alfabetizada, não parei mais de escrever em cadernos ou agendas. Pra muitos isso é ultrapassado, mas pra mim, não!
    Muito legal sua postagem e sua letra é bem bonita.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Comprendo y respeto las nuevas tecnologías en cuanto a la escritura a través del ordenador, pero yo debo ser un poco rara, a mí me encanta escribir en un folio en blanco, con un bolígrafo de tinta líquida que vaya ligero al compás de mis ideas.
    Cada uno de mis escritos, antes de subirlos al blog, los escribo en una hoja en blanco, me encanta el tacto del papel y ver como se va llenando de letras con mis rasgos característicos.
    También me gusta escribir, por Navidades, felicitaciones y enviarlas por correo, como verás es algo que ya va cayendo en desuso.
    Me ha parecido muy interesante tu entrada.
    Cariños en un fuerte abrazo.
    kasioles

    ResponderExcluir
  16. Buenas son las nuevas tecnologías si se sabe usarlas bien.
    Yo aún escribo a mano, sobre todo poemas, me encanta poder escribir con un lápiz, un bolígrafo en el momento que vivo.
    Pero no desdeño Internet, de hecho mucho lo uso.
    Feliz Semana santa.
    Un abrazo.
    Sor.Cecilia

    ResponderExcluir
  17. ES UNA INICIATIVA QUE NO DEJA OLVIDAR LA ESENCIA DE LA ESCRITURA.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  18. Olá Smareis,

    Sua letra é bem bonita. A minha também era, mas já se modificou bastante com o tempo. Até nos bancos costumo ser chamada para refazer minhas fichas de autógrafo-rsrs. Embora muitos tenham abandonado o hábito saudável da escrita de próprio punho, acredito que esta nunca falecerá. Continuo fazendo uso de caneta, lápis e papel. Mesmo diante da tela do computador estou sempre escrevendo algo à mão. Observa-se que muitos jovens possuem péssima caligrafia, pois somente fazem uso da escrita cursiva quando exigido pela circunstância. Pena que a comunicação escrita, na atualidade, tornou-se fria e impessoal.

    Ótima abordagem e ótimo texto.

    Feliz final de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  19. Meu pai bem tentou que melhorasse a minha letra mas, enfim, a letra é pessoal!

    ResponderExcluir
  20. Apreciada Smareis :
    Te dejo estos sentires:
    Busquemos algo positivo en cada día.
    Incluso si algunos días tenemos que buscar más arduamente que otros.
    Buena Semana !!!!!
    Cariños

    ResponderExcluir
  21. Boa noite, Smareis!
    Um post muito oportuno. Mantenho ainda o hábito de escrever à mão as minhas notas. Para mim escrever à mão é curativo e ajuda-me a ordenar as ideias.
    Um abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  22. ¡Hola Smareis!!!

    Me parece una iniciativa muy interesante y digna de respeto. Que bonito aquellas carta que se esperaban con ansia y luego se guardaban como un tesoro; y después de los años... las encontramos en el la maleta de los recuerdos, medias amarillentas pero que las agarrábamos con cariño y nostalgia. La verdad es que yo casi todo lo hago con el ordenador. muy rara vez escribo el papel.

    Ha sido un placer pasar por tu casa virtual, siempre encuentro algo nuevo algo bello. Gracias.
    Un abrazo y toda mi estima.
    Se muy muy feliz.

    ResponderExcluir
  23. Olá,Boa noite,Smareis
    A tecnologia está presente no dia a dia e muitas crianças já nascem inseridas nesse contexto , computadores, videogames e teclar em redes sociais etc etc e é uma tendência irreversível.Somente falta é definir como devem ser usados...para que papel, lápis e caneta não sejam cada vez mais raro...a internet fez com que muitas coisas fossem substituídas,porém, nada se pode transmitir se nada se conserva. Eu ainda conservo o escrever de verdade,nem sempre onde estou, tenho acesso à tecnologia e escrevo sempre, ainda tenho vários cadernos "manuscritos" ...gosto e participo desses projetos tais como "O amor em cartas..."sua letra é bem bonita e espero que receba muitos envios de "letras"
    Agradeço,feliz final de semana,belos dias,beijos!

