A Nossa Liberdade!

Não é possível acostumar-se ao permanente estado de violência que assola o Brasil. A cada dia somos surpreendidos com notícias tristes sobre a violência. Às vezes pensamos que estamos seguro dentro de nossa própria casa, mas não há segurança em lado algum. Atualmente as pessoas vivem cercadas por muros altíssimos, grades, correntes, cercas elétricas, andam de carros brindados etc. e tal, e nem assim estão seguros. Semana passada minha tia foi surpreendida por seis homens encapuzados dentro da sua própria casa. Ela estava conversando na varanda dos fundos, como sempre faz, depois do jantar, estava com o marido, à filha e o neto, e de repente os bandidos apareceram do nada, colocando a arma na cabeça dos quatros, exigindo dinheiros e joias. Cheques eles diziam que não queriam. Só trabalhava com dinheiros e jóias. "Roubar hoje em dia virou sinônimo de trabalho".  A ação foi muito rápida, só não foram bem sucedidos, porque ao empurrar minha tia com quase 70 anos, para dentro de um dos quartos para que ela pegasse mais dinheiro, ela puxou o neto junto com ela e trancou a porta, em seguida ligou para o filho e a policia. Os bandidos ficaram com medo e pularam por um murro o qual tinha entrado e fugiram levando aliança, cordões, e um pouco de dinheiro...  Como sempre a policia fez uma varredura mais nada encontrou. Minha tia colocou em risco a sua vida, e a vida das outras pessoas, mais se não fosse esse ato impensado, poderia ter acontecido coisas piores. Estamos nas mãos das bandidagens, se a pessoa reagir morre se não reagir morre também. Então não sabemos exatamente qual é a melhor decisão a ser tomada. É triste essa realidade, mais a nossa liberdade esta longe de ser adquirida perante tanta violência e tanta falta de respeito. 

O Brasil é um país sem Projeto de País, precisa ser reinventado. Em quem acreditar? Quem poderá transformar o Brasil de verdade?  Só vemos projetos de poder, e de partidos, menos projeto de um país integrado socialmente, e rico economicamente. As pessoas de classes mais humildes são manipuladas com uma Bolsa, mas ainda, efetivamente, não têm educação com qualidade, não têm saúde prioritária, não têm saneamento básico, em muitas regiões nem água, e como podemos entender que está tudo bem? O Brasil insiste em transformar mentira em verdades. Todos os dias somos surpreendidos com indicadores tenebrosos.  Os brasileiros não têm mais bolsos para pagar tantos impostos e contribuições... Assistimos todos os dias verdadeiro filme de pavor, na saúde, na educação, na segurança pública etc. É evidente que não somos donos da verdade, mas nunca devemos ser cego e ignorante diante da própria verdade. Eu sei que a vida não está fácil, somos surpreendidos nos lugares mais inusitados por pensamentos e sentimentos absurdos que nos assaltam o coração.

E a gente fica questionando: Será que eu penso assim mesmo? Saímos nas ruas olhando em cada canto que passamos, checamos celular e chaves e apertamos o passo. Ruas arborizadas e tranquilas, com poucos carros e com uma brisa fresca numa tarde quente de verão, se tornam verdadeiros cenários de filmes de suspense ao cair do sol.  Pessoas abraçam suas bolsas e mochilas com vigor, e olham com profundidade analítica de um leitor de código de barras. Quem será o inimigo desta vez? Em todos os bairros e classes sociais, cada pessoa, de alguma forma, tem suas mazelas e seus medos entrecruzados em seu cotidiano. Estamos tão acostumados com todas estas artimanhas urbanas que, quando somos surpreendidos por um furto, achamos que fomos nós mesmos que demos bobeira.  Assim como tia , acha que deu bobeira em ficar conversando em plena oito horas da noite em sua própria casa, e agora resolveu colocar câmeras nas entradas da casa, e grades acima do murro.
Brasileiro é um dos mortais mais adaptativos do planeta, o herói anônimo de todo os dias...

Para encerrar compartilho uma crônica que me fez refletir muito a respeito da nossa tão sonhada liberdade. Autoria de Paulo Chagas General da Reserva do Exército Brasileiro.
Gostaria muito que você a lesse. Obrigada desde já!

A nossa Liberdade!

Liberdade para quê?

Liberdade para quem?

Liberdade para roubar, matar, corromper, mentir, enganar, traficar e viciar?

Liberdade para ladrões, assassinos, corruptos e corruptores, para mentirosos, traficantes, viciados e hipócritas?

Falam de uma “noite” que durou 21 anos, enquanto fecham os olhos para a baderna, a roubalheira e o desmando que, à luz do dia, já dura 26!

Fala-se muito em liberdade!

Liberdade que se vê de dentro de casa, por detrás das grades de segurança, de dentro de carros blindados e dos vidros fumê!

Mas, afinal, o que se vê?

Vê-se tiroteios, incompetência, corrupção, quadrilhas e quadrilheiros, guerra de gangues e traficantes, Polícia Pacificadora, Exército nos morros, negociação com bandidos, violência e muita hipocrisia.

Olhando mais adiante, enxergamos assaltos, estupros, pedófilos, professores desmoralizados, ameaçados e mortos, vemos “bullying”, conivência e mentiras, vemos crianças que matam, crianças drogadas, crianças famintas, crianças armadas, crianças arrastadas, crianças assassinadas.

Da janela dos apartamentos e nas telas das televisões vemos arrastões, bloqueios de ruas e estradas, terras invadidas, favelas atacadas, policiais bandidos e assaltos a mão armada.

Vivemos em uma terra sem lei, assistimos a massacres, chacinas e sequestros.

Uma terra em que a família não é valor, onde menores são explorados e violados por pais, parentes, amigos, patrícios e estrangeiros.

Mas, afinal, onde é que nós vivemos?

Vivemos no país da impunidade onde o crime compensa e o criminoso é conhecido, reconhecido, recompensado, indenizado e transformado em herói!

Onde bandidos de todos os colarinhos fazem leis para si, organizam “mensalões” e vendem sentenças!

