Compaixão vai além da empatia, pena...

11:11:00


Sempre é possível demonstrar compaixão por alguém de várias formas...
Em tempos de tanta coisa ruim, se colocar no lugar do outro que está sofrendo, além de nós fazer bem mais forte, nos faz um bem danado. O grande benefício está no despertar do desejo de querer ajudar, de transformar realidades, de fazer o bem, seja por si mesmo ou pelo próximo. Muitas vezes as pessoas confundem compaixão com empatia, sentir pena, sentir dó. Não se trata desses sentimentos, mas, sim, demostrar respeito e tomar alguma atitude para amenizar aquilo que o outro está sentindo. A pessoa que busca uma forma de aliviar ou reduzir o sofrimento do outro, mostra ter compaixão. No caso de não existir possibilidade de reduzir o sofrimento do outro por uma atitude, só de ouvir seu desabafo você já faz grande coisa. É exatamente aí que está seu poder, no desejo de querer ajudar pura e simplesmente para fazer o bem. 

Você conhece a história do lobo astuto? Há muito estava exausto de comer folhas e troncos das montanhas. Queria carne macia, fresca. Mas os pastores daquela região eram muito espertos, tinham armas de fogo e jamais deixariam um lobo se aproximar. Pensou então em um plano perfeito: disfarçar-se de ovelha para despercebidamente atacar. Camuflado na lã, enganou facilmente o pastor e os animais. E, para que tudo fosse como sonhou, passou o dia seguindo o rebanho pelas montanhas.

Enquanto andava, tinha o pensamento longe na dificuldade de ser carnívoro naquela região, no quanto a forçada dieta o estava deixando enfraquecido e doente. Nem viu chegar à noite. Logo nas primeiras estrelas notou que estava exausto com as pernas doendo terrivelmente. Decidiu então deixar o ataque para a manhã seguinte. Antes de pegar no sono viu que, mesmo depois de um dia inteiro de trabalho, as ovelhas precisavam se revezar durante a noite em uma vigília que as protegeria de ataques dos lobos.

Ouviu histórias terríveis sobre os séculos e séculos em que as ovelhas fugiam dos lobos, sempre com medo, sempre assustadas, nunca andando de coração limpo atrás do seu pastor. O lobo imaginou-se naquela situação. Pensou no sofrimento que seria aquele eterno temor. Antes de amanhecer despiu-se do disfarce e foi para casa sem atacar nenhuma ovelha. E percebeu que raízes e folhas podiam ter outro sabor: liberdade. Essa histórinha antiga é um dos meus exemplos preferidos de compaixão.

O lobo estava tão preocupado com os próprios problemas que todo o resto a sua volta parecia não existir ou pelo menos não ter importância alguma. Mas a partir do momento em que, mesmo que pelos motivos errados, teve a chance de estar na pele do outro, notou a si mesmo. E foi embora mais respeitoso da própria história. E sem fazer mal algum.

Exatamente o que em outras palavras diz Tenzin Gyatso, esse senhor de 86 anos chamado Dalai-lama, líder máximo do budismo no mundo. Ele acredita que sentir compaixão pelo próximo acaba resultando em um coração forte, pronto para enfrentar qualquer mar bravio. Porque, quando toda nossa atenção está focada apenas em nós mesmos, qualquer problema, por mínimo que seja, ganha uma proporção gigantesca, trazendo medo e desconfiança. Mas a partir do momento em que se pensa também no outro, não só para tentar entendê-lo, mas para amar e cuidar, nossa própria vida ganha um novo sentido. A autoconfiança e a coragem resultam em uma força interna e em uma calma reconfortante. Ou nas palavras de Dalai-Lama: “compaixão é poder. Cultive-a".

Um abraço e muitos sorrisos.
Até a próxima postagem!



   
                         
                    

Postagens Passada

55 comentários

  1. Boa tarde de toda Paz, querida amiga Smareis!
    ..." Respeito e tomar alguma atitude para amenizar aquilo que o outro está sentindo. "

    Amar por dentro, como diz a música.
    Poucos respeitam e amenizam com palavras de ternura imensa sobre o outro a quem se ama ou nos ama.
    Só me engolindo o coração...
    Sabendo que nada teremos em troca, Amar mesmo assim, rezar, respeitar e só desejar coisas boas para o outro.
    Compaixão é indispensável para o Perdão.
    Estar na pele do outro,do que o outro sente, sem ferir impiedosamente sentimentos puros do semelhante.
    Ser ovelha ou lobo pouco importa ou fica em segundo plano ante a alternativa de fazer o bem sempre.
    Gostei muito da fábula, querida.
    Deus nos dê um coração forte sem jamais perdermos a ternura. Imbatível, pois.
    Obrigada pela gentileza das flores e que a amiga tenha tido um feliz e abençoado Dia da Mulher.
    Beijinhos com carinho de gratidão e estima
    😘🕊️💙

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada minha querida amiga Rosélia. Essa estória eu gosto bastante, pois ela mostra um grande exemplo de compaixão. Continuação de boa semana! Um beijo!