    ResponderExcluir
  24. Oi Smareis,
    Um ótimo tema.Eu adoro escrever. Tenho varios tipos de letras, mas claro que adotei só uma para vida. Achei sua letra bem bonita e bem certinha não sobe e nem desce . Dizem que são pessoas equilibradas, organizadas.
    Um feliz final de semana cheio de paz e luz.

    ResponderExcluir
  25. Escrever é sempre muito bom. Escrever com lápis e caneta é um hábito adquirido. Mesmo com toda tecnologia aí para nos "facilitar" a vida, quem tem esse hábito e gosto, certamente vai continuar com ele.
    Eu uso muito as novas tecnologias para escrever, mas também uso meus lápis e canetas de quem tenho certeza não vou me separar.:) Beijos.

    ResponderExcluir
  26. A caligrafia é algo interessante, até fiz uma Formação sobre o tema correspondendo ao desafio de uma amiga minha.

    A minha letra é tão complexa que o Formador abdicou de ganhar o dinheiro da análise e não a fez, rrsssss

    Beijinhos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  27. Hey,Smareis.
    The past is always a mirror of the future!!
    Like very match ,your warm and lovely handscripture!!!
    XX

    ResponderExcluir
  28. Nunca abandonei a escrita de punho. Todo texto que escrevo para os folhetos que publico e blog que assino é feito à mão, caligrafado. Primeiro escrevo o texto, depois reviso, passo a limpo numa agenda e só depois trato de digitá-lo. Faço isso todos os dias.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  29. As pesquisas têm mostrado que quando se escreve de próprio punho, fixa-se uma porcentagem bem maior do conteúdo, do que quando se digita. Hoje, a comunicação entre as pessoas, nem mais a voz tem sido utilizada. Usa-se a digitalização rápida e abreviada de caracteres, criando uma linguagem a meu ver nociva e de desconstrução da intelectualidade. Em segundos, as mensagens são consumidas e apagadas, a ponto de serem imediatamente esquecidos os destinatários das mensagens. Basta observar o comportamento das pessoas e seus celulares nas ruas.
    Sou de um tempo, em que receber uma carta perfumada da namorada, ao pegar o envelope, antes de abri-lo, o coração disparava e a sensação era muito boa!
    Abraços e bom fim de semana!

    VitorNani & Hang Gliding Paradise

    ResponderExcluir
  30. Olá, Smareis

    Eis um assunto muito importante. Também já ouvi falar da notícia de que em algumas sítios estão a optar por não ensinar à crianças a escrita cursiva, o que é um erro crasso. E se por uma eventualidade qualquer deixarmos de ter acesso a computadores e a essa tecnologia toda? Sim, o futuro só a Deus pertence. Nada nos garante que tudo o que temos agora seja eterno.

    Na realidade, uma carta escrita pelo próprio punho é algo que fica para sempre. Tem um sabor diferente e pode ser guardada enquanto vivermos, ganhando aquele cheiro característico das belas recordações.

    Querida Smareis os seus temas são sempre muito interessantes. Obrigada por este post, por nos lembrar um hábito que não deveremos perder nunca.

    Bom fim de semana.

    Bj
    Olinda

    ResponderExcluir
  31. Oi Smareis, um interessante tema tratado, a partir dele se deve tomar conhecimento, que em certos casos, pelo menos, se deve manuscrever as cartas e esquecer os Mail,s. Feita à mão, torna a mensagem mais personalizada. Depois, há um caso (falo de mim), como recebi diariamente, dezenas de cartas manuscritas ( muitas do Brasil), permitia-me conhecer o íntimo das pessoas, pelas cartas até preconizei falecimentos, que sempre se davam em breve.
    Como escrevia muitas peças jornalísticas, manuscrevia os respetivo rascunhos de alinhamento, mesmo depois de usar computador.
    Agora mercê de um AVC, gravíssimo, potenciado com intenção cirúrgica ao cerebelo, depois de anos de recuperação. Ainda que com muito treino, não consigo escrever, que se leia.
    beijos

    ResponderExcluir
  32. Oi amiga, ótima mensagem!
    Venho lhe desejar uma excelente semana, abraços!!