Nesta terra, a propriedade alheia, a qualquer hora e em qualquer lugar, é tomada de seus donos, os bancos são assaltados e os caixas explodidos.

É aqui, na terra da “liberdade”, que encontramos a “cracolândia” e a “robauto”, “dominadas” e vigiadas pela polícia!
Vivemos no país da censura velada, do “micro-ondas”, dos toques de recolher, da lei do silêncio e da convivência pacífica do contraventor e com o homem da lei.

País onde bandidos comandam o crime e a vida de dentro das prisões, onde fazendas são invadidas, lavouras destruídas e o gado dizimado, sem contar quando destroem pesquisas cientificas de anos, irrecuperáveis!
Mas, afinal, de quem é a liberdade que se vê?

Nossa, que somos prisioneiros do medo e reféns da impunidade ou da bandidagem organizada e institucionalizada que a controla?

Afinal, aqueles da escuridão eram “anos de chumbo” ou anos de paz?

E estes em que vivemos, são anos de liberdade ou de compensação do crime, do desmando e da desordem?
Quanta falsidade, quanta mentira quanta canalhice ainda teremos que suportar, sentir e sofrer, até que a indignação nos traga de volta a vergonha, a auto estima e a própria dignidade?

Quando será que nós homens e mulheres de bem, traremos de volta a nossa liberdade?

 Paulo Chagas 
General da Reserva do Exército Brasileiro.


Até a próxima postagem!
Excelente mês de março!
Um abraço!


 
"O Brasil não tem furacões, terremotos e nem guerras. Porém a corrupção e violência são mais do que suficiente para nos exterminarmos”. (Vincenzo G. Di Sartore)

86 comentários:

  1. Seu texto retrata a vivência dos nossos dias. Infelizmente falta vontade política para dar fim essa onda de violência que graça o mundo. A nossa liberdade está totalmente ameaçada. Mata-se por qualquer coisa. Já não se tem amor pelo próximo.É o resultado da sociedade corrompida que aí está.
    Abração.

    ResponderExcluir
  2. Que dizer Smareis, se o seu post diz tudo em pormenor. É anarquia e o caos que entram até pela casa adentro. É o salve-se quem puder. Devem ser praticadas políticas que melhorem o respeito, a convivência, o civismo dos cidadãos e acabar com toda essa roubalheira e inseguraça descaradas.
    Um abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  3. Smareis, é muito triste tudo isto que acontece em nosso país. Precisamos acreditar que um dia isto vai mudar e mantermos a esperança viva em nossos corações.
    Beijos,
    Élys.

    ResponderExcluir
  4. Feliz segunda-feira!
    Toda ação pode nos causar dores como alegrias, então se plantamos sementes boas teremos grandes chances de bons frutos, mas também podemos correr o risco das pragas acabarem com a boa plantação; com nós seres humanos não é muito diferente, a maior praga para nós é o abandono e a destruição do que nos rodeia.
    Bons pensamentos emana boas ações, atrai verdadeiras amizades, com isto as "pragas" não tem muita oportunidade, mas tudo depende de nós.
    Grande beijo minha querida.
    Nicinha

    ResponderExcluir
  5. Esta sua mensagem é um grito de alma, quase um desespero.
    Por estes lados sem atingir, ainda, essa dimensão mas também já há grande preocupação.
    As pessoas perderam os valores, o respeito desapareceu, matam por tostões sem olhar a quem.
    Antes andava na rua tranquilo, mas agora à noite já tomo todas as precauções e as coisas estão para piorar.
    Os policiais, em quem devíamos confiar, cada vez mais fazem parte ds malfeitores.
    Compartilho dos seus receios e temos que pensar a sério em dar volta a esta situação.
    Ainda bem que não houve danos pessoais.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Oi querida amiga Smareis,
    desculpe por não ter vindo ontem. Ando muito ocupada esses dias...
    Lhe desejo um feliz dia da mulher (mesmo que atrasado)
    Beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  7. Querida Smareis

    Os nossos dias estão repletos de violência, mentiras e hipocrisias. Infelizmente, a sociedade de hoje parece não encontrar o seu caminho. Em pleno século XXI quando já devíamos estar num estádio avançado em que a inteligência humana fizesse escolhas para o bem de todos, o que se vê é cada vez mais egoísmo e ganância. É uma pena chegarmos a essa conclusão mas é o que a cada hora acontece. Mas tenhamos esperança de que no meio dessa confusão toda haverá ainda pessoas boas e caritativas, com amor ao próximo. Acredito que sim, ainda há esperança de redenção para o ser humano.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderExcluir
  8. É um fato muito triste ao vivo cercado por violência e falta de liberdade, eu sinto muito pelo que aconteceu com a tia.

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente este é o exemplo dado em nosso país roubar é trabalho, vergonha o governo quer um povo burro para ser manipulado, precisamos investir em educação so assim teremos condições de mudanças, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  10. Hola Samareis..Es una pena la sociedad en la que vivimos nos podemos encontrar cual quier cosa. En todas partes tenemos corrupción y violencia.
    Los que tendrian que dar buén ejemplo.Resultan los peores.Los de guante blanco.
    Buenas noches
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  11. Smareis, a verdadeira liberdade é a que temos dentro de nós.
    A coisa tá feia por aqui e parece que ainda vai demorar um bocado pra mudar.
    Precisa mudar tudo!
    Dá medo mesmo. Moro no interior de São Paulo, cidade média, e aqui tá difícil também.
    A gente fica trancada em casa à noite, e de dia também tem esse medo.
    Oramos pra que nada de ruim nos aconteça.
    Beijos, querida, boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Olá, querida Smareis!

    Tudo bem?

    Já tinha passado por aqui, essa tarde, antes do seu comentário lá no meu blogue, e acredite que não tive palavras à altura do seu texto e do assunto nele tratado, e além do mais sou portuguesa, mas a ideia que eu tenho do seu Gigante, é essa mesmo.