      Excluir
  2. Linjdo teu post que acabei de ler!
    Presisamos nos colocar no lugar dos outros, calçar os "sapatos" deles... Aí poderemos melhor ajudar! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Chica, calçar o sapato do outro automaticamente se nivele ao próximo. Somente assim, poderemos saber qual a melhor forma de ajudar para aliviar o sofrimento da pessoa.
      Continuação de boa semana!
      Beijos!

      Excluir
  3. Si, así es... Ser empáticos y tratar al otro como quisiéramos ser tratados

    Paz

    Isaac

    ResponderExcluir
  4. Amado por muitos, odiado pela liderança chinesa.
    Não deixa ninguém indiferente.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Pois é Pedro, como disse nas suas postagens, será que Donald Trump teria mesmo coragem de mandar bombear a Rússia com caças americanos disfarçados com a bandeira chinesa? Mesmo ele sendo tão poderoso, tem uma legião de fã que idolatra como se fosse um Deus, eu acredito que ele não faria essa barbárie. Até porque ele não é mais Presidente. Agora, se ele tivesse no poder, ai sim, eu nem duvidaria.

      Beijos!

      Excluir
  5. Eu falaria antes em preocupação pelo outro. Conhecer a sua situação pode sensibilizar e levar a uma interação proativa e solidária.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Juvenal. Pois a partir do momento que a pessoa sensibiliza com a situação de sofrimento da outra, e se propõem em ajuda-la de alguma forma, isso é válido, demostra que tem compaixão.
      Abraço amigo!

      Excluir
  6. Um excelente texto que gostei de ler.
    Gostei da canção.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Francisco,
      Continuação de boa semana!
      Abraço!!

      Excluir
  7. Um texto que me deixou em profunda reflexão. Lindo de ler.
    .
    Saudações poéticas
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que gostou Ricardo.
      Continuação de boa semana!
      Abraço!

      Excluir
  8. Concordo, compaixão não é sentir pena, é ajudar se possível o outro.
    No fundo, é amar.
    Excelente crónica, gostei de ler.
    Continuação de boa semana, amiga Smareis.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você usou a palavra certa Jaime. Amar.
      "Compaixão, uma forma de amor, despertada dentro de nós quando somos confrontados com aqueles que sofrem ou são vulneráveis".
      Continuação de boa semana!
      Beijo!

      Excluir
  9. Bom dia, Smareis.
    A sua narrativa é belíssima, muito acertada e
    traduz a grandeza de sua alma e suas intenções
    humanitárias. Ao se referir ao Dalai-Lama, você
    me fez lembrar de um livro desse grande mestre,
    cujo título é "A arte da felicidade". É uma das
    mais belas obras que já li. Remete a maiores e
    profundas reflexões sobre o reto caminho que
    todos deveriam seguir para um mundo mais fraterno
    e de paz.
    Meus sinceros parabéns. Felicidades sempre e um
    abraço com afeto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro "A arte da felicidade" é um Manual para a vida. O Dalai-Lama mostra como derrotar a ansiedade, a insegurança, a contrariedade e o desânimo do dia-a-dia.
      Eu li e indico.
      Continuação de boa semana Antenor.

      Abraço!

      Excluir
  10. O seu texto é assinado em baixo por mim, se me der essa permissão.

    Empatia, segundo Carl Rogers, é a capacidade de nos colocarmos no lugar do Outro, como fez o lobo de sua estória.

    A Inteligência Emocional deveria constar nos curricula de todos os graus de Ensino em todos os países : muitos problemas seriam evitados a todos os níveis.

    Ao lado do actual Papa, admiro o Dalai Lama.

    Fraterno abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Permissão dada São.
      Fico feliz que você leu, e entendeu o exemplo de compaixão que eu quis mostrar com essa estória... Obrigada!

      O livro 'A Arte da Felicidade' de Dalai Lama é Um Manual Para a Vida. Muito bom. Não sei se você ja leu.
      Beijo, e continuação de boa semana.

      Excluir
  11. Creía en que el mundo estaba avanzando hacía la inteligencia emocional pero con esta guerra actual lo he descartado por completo

    Saludos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias por venir Marlindha.
      Que la paz reine en el universo, pues la necesitamos.
      Abrazo

      Excluir
  12. prefiro o conceito de solidariedade. de que se fala uns comentários acima
    na solidariedade os lobos com pele de ovelha não passam... rss

    grato . beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Manuel, só rindo mesmo, rsrsrs...
      Continuação de boa semana! Beijo!