    ResponderExcluir
  33. Gostei de ler este texto sobre a letra de cada um. Eu gosto muito de escrever à mão. A poesia que faço é sempre escrita em papel e a lápis. Só mais tarde passo no computador.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  34. Ainda escrevo muitas coisas à mão, se bem que a minha letra seja feia.
    Adorava escrever cartas e sei que a minha Madrinha ainda guarda as que lhe enviei. E quando tive que desfazer a casa dos meus Pais, encontrei algumas das redacções que escrevi em criança. São memórias muito pessoais, fazem parte da história da nossa vida. Gostei muito do texto.
    Obrigada pela visita. Quem sabe se um dia não a desafio a escrever-me uma carta à mão, com ida ao correio para comprar o selo?
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderExcluir
  35. Olá Smareis,
    ótima postagem, tema interessantíssimo. E já não é de hoje, que eu tenho chamado a atenção, no meu meio, para esse desuso da escrita à mão, e da desvalorização da letra manuscrita, que eu nem sabia que também se chamava, ou passou a se chamar, assumo minha ignorância, de "letra cursiva", como você diz.
    Eu ainda faço imenso uso da escrita à mão, nem imagino que assim não fosse. Aliás, na maior parte das vezes, quando a fazer o rascunho dum texto que está sendo criado, é no papel, com caneta ou lápis, que vai surgindo.
    Acho no mínimo, estranho que haja países em que está sendo incrementada lei para proibir o ensino da escrita à mão, nem faz sentido sequer.
    Por outro lado, achei lindo esse projeto "Amor em cartas".
    Bom fim de semana
    bj amg

    ResponderExcluir
  36. Jamais abrirei mão de escrever cartas,de anotar lembretes pela casa, para os filhos e maridão.
    Anotações,em livros,bilhetes, em carteiras e agendas!
    Minha querida,não penses nunca de que poderia te esquecer.
    Beijão enorme em tu!

    ResponderExcluir
  37. Bastante interessante esse texto, Smareis.
    É verdade, já não escrevemos tanto como antigamente e nossa letra vai ficando insegura e cada vez mais feia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  38. Smareis, interessante e muito original o seu texto.
    Confesso que a partir da caligrafia, construo um retrato mental do seu autor! É a primeira impressão e nem sempre está certa.
    Eu gostosa minha caligrafia ,mas, infelizmente, cada vez escrevo menos.
    Bom domingo.
    Beijo

    ResponderExcluir
  39. muito interessante.
    eu andava sempre com um bloco dentro da mala e escrevia tudo a caneta e só depois passava para o PC.
    confesso que ultimamente escrevo tudo directamente no Pc, mas, é curioso que gosto muito se escrever em tudo o que apanho sejam lenços de papel, guardanapos, etc etc.
    bom domingo de Ramos e um beijo.
    obrigada pelo seu comentário no meu blogue de poesia.
    :)

    ResponderExcluir
  40. Confesso que não sei porque, a muito bom tempo eu tenho 3 tipos de letras, entre elas a cursiva. As vezes começo uma frase com uma e qdo vou ver estou terminando com outra. Isso que dar só ficando digitando :(
    Excelente assunto e postagem, Smareis
    Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  41. Nem eu mesma reconheço minha letra (rssss). Já foi bonita, pois lecionei no começo de minha vida profissional. Hoje, até quando vou deixar um bilhete para a faxineira, tenho que ter cuidado, para que ela entenda. Algumas vezes, quando tenho inspiração para falar sobre algo e estou na rua, escrevo, pois sempre tenho papel na bolsa. O pior é que, ao ler, costumo nem identificar algumas palavras (kkk). Interessante sua abordagem. Bjs.

    ResponderExcluir
  42. Oi Smareis! Conhece a Tetê? Ela é blogueira como nós,desde o tempo que inventaram o blog.Pois é,ela tem um grupo que se encontra de vez em quando,são pessoas que escrevem cartas!Confesso que a gente escrevia uma para outra aquelas cartas de antigamente,mas acabei deixando de escrever pra ela...Vou ver se volto a escrever!
    Uma coisa a favor da escrita digitada:as letras dos médicos nas receitas!(risos) Alguns deles digitam em vez de escrever,o que pra nós é bem melhor! Adoro a grafologia,a gente conhece as pessoas através da escrita!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  43. Excelente tema. Lembro-me dos postais e cartas que antigamente escreviamos e enviávamos aos amigos e famiiares. Hoje é um email e já está.
    Ainda escrevo bastante, não tenho uma letra muito bonita, mas é razoável.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  44. A minha as vezes nem farmacêuticos conseguem ler ! rsrs Escrevo no estilo hieróglifos rsrsrs