    Li e reli a crónica do General Paulo Chagas, já na reserva, infelizmente, acrescentarei. Penso que os 21 anos de que ele fala, são os anos da ordem, a que chamam, indevidamente, ditadura. É assim?

    Voltarei, para comentar, com mais "sangue frio".

    Até breve.

    Beijos, com carinho.

    ResponderExcluir
  13. Estou muito triste que spotkałao algo tão desagradável sua tia. Errado no mundo está indo, é cada vez mais brutalidade, e até chegou teroryzm. Ele pode acabar mal se os governos e as pessoas não vêm a seus sentidos. Muito sinceramente.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Boa noite, Smareis
    ...os olhos se esbugalham, as veias se dilatam, de tanta “indignação” diante da violência que acontece diariamente, em todos os lugares do Brasil e no mundo. Ninguém sai mais à rua seguro de que vai voltar ao seu lar, ou mesmo em casa, como aconteceu com a sua tia, famílias em sofrimento, por causa de um assalto. O Brasil precisa desesperadamente de mais Liberdade, menos Estado, impostos reduzidos,menos corrupções e instituições fortes.Vemos e percebemos, como se a violência fosse algo restrito indivíduo, onde o Estado, não tem direito e nem possibilidade de interferir,e por isso, cada um se vira como pode, ficando presos em casa, enquanto os bandidos andam a solta pelas ruas... como "dito" pelo Paulo Chagas "somos prisioneiros do medo e reféns da impunidade ..."
    Obrigado pelo carinho,bela semana,feliz março,belos dias, beijos

    ResponderExcluir
  15. I think this well might have been one of the most powerful posts you have written, Smareis. There are places like you describe within a very few miles of me -- of where I live right now at this moment -- and, such locales are present in every metropolitan area in the United States: Chicago, New York, Los Angeles, Denver, Seattle .... everywhere. Perhaps, it always has been that way and always will be. I firmly believe there is an ongoing war between good and evil, both in a philosophic sense and a religious sense, and each of us must decide which side we are on.

    But, I will add, where I live right now is safe and secure because those here look out for their neighbors. It is a place where "bad guys" do not enter. It might sound silly, but the atmosphere on my street is such that "bad guys" are able to sense that they are the ones who are in danger here (and, most "bad guys" are cowards), just as surely as they are able to sense potential victims are just a few miles away in another direction.

    From my view point, people either live with what they have, where they are, or, when they feel their government has failed them, they gather what they have and move on to a better place. People change and places change, but just as surely as Rome was overrun by barbarians, so, too, will civilization in other places fall now and then and individuals must take responsibility for their own lives and well-being.

    I will write more about this to you. In the meanwhile, I send my wishes that you and your family stay safe and healthy and well, and are able to live in peace and contentment. I think of you, Smareis ....

    ResponderExcluir
  16. Uma das grandes vantagens de viver em Macau, um local muito seguro, muito tranquilo

    ResponderExcluir
  17. (^‿^)✿

    Je passe sur ton blog te faire UN GROS BISOU Smareis ♥

    Bon mardi et pensées amicales pour toi !!!

    ResponderExcluir
  18. ¡Ay Smerais! El mundo está loco, lo que sucede en Brasil, yo lo he vivido en Argentina y en España también estamos con ladrones de todas clases. La violencia se va adueñando poco a poco del sentido común y la clase política hace su agosto también, con guante blanco.
    Estoy a tu lado.
    Un abrazo
    Sor.Cecilia

    ResponderExcluir
  19. Bom dia, Smareis!
    É o que sempre digo: não temos vulcões, tornados, mas temos políticos.
    Infelizmente o problema da Brasil é o seu povo. Sim pq poucos pressionam e exigem seus direitos. Hoje em dia, todos têm celulares, fazem selfs e vídeos a torto e à direito, mas muito pouco é usado para a cidadania. Tirar fotos de ruas desabando, canos estourados e pressionar as autoridades. Digo isso, porque é o que eu, marido e irmã fazemos e pressionamos para o resultado. O povo brasileiro (não generalizo aqui) tem sim memória curta e se vende por muito pouco. O que mais escuto é: "Vc vai perder tempo com isso?". Só perdemos tempo pq não há união. Se todos fizessem a sua parte, a corrupção não tomaria o vulto que tomou. A política não seria cabide de emprego e não existiriam tantos partidos e políticos. Meu bisavô já dizia que "povo burro é povo fácil de manipular" e hoje em dia, com tanto acesso a informação, bem poucos se interessam em trabalhar em prol de um país melhor. Realmente é lamentável. Vivemos uma inversão de valores.
    Estou lendo o livro do Fernando Henrique e tenho me questionado sobre ditadura e democracia...
    Lógico que essa crônica tinha que vir de um general, provavelmente ciente de toda a história pela qual passou essa nação.
    Abraços e lindo dia.

    ResponderExcluir
  20. Después de leer tu actual y triste entrada, me ha entrado pánico al ver tanta inseguridad hasta en el propio domicilio.
    La libertad de muchos de los habitantes del Brasil se ha transformado en un libertinaje, no se atienen a normas o leyes lícitas, da la sensación de que no se persigue como se debiera el crimen, la injusticia, el robo, en fin, que me pongo en la piel de tu tía y me entra el pánico.
    No hay que perder las esperanzas y pensar que, algún gobernante idealista, con buen corazón, sin pensar en enriquecerse a costa del pueblo, se de cuenta de la situación que estáis soportando y ponga remedio cuanto antes.
    Lo deseo, de corazón.
    Te dejo un fuerte abrazo con mis cariños.
    Kasioles

    ResponderExcluir
  21. Para arrematar esse belo texto, minha amiga, permita-me dizer que não pode haver liberdade onde existe o medo. E citar Khalil Gibran: a nossa liberdade, quando perde todos os seus entraves, transforma-se em um entrave a uma liberdade maior. Belo texto, boa semana.

