Revivendo memórias...

15:10:00
















Esse ano tenho estado bem devagar com meu blog. Atualmente minha inspiração não está lá grandes coisas, mas estou voltando... Não adianta chegar aqui e dizer que o tempo esta curto coisa e tal, porque não é somente a falta de tempo, é um pouco falta de inspiração pra escrever alguma coisa... Eu as vezes passo por aqui escrevo alguma coisa, e saio deixando o texto no rascunho. Sou do tipo que gosta de espalhar palavras positivas, alegrias, mais confesso que um pouco dessa positividade anda em baixa. O melhor disso tudo, que a minha esperança continua em alta, isso que importa. Viver é isso! Aprendi que em maré ruim também venta e seguir em frente é o segredo! 

Mais um mês que se inicia, e o mês de Julho e agosto é um mês de muitas lembranças pra mim, época que minhas memórias se acendem... O nosso cerebro é ainda o computador mais incrível conhecido da humanidade, pois dentro de cada um existe um espaço sagrado, onde guardamos nossas preciosidades. Essa capacidade de armazenar e recordar fatos é um enigma não totalmente desvendado pela ciência. E é impossível comparar o cérebro do homem a uma máquina, porque a quantidade de informações que guardamos não pode ser quantificada. O que seria de nós sem esse hd interno que carregamos na memória. A gente pode fechar os olhos e dar um play, e assisti momentos pra lá de especiais, principalmente aqueles que eram felizes e nem sabíamos...

Estava aqui meditando alguns desses momentos, e por alguns minutos olhei para trás em alguns anos, e senti a vertigem de quem entra no túnel do tempo, e me surpreendi com as possibilidades ternas que o momento me proporciona. A velocidade do pensamento desloca o ar, e deixa a sensação dos anos roçando a pele, num arremesso mágico, até me dar conta que cheguei. Por segundos, paraliso feliz e encantada com os momentos vividos. As lembranças são minhas e estão a minha espera, estáticas na placidez das coisas que não mudam. Posso deixar o teclado e ir até a cozinha pegar um copo de água, dar uma volta pela varanda, olhar o movimento rápido dos carros na avenida, procurar a lua no céu, me encantar com minha estrela favorita, agradecer ao Criador por todas essas belezas. Volto, e as memórias estão me esperando, prontas a serem revividas. Memórias valem ouros, sem ela somos pessoas vazias. Essa capacidade que a memória tem de armazenar informações de modo que essas possam ser recuperadas quando buscamos recordá-las, é incrivel. Então porque não revive-las! Nossa tragetória, tem momentos bons, ruins, todos eles, são importantes. São aprendizados que ajudam na construção da escalada pela vida. Use e abuse de suas memórias, não deixe que elas se perca com o tempo.

Obrigada a todos vocês até aqui... 
A tua visita é tão querida. Fico feliz com ela!
Que o mês de agosto, seja de muitas coisas boas pra todos nós.
Gratidão é minha palavra de hoje, amanhã e sempre...
Até a próxima postagem! 

E vida que segue!





P.S: Gente, se você usa o telegram e tem canal por lá me avisa, pois tenho alguns canais com vários tema por lá.
 

Hoje vou de Roberto Carlos- Meu Rei, meu conterrâneo


Postagens Passada

36 comentários

  1. Boa noite de serenidade, querida amiga Smareis!
    Obrigada por um comentário muito lindo por lá.
    "... Dentro de cada um existe um espaço sagrado..."
    Bato sempre na tecla acima.
    Todos o temos e nos salva.
    Até mesmo do desânimo que pegou a todos, segundo os psicólogos. Pena que a positividade tóxica também se alastrou fazendo com que uns queiram bancar mais fortes como que menosprezando a quem está "normal" na Pandemia, com sentimentos consequentes e equivalentes ao quadro de horrores que vivemos.
    Uma coisa a mais que estou com você: a esperança. Bem aprendemos desde pequenina que ela é a última que morre. Ou seja, não morre porque fomos nós primeiros à frente dela.
    Amei aqui:
    As lembranças são minhas e estão a minha espera ..
    Que lindo e verdadeiro!
    Como uso e abuso das lembranças lindas.
    Temos tantos momentos de felicidade tão grande que, se não fossem eles, eu morreria desfeita em lágrimas, amiga.
    Muito obrigada pela delicadeza da rosa. Gosto de pessoas gentis.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho e gratidão

    ResponderExcluir
  2. I was talking with someone a few days ago who said our memories are selective.

    A few days later, the individual said, "I meant to say our memories are subjective."

    I replied that either word fit my memories because I will turn off most unpleasant memories soon after they open the doorway of my mind and savor the friendly ones. This is true. It is not that I block distasteful memories; it simply is that I do not dwell on them. The negative memories enter the room which is my mind, cross the room, then exit as I figuratively wave goodbye.

    William Shakespeare, through the voice of Gloucester in "Richard III" said, "Now is the winter of our discontent." Smareis, through her own voice, seems to be paraphrasing by saying, "Now is the winter of our memories." I am experiencing the same thing, except the season of my flowing memories is summer.