    ResponderExcluir
  45. Bom dia
    Um tema muito interessante.Hoje escreve-se menos em papel,mas sempre que existe necessidade nós fazemos isso como um presente de amor.
    Ainda hoje eu escrevo muitos apontamentos que depois guardo.
    A nossa caligrafia mostra a nossa evolução espiritual e humana.

    ResponderExcluir
  46. É verdade que atualmente cada vez se escreve menos a punho ! As mensagens de Boas Festas enviadas em épocas festivas e de Parabéns pelos Aniversários são agora enviadas pelo Telemóvel e pela Net . Até eu, que nasci numa época sem Internet e que na Escola fui ensinada a ter uma boa caligrafia e que aprendi Informática não há muitos anos , já me desabituei a escrever à mão e passam-se dias em que só uso a caneta quando é preciso assinar o meu nome ! A minha letra nunca foi boa , mas agora é péssima !

    ResponderExcluir
  47. Que letra bonita, Smareis!!! A minha é quase ininteligível e tem piorado bastante com o passar dos anos, o que me preocupa!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  48. Bom dia, Smareis
    Começo por elogiar a sua letra, que é muito bonita. A minha é de tal modo gatafunhada que há muito tempo me habituei a escrever em "letra de imprensa" para que, quem me lê, perceba o que pretendo dizer.
    Anotações para mim mesmo escrevo em "letra corrida" que é de tal modo corrida que às vezes nem eu mesmo sei o que escrevi... -:)
    Mas não há dúvida, cada vez se escreve menos à mão, o que é pena.
    O que se recebe na caixa do correio é apenas publicidade ou então contas para pagar...

    Uma semana excelente lhe desejo.
    Um beijo
    MIGUEL / ÉS A MINHA DEUSA

    ResponderExcluir
  49. Quando criança, minha caligrafia era tão feia e irregular que, quando fui para o ginasial, adotei a letra de imprensa como minha caligrafia oficial!
    Vou ver se te mando uma amostra.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  50. Escrever manualmente eu escrevo de vez em quando, mas quando jovem tinha uma letra que não era nada bonita, então passei a escrever com letra de imprensa, assim como diz , também o Leonel e daí por diante é a minha letra do dia a dia.
    Beijos, Élys.

    ResponderExcluir
  51. Boa tarde querida Smareis..
    já tinha visto em algum outro blog este assunto..
    eu prezo muito minha letra... gosto muito do tinteiro como bem sabes pois passei teu soneto com o mesmo..
    muita gente acha minha letra muito bonita..
    é o gostar de escrever que a torna bela..
    muitas pessoas como bem disse é só escrita virtual.. celular etc..
    a nossa letra vibra com a nossa energia..
    tempos atrás ouvi algo que a nossa letra é a mesma desde a primeira das vidas que aqui tivemos..
    obrigado pelo carinho de sempre e pelas tuas palavras.. beijos meus e até sempre doce amiga

    ResponderExcluir
  52. Olá, Smareis

    Realmente, hoje pouca gente consegue escrever algo legível, principalmente os mais jovens. Todos os meus textos foram escritos à mão e depois digitados, eu nunca escrevo direto no computador. Obrigado por sua visita.

    Um abraço, paz e bem

    ResponderExcluir
  53. Putz minha letra é um garrancho super instável. Acredita que as vezes assino cheque e dá medo de errar?!
    Mas mesmo assim escrevo bastante, tenho diários confessionais e tudo!

    ResponderExcluir
  54. Olá, Smareis!
    Essa é uma das minhas preocupações também. A minha letra está tão ilegível, que criei uma fonte própria só para tentar imitar os meus antigos manuscritos. Mas preciso voltar a escrever um pouco mais a mão, se não, vou terminar por perder de vez minha escrita. rss
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  55. Letrinha bonitinha!
    De vez em quando escrevo com letra cursiva. Já não é tão redondinha qdo era antes da internet. Como digito muito rápido, escrever com letra cursiva não tenho mais muita paciência... rsrs
    Mas vale lembrar dela com carinho e caprichar.
    Beijos, excelente Páscoa pra vc e sua família!