    ResponderExcluir
  22. Oi Smareis

    O seu grito me tocou profundamente. Estamos vivendo a cultura do medo, da violência, da impunidade.
    Infelizmente temos um país sem lei, sem projeto. O povo massacrado pela bandidagem que nos assola de todos os lados desde os ladrões que invadem nossas casas até os ladrões que ocupam os altos cargos do governo que atacam nossos bolsos com tributos exorbitantes deixando-nos nus, famintos e doentes.
    Uma triste realidade e o que é pior não vislumbramos nem uma tênue luz no fim deste emaranhado de ladrões e corruptores

    Uma bela semana para você
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá Smareis,

    Tiro o chapéu para esse General da Reserva. Ele disse tudo,expressando uma indignação que é nossa, de cada cidadão brasileiro do bem. Até quando nos deixaremos submeter por tantos desmandos, corrupção e violência? Até quando assistiremos ao sofrimento daqueles que dependem da assistência médica governamental (SUS)? Enquanto reinar a impunidade nosso querido Brasil não se reerguerá. Fico desolada diante dos noticiários. Às vezes digo para o meu marido que Deus precisa varrer o mundo e começar tudo de novo, pois a situação também está caótica pelo mundo.
    Lamento por sua tia. De fato, não sabemos mesmo o que é pior, reagir ou enfrentar a bandidagem, pois o saldo corre o risco de sempre ser negativo. Ainda bem que nada de mais grave aconteceu. E o amor de avó falou mais alto, pois ela arriscou-se tentando proteger o neto.

    Ótima postagem.

    Feliz semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  24. Quem os devia ter não tem!
    os braços acorrentados
    por isso estamos sujeitos também
    a ser com a violência confrontados.

    Está o mal espalhado,
    por todo o mundo
    porque o mal intencionado
    com ganância, quer tudo!

    Nem tão pouco nele pensa,
    em construir um mundo melhor
    em troca de nada dispensa
    a paz, o carinho e o amor!

    Desejo para você amiga Smareis,
    um bom dia, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  25. Oi Smareis! Acho que aqueles eram anos de paz. Sinceramente, tenho muita vontade de deixar o Brasil e educar a Laura noutro país. Beijo! Renata

    ResponderExcluir
  26. O Brasil está carente do nosso patriotismo. Contragolpe já! Não dá mais para suportar tanta canalhice.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  27. Querida Smareis, você tem razão, vivemos dias difíceis aqui no Brasil, em todos os sentidos.
    Só nos resta pedir proteção a Deus.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Todos indignados e poucos fazem alguma coisa. Hoje mesmo o movimento sem terra se dirige a Bahia para entrar em guerra com manisfestantes.
    Enquanto o povo brasileiro se negar a falar, ouvir , entender e questionar sobre política, estaremos fadados a sermos meros marionetes , manipulados por uma escória onde o único propósito é o lucro da bilheteria.
    Beijos, boa semana

    ResponderExcluir
  29. After reading your story ,i think, that the world is not ready for only "good" things ,created by 7000000000 individuals.....
    Amiga Smareis,for you and your family and friends ,never stop,thinking positive!!
    Abraço,Willy

    ResponderExcluir
  30. Smareis, li tudo mas o que escreveu o General na reforma tem enorme razão de ser e, infelizmente, serve para todas as sociedades, não só a brasileira. Estamos numa época de degradação total, onde é mesmo de desconfiar dos policiais.
    Depois as leis estão mais feitas, para defesa dos larápios, do que para segurança dos cidadãos, se agirem em sua própria defesa. As estes mais depressa lhes é coartada a liberdade, que a dos bandidos.
    Aí, como cá na Europa.

    ResponderExcluir
  31. Sucede esto en muchos paises
    Pero sabes???? en el momento de votar y producir mejoraras, parece que las personas sufren de amnesia
    Cariños

    ResponderExcluir
  32. A ausência do Estado faz a violência crescer.
    O que fazer?
    Exigir e participar das mudanças.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  33. ¡Hola Smareis!!!

    Caramba, siento lo que de tu tía: Puso en riesgo su vida, gracias a Dios que todo se quedó en un buen susto. La violencia es el plato del día! tanto en Brasil, como en cualquier país del mundo, en todas partes se cuecen habas.
    Sólo queda rezar pedir al Señor que nos ilumine con su divino amor. Que el mundo cambie para bien que todo ser humano podamos tener una vida digna.

    Ha sido un placer pasar por tu casa virtual y leer este importante texto.
    Te dejo mi gratitud y mi estima. Un abrazo y se muy muy feliz.

    ResponderExcluir
  34. Boa noite minha querida amiga..
    tenho tido alguns problemas com o pc mas não esqueço de vc não..
    como diz aquela música.. que país é esse..
    acho que todos estamos indignados com tudo que vem acontecendo..
    é cada barbaridade sem tamanho....
    sei que muita gente não vê assim..
    mas geralmente muito do que acontece é a gente que atria..
    temos medo de tudo.. e o medo só faz a gente sentir mais medo, e isso baixa a vibração..
    o caso de sua tia.. bem.. encher de cameras, portoes.. contratar até segurança.. não penso que isso resolva visto que muitos anos atrás o Silvio Santos com tudo que tem direito teve um ladrão dentro da mansão.. o que temos que mudar é o modo de pensar.. sermos felizes.. não sentir medo.. vou te mandar o ultimo programa do vida inteligente.. achei maravilhoso o tema.. bom seria tu o ver em video mas já salvei o audio.. é onde tento me encaixar.. ouvir coisas boas.. é o que muitos deveriam né..
    beijos meus doce Smareis.. até sempre querida

    ResponderExcluir
  35. Oi Smareis ! Sim, acabou a liberdade, e a vida agora vale menos que dois contos de reis... Estamos no pais do "agora vale tudo" ! Pessoas mas sem nenhum respeito pelo próximo,andam soltos pelas ruas , e esses , são os nossos demônios, nossos carrascos ... Mas a esperança ainda brilha sobre nos ! Vamos pedir ao pai que os ilumine, e que vejam o caminho para a luz ! Beijosss

    ResponderExcluir
  36. Estamos en unos tiempos convulsivos en los que la gente honrada no sabe como hacer frente a tanta violencia y libertinaje.
    Se pone en peligro la convivencia y la Libertad de personas que se la han ganado a pulso y por la cual paga sus impuestos y contribuciones para que los maleantes se salgan con la suya.
    En todos los países se suceden hechos delictivos que hacen que cualquiera no esté seguro ni en su propia casa.
    Esperemos que la situación cambie y se proteja al más débil.
    Abraços e Beijos.