    ResponderExcluir
  3. Que bom te ver e cheia de gratidaõ que tanto bem faz ! Há mesmo muitas memórias e tantas delas devemos guardar... Que tenhas um lindo agosto e faças muitas boas memórias sempre! beijos, chica

    ResponderExcluir
  4. É sempre um enorme prazer ouvir Roberto Carlos.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
  5. Olá Samareis. Foi muito bom receber sua visita, e melhor ainda seu comentário. Realmente está muito difícil formatar um pensamento positivo, mas nós que escrevemos não podemos parar. Um abraço, paz e bem.

    ResponderExcluir
  6. Que surpresa boa, te reencontrar Smareis!!!
    Estive longe daqui por um bom tempo, anos diria, mas retornei recentemente e tantos amigos de anos idos, não estavam mais por aqui. Fiquei ontem revendo post meus, antigos, lendo os comentários tão lindos e bem vindos, dos amigos/as e me perdi, nas lembranças destes tempos, tão bons, por certo e isso vai ao encontro do que você de forma tão rica nos diz aqui neste texto.
    Benditas sejam nossas memórias, lembrar-se nos proporciona reviver tantas e quantas vezes quisermos, tão bom, não é mesmo?
    E essa música que você nos trouxe, quantas lembranças evoca, lindíssima!
    Fiquei feliz em te encontrar outra vez, querida, beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  7. No siempre encuentra la inspiración para escribir. Tampoco la situación que vivimos ahora con el covid 19, hace que veamos la vida con más pesimismo.
    Este detectable virus nos ha cambiado la vida y eso hace que nos encontremos inseguros... llevamos hace ya dos años de inseguridas y no sabremos cuando vamos a encontrar la definitiva solución....hay y gentes que se ha infectado con la pauta completa de la vacuna.

    Que tenga una buena semana y un bonito mes.

    ResponderExcluir
  8. Te deseo lo mejor en este Agosto. Saludos.

    ResponderExcluir
  9. Querida Smareis

    Que bom ler logo pela manhã este seu texto, com palavras positivas deixando-nos uma nota de esperança para a vida.
    É sempre um prazer aqui vir minha amiga.
    Desejo-lhe tudo de bom, dias abençoados para si e Família.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, Samreis.
    É dos mais belos e comoventes o teu sentir
    poético e traz esperanças no porvir, apesar
    de contratempos que haverão de ser passageiros
    e transitórios.
    Meus efusivos parabéns, que o mês de agosto
    lhe seja também dos mais promissores e fique
    com o meu abraço de afeto e admiração.

    ResponderExcluir
  11. Lá diz um velho ditado "recordar é viver". Principalmente em momentos menos bons da vida, as boas memórias nos ajudam tantas vezes a ganhar forças para seguir em frente.
    Tenha um mês de Agosto espectacular.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Quando escrever não nasce de uma necessidade interior, torna-se mais difícil fazê-lo. Mas há coisas que nos podem motivar, como por exemplo uma notícia ou um qualquer acontecimento.
    Apesar do seu vagar... fex um excelente texto acerca da memória e do seu uso. Gostei muito.
    Também gostei da canção que escolheu do Roberto Carlos. Ouço-o há décadas e não me canso de o fazer. Ele é mesmo o Rei...
    Bom fim de semana, amiga Smareis 🌼
    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Smareis, demorou mas chegou com um texto que acrescenta muito às reflexões tão necessárias na vida. E concordo totalmente, é fantástica essa capacidade que temos e devemos usá-la a nosso favor.
    Abração, adorei a leitura!

    ResponderExcluir
  14. É bom reviver memórias.
    Votos de um feliz mês de Agosto
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Minha amiga, os tempos que correm não são leves e por isso ninguém anda muito em lata, exceptuando as companhias farmacêuticas -com lucros fabulosos.

    Gostei muito de a visitar e Roberto Carlos me acompanha desde a minha longínqua juventude.

    Grande abraço e um Agosto sereno

    ResponderExcluir
  16. Los recuerdos nos dicen que hemos vivido, y dan pie para en el presente construir más mundo- Un abrazo. Carlos

    ResponderExcluir
  17. Que seria de nós sem as nossas memórias? Elas nos mantém a vida.

    Bom mês de Agosto!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Há períodos da Vida que estamos "cheios" de ideias que não "foram" destinadas a serem escritas, porque estão do lado estático. Assim sendo, o melhor é (mesmo) pausar até que a "planta" volte a germinar.
    Adorei o teu Post. Parabéns.

    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
  19. Olá, Smareis
    Nestes tempos conturbados que atravessamos, penso que a falta de imaginação atacou a todos nós.
    E quando se trata de concorrer a alguma coisa, parece que aí a coisa piora. Todos queremos dar o melhor de nós mesmos. Mas... uma crónica ou um qualquer conto que se escrevia "ao correr da pena" , agora parece arrancada a ferros.
    Esperemos que a crise passe e não demore muito tempo para que anormalidade volte às nossas vidas.