    ResponderExcluir
  56. Excelente texto. A minha caligrafia era boa, mas fui trabalhar em uma empresa cuja a papelada para assinar, parecia montanha (risos). Tive que adaptar a minha escrita ao estresse do dia a dia, resultado, virou garrancho e piorando com o senil que vai chegando.
    Você, particularmente, tem uma letra muito bonita, firme e determinada.
    Abração.

    ResponderExcluir
  57. Olá Smareis! Costumo ter sempre próximo a minha cama lápis e papel para fazer anotações, porque antes do sono chegar, às vezes surge uma luzinha sobre um determinado assunto, e me inspira a escrever as baboseiras que costumo postar nos nossos humildes espaços. Belo e bem coordenado texto. Parabéns pela letra! Muito bonita!

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  58. Dura realidade estamos deixando de escrever de qualquer forma....
    Beijo Lisette

    ResponderExcluir
  59. Interessante sua cronica e grito pela escrita.
    Lembro que por aqui uma pessoa teve a ideia de no fim de ano, enviarmos cartões de Natal e assim cada um conheceria a letra do outro e a gente reviveria a emoção de receber uma carta pelos Correios. Eu gostei.

    Carinhoso abraço amiga e que a Semana Santa seja de reflexões.
    Beijo

    ResponderExcluir
  60. A escrita, "corrente", de cada pessoa, é uma identidade que se lê nesse estilo. Quantas vezes conseguimos identificar o Autor de um texto, tão só pelo desenho da escrita; coisa que se vai perdendo, infelizmente. Acho que, também eu, hei perdido muito desse estilo.
    Uma bela reflexão. Um belo texto.
    Parabéns, Smareis.

    Uma Feliz Páscoa.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  61. Eu gosto de escrever de caneta e papel, é aí que me vem mais inspiração, se bem que ando numa fase de silêncio.
    Mas, gostei da ideia: quem sabe ainda deixo uma mensagem num dos meus blogues :)

    Páscoa Feliz!

    Bjs

    ResponderExcluir
  62. OI AMIGA
    Não gosto de minha letra.Sempre faço um rascunho para ficar melhor.Nesta Páscoa, gostaria de desejar a você muita paz e harmonia. Que você tenha um reencontro consigo mesmo e que as portas que Ele já abriu conduzam realmente a um caminho de muita luz, renovação e libertação. Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  63. A minha letra é como eu: de lua. Ou de fases... hehe! Cada dia sai de um jeito diferente! A tua é lindona, gata! Saudades daqui!!! Feliz Páscoa pra ti e os teus! Beijocas!!!

    ResponderExcluir
  64. Tienes una letra muy bonita y con unos trazos muy serenos.
    Cada vez se prodiga uno a escribir menos y esto es una cosa que no debería ocurrir, porque es como si perdiéramos un poco la esencia de nosotros mismos. Nuestra Letra dice mucho de nuestra Personalidad.
    Yo, normalmente, suele escribir mis Poesías a mano y tengo todas manuscritas en un cuaderno.
    Debemos mantener las tradiciones, aunque vayan unidas al manejo de las nuevas tecnologías.
    En Finlandia, por ejemplo, se tiene proyectado no escribir más sobre papel y si, manejando otras formas más actuales...Me parece un disparate y creo que nos hace más ignorantes.
    Abraços e Beijos.

    ResponderExcluir
  65. Querida amiga

    A letra de uma pessoa,
    trazia em si o perfume da sua vida...
    O peso da caligrafia no papel...
    A borracha que apagava os erros...
    Acho que não é somente a letra que não conhecemos...
    As pessoas também se tornaram desconhecidas...

    Que a vida lhe traga a cada manhã,
    o maravilhoso perfume da alegria...

    ResponderExcluir
  66. Oi querida amiga Smareis, vim lhe desejar uma excelente Páscoa, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  67. Olá, querida Smareis!

    Desejo a você e família uma doce, feliz e redentora Páscoa.