    ResponderExcluir
  37. Olá, Smareis,

    Você retratou o caos com a sutileza de quem está procurando um lugar. Enquanto nossos políticos quiserem apenas poder e dinheiro, este será sempre um país de faz de contas. Obrigado pela visita.

    Um abraço, paz e bem

    ResponderExcluir
  38. Sua frase já fixei na minha mente: Brasileiro é um dos mortais mais adaptativos do planeta, o herói anônimo de todos os dias..
    Excelente o seu texto, Smareis e crônica de Paulo Chagas tbm, vou compartilhar os 2 no Facebook.
    Bjs e uma linda e boa semana.

    ResponderExcluir
  39. Pois é minha querida amiga, estamos presos em nossas casas e acuados pelos violentos. Isto no faz lembrar daquele texto onde na primeira noite eles se aproximam e roubam uma rosa de nosso jardim e não dissemos nada, ate numa noite eles se aproximam e conhecendo nosso medo, pisam o jardim, matam nosso cão e porque nunca dissemos nada, arranca nossa voz na garganta. Que saudade do tempo dos banquinhos nas portas das casas onde ficávamos conversando até altas horas com os vizinhos. Perdemos e feio minha amiga, pela crescente desigualdade social, o acumulo de poderes e bens de uns em detrimento da miséria geral. Permitimos o crescimento da pobreza, da exploração e ai veio o bum da miséria e com ela a violência dos que se julgam prontos para adquirir o que não podem comprar em forma de roubo.Esta questão da violência esbarra no não controle da natalidade, na criação de condições de trabalho para o numero crescente da população. Já parou para ver como cresceu as população nas cidades, e um crescimento nas camadas mais pobres. Não sei o que será feito para conter esta onda. Um código penal sucata e obsoleto que permite a um advogado colocar na rua qualquer delinquente usando os buracos deste código. Luta-se para abaixar a maioridade como se fosse solução para a violência, um engano pois outros menores serão recrutados para o exercício. Educação, escola alimentação supervisão seria uma partícula para conter este crescente exercito de jovens para a violência. Enfim é quase preciso rever este país e todas suas leis, que fossem aplicadas em todos os setores da sociedade. Não só para pobre de periferia. Até a pena de morte é questionada para crimes hediondos. A corrupção reinante em todos os setores que permanece impune,é um elemento que agrava a violência e a alimenta também. Enfim seu grito é por mim compartilhado, refazer o país mas para todos os brasileiros presos a deveres e direitos iguais.
    Será que veremos?
    belo texto que nos faz entrar em reflexões profundas da sociedade, da política deste país.
    Que a semana esteja a fluir belamente para você.
    Um carinhoso abraço amiga.
    Beijo de toda paz no seu coração.
    E que Deus nos proteja sempre.

    ResponderExcluir
  40. Nada a acrescentar.
    Infelizmente, cada povo tem o país que merece, e parece que a maioria do nosso povo está satisfeito com isso!
    Pelo menos, foi o que mostraram nas eleições...
    A história foi reescrita pelos perdedores, e nesta revisão, vilões viraram heróis e seus nomes são homenageados, substituindo os de pessoas honradas, batizando escolas e logradouros públicos.
    A "noite do Brasil" começou quando esta quadrilha assumiu o poder. e o país passou a proteger e abrigar bandidos e a acuar as pessoas de bem!
    Não vejo mais esperança! Que venha o asteroide!
    Abraços, Smareis!

    ResponderExcluir
  41. Bonjour,

    C'est extrêmement difficile à lire, à imaginer tout cela... Une terreur au quotidien !
    Comment pouvoir apporter une éducation aux enfants ?...
    Je vous souhaite beaucoup d'amour... de paix.

    ❁ Gros bisous ❁

    ResponderExcluir
  42. Olá Smareis,
    A situação do nosso país anda caótica,
    a violência e a impunidade só aumentam.
    Não temos segurança nem dentro das nossas casas.
    Às vezes, toda precaução ainda é pouco,
    então só Deus pra cuidar da gente.
    Todos almejamos essa tão sonhada liberdade,
    quem sabe um dia...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  43. Infelizmente o problema que nos descreve não é só no Brasil.....e é mau, muito mau...

    :(

    ResponderExcluir
  44. Um texto para refletir, Smareis.
    Um abraço grande.
    HD

    ResponderExcluir
  45. Crónica de arrepiar...
    enquanto quem manda faz política de gabinete e para os seus afilhados.

    Bjo

    ResponderExcluir
  46. Violência, mentira, hipocrisia, é o conceito mais fiel do que é governar um País.
    Salvaguardando alguns pormenores, parece-me ser, esta Crónica, o relato do sobre o que se vai passando (também) no meu País.
    Para onde vamos? Que caminhos nos deixam trilhar?
    Será que os nossos filhos e netos têm algum projecto de vida para o túnel que se alonga pelo escuro?
    Enquanto faltarem as pedras basilares do pão e da educação, certamente que o que nos é reservado, no futuro, será o escuro caminho do precipício.
    Parabéns pelo teu grito de reflexão, Smareis.

    Beijos


    SOL


    ResponderExcluir
  47. Tão bem escrito o seu texto Smareis . Vc retratou com maestria o caos de violência e bandidagem que nos cerca nos dias de hj. Infelizmente é essa nossa realidade . Estamos a cada dia mais apreensivos , como vc mesma disse. Toda precaução é pouca e não estamos seguros em lugar algum. Quer dentro de casa, e até igreja s. Shoppings que antes inspiravam segurança , agora tb é reduto de sequestros relâmpagos . Onde tudo isso irá parar? . Façamos a nossa parte e peçamos proteção a Deus . Bjs .