    Bom Fim de Semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  20. Smareis, é sempre bom voltar aqui e ler um post seu. Você é uma das amigas blogueiras que acompanho há muito tempo e embora os blogs hoje sejam mais comerciais, ainda sobrevive a essência dos blogs pessoais que nasceram ainda na internet discada, ainda bem! Muitos blogs tem mais de 10 anos de existência! Velhos tempos e ótimas memórias, é sempre bom recordar quando as lembranças nos alegram!

    Um abraço!
    😊😘

    ResponderExcluir
  21. A memória armazena lições de vida para não repetirmos os mesmos erros.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
  22. Boa noite Smareis! Seja bem vinda de volta, gratidão por compartilhar seus pensamentos. Realmente, também sinto esta baixa na inspiração, talvez pelo peso dos tempos que vivemos, que nos tolhe as energias.
    Obrigada pela visita,e boas inspirações para vc!

    ResponderExcluir
  23. Vim ouvir Roberto Carlos, cantor que adoro.
    Obrigada, Smareis.
    Boa semana.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderExcluir
  24. Excelente o post, Smareis! Não tenho como concordar que a sua inspiração ande em baixa, com você escrevendo assim! Quando as memórias, endosso tudo que você disse: é maravilhoso ter esse baú de boas lembranças, que nos aquecem quando bate o frio da melancolia! Meu abraço, boa semana.

    ResponderExcluir
  25. Olá Smareis! Fiquei muito feliz com a tua visita e amável comentário deixado no nosso humilde espaço. Espero que voltes mais vezes, pois será sempre um prazer renovado. Belo e bem coordenado texto. E dizes não estar inspirada, imagine se estiveste. Rsrs.

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  26. Hermoso es recordar y hermoso es soñar, pero más bello es vivir en el ahora

    Paz

    Isaac

    ResponderExcluir
  27. Querida Smareis,
    O seu belo texto me fez refletir sobre a importância das nossas memórias afetivas, quantas coisas vivemos, quantas alegrias e tristezas se passaram, quantas conquistas e decepções, é uma ebulição de momentos. Sempre digo que quando somos criança a vida é muito mais simples e divertida, não há aquela preocupação com tantos afazeres e podemos curtir a vida da melhor maneira. Hoje já na meia idade a vida é só preocupação e incerteza com relação ao futuro, mas seguimos tentando fazer o nosso melhor. Quando me sinto triste lembro de acontecimentos bons que vivi e isso me ajuda seguir em frente.
    Adorei o seu texto, continue escrevendo o que lhe vier a cabeça, isso faz um bem enorme pra nossa saúde.
    Um ótimo mês de agosto pra você!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Minha tão querida smareis, vim a correr aproveitar esta onda de alegria que me deixaste mesmo no meio de tantas incertezas e em que a saúde não acompanha. Mas isso é outra história!
    Memórias! Falas em memórias? Mas tu imaginaras as memórias que guardo de ti? Os teus textos reflexivos, a tua forma tão pessoal de mexer os assuntos que eram - são! - lições de vida para mim! Com a tua ausência senti perder-se um remo, uma luz sempre brilhante, sempre com opiniões. Dias menos inspiradores, quem os não tem ? Tenho andado tão ausente do meu blogue mas nem por isso deixo de voltar quando e como posso!
    Muita coisa se passou desde que éramos mais activas, mas nem por isso é perdeu Sabedoria,antes aumentou
    Sobre a memória e a força das palavras estou a ler um livro que não sei se conheces e que é estupendo " OS CÓDIGOS DA SABEDORIA " DE GREGG BRADEN
    VOLTA SEMPRE!
    UM GRANDE E TERNO ABRAÇO MINHA QUERIDA AMIGA!

    ResponderExcluir
  29. É bom quando volta e traz palavras de esperança, essa que nunca perde. É um gosto ouvir Roberto Carlos. Um mês de Agosto excelente para si também.
    Muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  30. Olá Smareis
    Lindo texto, recordar é viver, bjs querida.

    ResponderExcluir
  31. Boa tarde, Smareis!
    Fiquei muito tempo afastada da blogosfera, mas agora estou voltando.
    Estou aqui, conhecendo seu blog e gostando demais.
    Concordo com você, a memória vale ouro. Que seria de nós sem a nossa memória? Sem nossas recordações? De nada valeria estarmos por aqui.
    Voltarei mais vezes.
    Bjs
    Marli

    ResponderExcluir
  32. Los recuerdos se pintan con el color de los meses, no sé si en todos, pero tengo personalmente mis meses de festividad, de nostalgia, de tristeza, de camaradería. La memoria nos permite ese resguardo de los recuerdos, casi como en un álbum de fotos. Un abrazo. Carlos

    ResponderExcluir



Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você.
Você é uma obra de arte — impossível de repetir,
incomparável, absolutamente única. (Osho)

Links de propagandas e comentários anônimos, serão excluídos automaticamente, a não ser que se identifique com seu nome e endereço do blog/site.

Obrigada pelo seu comentário!
Thanks for the comment!
Gracias por tu comentario!
Merci pour le commentaire!

Aprenda com o autor da vida!

A Bíblia é o único livro que você lê na companhia do autor!