    Beijos, com apreço

    ResponderExcluir
  68. Oi querida Smareis
    Na minha profissão a letra cursiva é ferramenta indispensável pois somos nós os educadores alfabetizadores que temos a premissa de ensinar o traçado correto para as crianças no seu início do aprendizado da escrita tornando-os autônomos na redação de seus textos
    Parabéns excelente abordagem do tema
    Que a páscoa traga paz, amor, esperança e fé. Que o milagre da vida encante seu coração. Que os laços da nossa amizade se renovem e se fortaleçam no amor de Cristo. Uma feliz páscoa para vocês e os teus
    Um super beijo da amiga de sempre
    Gracita

    ResponderExcluir
  69. Olá Smareis,
    boa noite
    desculpe a minha ausência...

    Desejo-lhe uma Feliz Páscoa
    um beijo e um grande abraço

    ResponderExcluir
  70. Oi amável Smareis ! Passando para deixar um apertado abraço e um super beijo ! Ótimo fim de semana pra você minha querida ! Aproveitando para avisar que temos novo post em : Curvas, retas e esquinas .

    ResponderExcluir
  71. Nesta terra iluminada,
    pelo sol e pela lua
    seja feliz na sua caminhada
    sobre um manto de verdura,
    nesta terra por Deus abençoada
    com muita saúde, paz e alegria
    tenha uma santa e feliz Páscoa
    com amor e carinho, sorria!

    Um beijo para você amiga Smareis,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  72. Smareis,a ti y seres queridos:

    Felices Pascuas
    Festejemos la esperanza !!!!

    Cariños

    ResponderExcluir
  73. Sempre gostei de escrever em cursiva, e tenho boa letra! Feliz Páscoa Smareis! Bjs

    ResponderExcluir
  74. Boa Páscoa.
    Volte breve para ler coisas novas.

    ResponderExcluir
  75. Querida Smareis, gosto de escrever e da minha letra também, prefiro colocar no papel minhas intuições, com caneta ou lápis... Digitar é necessário, mas não é digitando que sinto a emoção das ideias que "brotam" na mente... Desejo um Feliz Domingo de Páscoa, sempre muita paz! Um abraço...

    ResponderExcluir
  76. La letra es una expresión del alma... la tuya es muy bonita.
    Una hermosa entrada.
    .....................................................

    En este día tan especial paso a desearte un hermoso domingo de Pascua y un comienzo de semana repleto de alegría.
    Muchos cariños!

    Bajo la Lupa

    ResponderExcluir
  77. Ainda não tinha passado por essa sua postagem e infelizmente, é isso aí... Além das pessoas não escreverem mais, muitos dos que estão sendo alfabetizados não sabem escrever, não sabem concordância e não se importam.
    Escrevo todos os dias, pois apesar de trabalhar na frente do computador, não sou tão "virtual" assim, tanto que nem internet funciona em casa. Por aqui, por trabalhar com repartições públicas (que são as mais atrasadas do planeta, como sempre!), ainda muita coisa é feita à mão ou à datilografia, acredita? (depende de setores...).
    Sempre gostei de enviar cartas e cartões e tenho todos guardados desde quando comecei a recebê-los com 7 anos de idade. Os organizei em pastas catálogos, mas venho querendo mudar isso... Vc até me deu uma ideia para postagem...
    Sempre que envio alguma Poção pelo correio, coloco algo escrito para quem recebe, acho importante.
    Eu tinha uma amigo que analisava a personalidade de acordo com as cartas que eu mandava pra ele - achava o máximo (grafologia, né?).
    Há muito tempo tenho vontade de fazer um curso de caligrafia artística e no começo deste ano até procurava, mas os valores são um pouco altos e no momento, tenho que aguardar. Mas é um projeto não descartado.

    Fiquei interessada no projeto das cartas para hospitais ou necessitados. Vou voar no link que deixou.

    Abração esmagador e lindo dia.
    Saudade de você por aqui!

    ResponderExcluir

Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você.
Você é uma obra de arte — impossível de repetir,
incomparável, absolutamente única. (Osho)

Links de propagandas e comentários anônimos, serão excluídos automaticamente, a não ser que se identifique com seu nome e endereço do blog/site.

Obrigada pelo seu comentário!
Thanks for the comment!
Gracias por tu comentario!
Merci pour le commentaire!