    ResponderExcluir
  48. EN MI PAÍS PASA LO MISMO. ES UNA PENA QUE ESTO ESTÉ PASANDO EN BRASIL.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  49. Minha primeira visita!
    Bom conteúdo por aqui Namastê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela presença Ricardo!
      Seja bem vindo!

      Excluir
  50. É muito triste tudo o que descreves. A insegurança é um problema terrível. Mas eu não abdicaria da liberdade...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  51. Eu não me sinto refém e, seja onde for que eu esteja, eu prefiro a vida. Gosto de andar nas ruas das cidades. Não sou de dar bobeira, olhos sempre atentos, evito, em qualquer lugar do mundo, expor dinheiro, objetos valiosos, etc, mesmo porque não me é difícil, pois nem relógio eu uso. Sou despojado e não valorizo enfeites. Se eu morrer, morri vivendo, bem melhor que morrer ainda vivo escondido numa bolha;

    ResponderExcluir
  52. Felizmente, o assalto não terminou em tragédia. Em momentos como esse, mesmo sabendo que não se deve reagir, o comportamento das vítimas é imprevisível. Assim como o dos ladrões. Muitos deles, drogados, abusam, machucam e matam. O fato que narrou está a fazer parte de nosso cotidiano e ninguém está seguro. Por trás do aumento da criminalidade está a corrupção, eis que os traficantes "molham as mãos" de autoridades e policiais, permanecendo impunes. Tá difícil!!!!! Bjs.

    ResponderExcluir
  53. Parabéns a sua tia que teve essa presença de espírito fantástica, Smareis!
    A inversão de todos os valores éticos que ocorre no Brasil é algo podre e inaceitável. Infelizmente, vivemos envergonhados da nossa condição de brasileiros. Uma verdadeira tragédia nacional!
    Amiga, obrigada pela visita e um abraço bem carinhoso!!!

    ResponderExcluir
  54. Olá, Smareis!

    Tal como lhe prometi, aqui estou.
    Li, de novo, o seu post, e sinceramente o impacto e a revolta foram os mesmos, aquando da primeira leitura.

    Há dias entrevistaram brasileiros residentes em Portugal, que têm casa, emprego, enfim, as condições necessárias e suficientes, e o jornalista perguntou-lhes se pensavam voltar para o Brasil. Resposta de todos, em uníssono: nem mortos! Amamos Portugal, sobretudo porque há muita segurança, aqui.
    Evidente que o meu país tem ladrões, assassinos e malfeitores, mas daí a fazer uma comparação com a situação brasileira, estamos a milhas e milhas de distância.

    Graças a Deus que a sua tia não sofreu nada de grave, mas nestas situações, é tudo muito imprevisível.

    Dias felizes!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  55. Hola, recién incursiono en el mundo bloguero y me encantaría invitarte a conocer mi sitio!
    Yo encantada de llegar al tuyo y con tu permiso me quedo para seguir tus publicaciones.
    Muchos cariños Ƹ̴Ӂ̴Ʒ Ƹ̴Ӂ̴Ʒ Ƹ̴Ӂ̴Ʒ

    http://bajolalupadegiglio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  56. Um tema que faz parte do nosso dia a dia. Se vivemos num mundo organizado, então que Deus é este?
    Os políticos fazem as leis à sua medida no seu interesse.
    O ser humano aumenta assustadoramente e com isso todos os problemas.
    O mundo não suporta mais estes maus tratos.
    Bj

    ResponderExcluir
  57. Tudo isso é muito triste e assustador mas, é preciso acreditar que um dia tudo vai mudar.

    ResponderExcluir
  58. E parece que já está na hora de uma intervenção militar no nosso país, única esperança de ter de volta a paz e a segurança que já experimentamos no passado.
    Creio não ser necessária uma outra ditadura militar, mas de um governo sério e firme, que seja capaz de reorganizar nosso país, expurgando essa corja que chegou ao poder, mesmo que para isso, tenhamos que suportar regimes de exceção por um tempo.
    As FFAA são o povo armado e em defesa dele e da Pátria deverão agir, antes que sejamos obrigados a nos humilhar, ouvindo as bravatas de ex-governante e governantes de nações sul-americanas mequetrefes e capengas metendo o bedelho num país continental como o Brasil!
    Não estou do lado de quem quer mudar-se do Brasil, mas de quem quer mudar o Brasil!
    Abraços!

    VitorNani & Hang Gliding Paradise

    ResponderExcluir
  59. Estamos reféns da violência, Smareis, e felizmente não aconteceu nada pior. Mas a sensação de impotência nos corrói. Enquanto essas nossas leis não mudarem e os presos tiverem que trabalhar na cadeia, nada mudará. O semiaberto virou uma piada. bj

    ResponderExcluir
  60. Olá, Smareis
    Verdadeiramente assustador o que se passou com sua tia!
    Infelizmente não é caso inédito, pois a violência alastra como epidemia, e a cada dia que passa adquire maiores requintes de malvadez.
    Aqui onde estou morando temporariamente (a minha residência habitual
    é em Portugal) mas aqui, como é uma cidade pequena, tranquila, onde quase toda a gente se conhece, não há notícia de grandes distúrbios, mas noutros locais acontecem casos terriveis.

    Achei muito boa essa crónica do General Paulo Chagas.
    Uma análise muito clara e acertada do que é, ou deveria ser... a Liberdade.

    Votos de excelente fim de semana.
    Um beijo
    MIGUEL / ÉS A MINHA DEUSA

    ResponderExcluir
  61. Que coisa horrível Smareis.
    Somos reféns de liberdade e segurança que não existem.
    Muito triste amiga, desejo que tods estejam bem e que superem os traumas.
    Que Deus nos proteja, bjs no coração de todos vocês.

    ResponderExcluir
  62. Gracias por tu encantadora vista.

    Feliz fin de semana!!☆* ´  *´
    `★.¸¸¸. •°´Cariños.

    http://bajolalupadegiglio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  63. Bom dia
    A insegurança tornou-se uma coisa comum , um negócio e um modo de vida.
    As leis protegem mais os bandidos que o cidadão comum.
    O geral das pessoas paga os impostos para que o governo crie leis que os protejam e cuidem na saúde, na educação, no respeito e segurança.
    Os Ladrões não pagam impostos e são mais protegidos que os outros.
    Este mundo virou do avesso.
    Até as cadeias - Prisão, se transformaram em hotéis de luxo...

    ResponderExcluir
  64. Bom dia
    A insegurança tornou-se uma coisa comum , um negócio e um modo de vida.
    As leis protegem mais os bandidos que o cidadão comum.
    O geral das pessoas paga os impostos para que o governo crie leis que os protejam e cuidem na saúde, na educação, no respeito e segurança.
    Os Ladrões não pagam impostos e são mais protegidos que os outros.
    Este mundo virou do avesso.
    Até as cadeias - Prisão, se transformaram em hotéis de luxo...

    ResponderExcluir
  65. Bom dia, Smareis.
    Graças a Deus não aconteceu nada de grave com sua tia, mas certamente, ela correu um risco.
    Não sabemos mais o que fazer diante de tanto terror a que somos submetidos.
    Nunca vi dias tão terríveis de violência desde que o mundo é mundo.
    A vida virou algo banal, mata-se por qualquer "motivo", na realidade, não existe razão para matar, a não ser que seja em legítima defesa e não tiver outro jeito.
    A violência está neste Sistema e continuará, é isso, infelizmente.
    Se todos se unissem e brigassem por seus direitos, a fim de termos um País minimamente decente de habitarmos, seria um pouco melhor, mas a humanidade caminha a passos largos para a perdição e o Governo não faz nada a não ser ver os seus próprios interesses gananciosos.
    Paliativos existem para o povo esquecer um pouco que vivemos em um caos há muito instalado.
    Tinha de ser feita uma verdadeira reforma nas leis e na classe política, que não governa para o povo e sim para eles mesmos e suas famílias.
    A polícia que deveria proteger uniu-se aos corruptos, bandidos, justificando serem mal pagos, daí, a associação aos criminosos, para ganharem propina e levarem uma vida de conforto.
    Tudo errado, não existem mais valores morais como um todo, algo claro.
    Vivemos em um Pais amoral, infelizmente.
    Que Deus tenha misericórdia da nossa nação.
    Tenha um fim de semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  66. Olá Smareis,
    boa tarde,
    a realidade bate com suas próprias palavras e atos,
    dói, realmente dói,
    muitas vezes esquecemos o quanto custou-nos para obter essa liberdade.

    grande texto.

    Desejo-lhe um belo fim de semana
    um beijo e um grande abraço
    bênçãos

    ResponderExcluir
  67. Olá Smareis,
    este seu post deveria ser um artigo em jornal, tal o desespero do relato e a veemência do seu grito.
    Mesmo longe, sofro muito por saber da violência que acontece no Brasil, e um nó na garganta pela inação de quem deveria fazer tudo para por cobro a isso, embora, saibamos todos, que, ao nível que chegou, e tal a grandeza do país e da população, será missão quase impossível. Teria sido possível, se iniciada há trinta anos, mas a criminalidade vincou bem as raízes na sociedade. E acresce ainda a corrupção - outro tipo de banditismo a que estamos todos sujeitos.
    Mas que mantenha-se a sanidade para conseguir respirar e viver.
    Um beijo de carinho a sua tia, que espero se refaça da "aventura".

    bjn amg

    ResponderExcluir
  68. Oi Smareis!Infelizmente a realidade é essa...Minha sobrinha e irmã já foram vitimas deste tipo de crime,e ainda temos que dar graças a Deus porque deixaram elas com vida,a perda foi só material.Não dar pra se esconder dentro de casa,temos que sair pra trabalhar,passear...e parece que só podemos contar com Deus pra nossa proteção.Um abraço!

    ResponderExcluir
  69. É triste e assustador o que se passa no Brasil , mas não é só no Brasil , em muitos outros Países acontece o mesmo !

    ResponderExcluir
  70. Oi querida amiga, vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  71. Tenho uma amiga que está aí emigrada há um ano. Ela gosta muito do vosso país, mas tem medo e quer voltar. E o marido, que é brasileiro, também. Ela resume que aí sente-se mais feliz, mas cá, em Portugal, muito mais segura e também com mais qualidade de vida por causa do tempo passado nos transportes para ir trabalhar. De resto, gosta muito daí :)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  72. Oi Smareis! A culpa de tudo isso que ocorre, não só no Brasil, mas em todo o mundo é da AMBIÇÃO. A partir do momento em que o homem se conscientizar de que somos todos filhos de DEUS e, consequentemente, irmãos, priorizar o amor, a compreensão e a solidariedade, com certeza teremos um mundo mais justo e mais humano.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  73. "Pobres e órfãos "
    O que queres de mim, pai ausente? Sofrido me fez...
    Sem teu afago, teu colo, onde ecoa teu brado,
    Lá eu choro...
    Sou o teu pranto, teu filho, abandonado, às margens
    De tuas águas vermelhas...
    Se o penhor, desta igualdade, nos torna filhos iguais...
    Onde estará, o meu lugar em teu seio?
    Conquistaram-se, com nosso braço forte, a tua liberdade...
    Onde estará, a nossa parte neste quinhão? Penhorou-se?
    Minha vida por ti! Onde receber, o justo pago, devido a mim?
    No Ipiranga, a busca pelo plácido se deu, mas suas águas,
    Continuam vermelhas, pelo teu desdouro...

    Ali, tu foste gerado... Mas ali tu morreste, por ter-me
    Esquecido, as tuas margens...
    O que fazer, se depois deixou-me perecer em teu rio de sangue?
    O que queres de mim, Oh pátria amada? Se te adoramos, e
    Clamamos em brado forte... Onde ainda, repousa os nossos sonhos...
    E a esperança de um dia, poder alcançar, o real desejo em ti...
    Do povo, o maior anseio...
    Perderam-se, os raios brilhantes... E o nosso amanhã, sombreou-se? Sempre estará, o nosso céu enegrecido?
    E nossas almas, quando se alegraram mais uma vez, em um belo, e
    Esplendoroso porvir?
    Onde esta o pão de letras, reservado aos famintos de saber, onde a sede,
    Mescla-se a fome mal saciada, de tua cultura negada...


    Árvore da vida, que pouco orvalha, pouco cresce, nos privando
    De sua confortável sombra... E de teus frutos benditos...
    Teus rios do verbo se represaram... E a seca, nos retrai a alma... Sem
    Podermos proferir, Palavras ditosas a ti...
    Pouco do teu saber, a minha alma sorveu... Qual seria o meu legado,
    Diante do gigante que tu ES?
    Sozinho, ou morto em teu berço esplêndido? Fostes, tragado pelo negro,
    Ou abandonou-me no leito, do teu rio de liberdade?
    O que queres? Meu sangue sofrido há muito, seco de dor... Brada em alto clamor! Não as margens do teu Ipiranga, mas as margens,
    Dos teus protegidos, porque estes, se encontram abastados...
    De teu achego, e teus olhos cegos...
    Estou aqui, querendo, abraçar-te... Dar, por ti... O sangue, e a vida...
    O filho varonil, sem medo, não acolhe; - E manténs-me, em segredo,
    Em teu grito, de liberdade, ou morte! Por que, me reservas o algoz, e o medo?
    Agora, sem sigilos... Vans segredos... Diga-me! Meu ser, todo implora! Almejo saber... Tolo enredo... Sei o que há de vir! Mas mesmo assim,
    Ouvir de ti... O que queres de mim? By betonicou

    ResponderExcluir
  74. Oi Smareis! Deixei aqui " Pobres e órfãos;Minha indignação escrita ... Beijossss

    ResponderExcluir
  75. Oi querida amiga Smareis, vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  76. Oi Smareis ! Novo texto em : Curvas retas e esquinas ! " Passeio astral " Deixo um grande e fraterno beijo ! Abraço apertado !

    ResponderExcluir
  77. ¡Hola Smareis!

    Paso de nuevo a dejarte un abrazo cariñoso con todo mi estima, y desearte un feliz fin de semana, amiga.

    Chauuuuuu.

    ResponderExcluir
  78. Hoje é mesmo para desejar um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  79. O mundo , todo ele, está cada vez mais inseguro..

    Não ouso comentar a realidade brasileira pois não a conheço, mas - me desculpem - não posso conceber que entre a situação caótica que se vive e a terrível ditadura militar que se viveu , não haja um ponto de equilíbrio !!!

    Eu vivi , em Portugal sob a tremenda ditadura de Salazar-Caetano( com uma longa guerra anacrónica e absurda à mistura) até aos vinte e quatro anos.O meu país está, actualmente, nas mãos de um bando sem vergonha, sem responsabilidade e sem nenhum sentido de Estado e com um reformado na Presidência cuja única preocupação é defender o seu Partido(PSD) !

    No entanto e apesar dos pesares, recuso de todo o regresso de algo que se assemelhe de perto ou de longe a um regime com prisões políticas, torturas, desaparecimentos e falta de liberdades.

    Abraço solidário, amiga

    ResponderExcluir
  80. Que grande susto teve a sua familia.
    Realmente uma coisa que me assustou um pouco quando visitei o Rio, foram as grades, grades nas portas, grades nas janelas... a minha filha esteve aí a estudar e morou num 7º andar que tinha vidrinhos cortados e colados no beiral das janelas. Aí eu pensei, se as pessoas sentem necessidade de colocar tanta proteção é porque não se sentem seguras e isso me deixou também um pouco receosa. Graças a Deus correu tudo maravilhosamente bem.
    Smareis, infelizmente a violência cada vez é maior e não só no Brasil, ela encontra-se espalhada por todo o mundo.
    Beijinhos
    Maria
    Maria

    ResponderExcluir
  81. Oláááááááááááá...
    APOSTO que tu estavas morrendo de saudades de mim!!!!
    Faço de propósito,demorar a aparecer,porque quando apareço noto a expressão de............ ESPANTO........... e,claro,tenho a certeza absoluta de que estás imensamente feliz ao me ver...hehehehehe...
    E não adianta dizer que nem te lembravas mais de mim ou que nem sabes quem sou.
    Não aceito isso...pois eu marco eternamente quem me conheceu...ksksksksksksks...
    Como sou modesta,estou amando o que estou escrevendo...tanto...que vou colar para os outros blogueiros que vou visitar o que escrevi para ti,que tal????
    Sei também que quanto mais os visitantes demoram no blog da gente,mais famosos a gente fica...TOMARA que todos leiam até o fim minha pequena-longa cartinha de visita!!!!!
    Sobre a tua postagem:
    Não comentarei nada,pois já dissestes tudo.
    Como sempre,és impecável!!!!
    Agora,aceita um beijão "deu"(de mim)pra tu :)
    EU VOU...mas EU VOLTO... para tua felicidade...ksksksksksksks..
    Se eu não me "achar"...quem me acha?????

    ResponderExcluir
  82. Estoy a tu lado amiga!!Esta entrada deberiamos reflexionar tod@s sobre ella..

    Hoy quiero un paro de sentimiento amargo por tantas muertos de mis compatriotas en un avión dirección Alemania y por lo demás paises que ivam´n,,Mi llanto por esos ni2ñs que ivan a regresar a su tierra y comenzaban a vivir..
    Que Dios los ampare

    Besitos mi niña

    ResponderExcluir
  83. Interessante o texto sobre o Brasil actual... O Mundo está mesmo virado do avesso.
    Obrigada pela visita...Espero que volte...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderExcluir

Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você.
Você é uma obra de arte — impossível de repetir,
incomparável, absolutamente única. (Osho)

Links de propagandas e comentários anônimos, serão excluídos automaticamente, a não ser que se identifique com seu nome e endereço do blog/site.

Obrigada pelo seu comentário!
Thanks for the comment!
Gracias por tu comentario!
Merci pour le commentaire!