      Excluir
  13. Brilhante reflexão.
    A empatia e a compaixão deviam estar sempre inerentes na nossa vida. Só sentindo empatia pelos outros, teremos a capacidade de os entender e se for necessário, através da compaixão de os ajudar, quer seja através das nossas palavras ou das nossas acções.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. me ha gustado este post para reflexionar sobre todo.

    ResponderExcluir
  15. Querida Smareis

    O seu texto coloca-nos perante um sentimento que muitas vezes é esquecido:
    a compaixão, o interesse pelo outro, vontade de ajudar seja no que for,
    quanto mais não seja no escutar, como muito bem refere.

    A história do lobo com pele de cordeiro, embora tenha uma conotação pouco
    abonatória nos adágios populares, nesta história toma outro relevo e mostra-nos
    o que é estar na pele do outro.

    Muito boa a sua publicação, querida amiga.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderExcluir
  16. Me gustan tus reflexiones sobre la empatía y la compasión, es más, me ayudan a mí también a enriquecerme y a que dedique un tiempo a pensar sobre ellas.
    Con mi sincero agradecimiento, te dejo un fuerte abrazo.
    Kasioles

    ResponderExcluir
  17. Uma excelente reflexão!
    Só colocando-nos no lugar "do outro" podemos avaliar verdadeiramente oque podemos fazer para ajudar.
    Gostei muito de te ler.

    Bom Fim de Semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  18. Dalai-Lama, é um sábio, e um bom homem que admiro muito.
    Abraço e saúde

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pela postagem!
    Devemos antes de tudo nos preocuparmos com o outro que muitas das vezes grita e ninguém escuta seus clamores.
    Devemos ajudar, sempre.

    Tenha um bom fim de semana.

    Beijinhos saúde e paz.

    ResponderExcluir
  20. A SENSIBILIDADE AGUÇA O ENTENDIMENTO. SÓ UMA TROCA DE LUGARES (MESMO HIPOTÉTICA) PODERÁ FAZER SENTIR COMO AJUDAR E SER-SE SOLIDÁRIO.
    MAGNÍFICA REFLEXÃO.
    PARABÉNS.



    BEIJO
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
  21. Gostei de ler, não conhecia o conto, mas concordo. Realmente, o foco apenas nos próprios problemas faz com que a pessoa não olhe verdadeiramente para o outro, para o sofrimento do outro. No desapego do ego, é algo que começa a acontecer, olhar verdadeiramente o outro e a compaixão surge. Beijinhos

    ResponderExcluir
  22. Bom dia de lindo fim de semana amiga.
    Penso que empatia deveria ser palavra de ordem, deveria ser ensinado desde criancinha.
    A ilustração do lobo é perfeita. Vivemos num mundo de lobos espalhados pelos gabinetes e repartições, que não estão nem aí para o miséria e sofrimento de um povo carente.
    O mundo poderia e pode ser melhor, só e somente só pela empatia, que acordaria o sentimento de solidariedade.
    Perfeito e assino amiga.
    Beijo e paz no coração.

    ResponderExcluir
  23. Não conhecia o conto!
    Que lição de vida!
    Gostei muito de ler, e adorei a foto de suporte.
    Desejo um belo fim-de-semana.
    Beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  24. BOA NOITE! Jesus já dizia: meu fardo é leve.
    Quem segue o preceito de respeitar ao próximo como a si mesmo, e aprende a sentir prazer em fazer o bem, terá sempre créditos com o universo. E mais que isso...não precisará das alegrias rasas do mundo para estar em paz. Fazer o bem nos faz muito bem!

    ResponderExcluir
  25. Querida Smareis,
    A compaixão é um sentimento muito bonito e precisa ser mais compartilhado. No mundo existem tantas pessoas precisando de um carinho, de um abraço, de uma palavra acolhedora, tudo isso pode fazer o dia de muitas pessoas melhor. Acho que se colocar no lugar do outro, entender o sofrimento da pessoa é o começo para que haja a compaixão, diferente de sentir pena que não ajuda em nada. Seu texto é brilhante e eu gostei muito da história do lobo que não conhecia. Desejo a você uma semana maravilhosa e alegre!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Lindas palavras, Smareis. Sentir compaixão, sentimento sempre presente nos ensinamentos de jesus. A bíblia sempre cita:"Jesus teve compaixão..." Então ficava apenas nas palavras. Havia sempre a ação para aliviar o sofrimento alheio. E é assim que deve ser. Abraços. Feliz em te encontrar novamente.
    Estou lá:
    https://kantinhodaedite.blogspot.com
    https://kantinhodasmensagens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. A história do lobo é muito ilustrativa do que é pôr-se no lugar do outro. Gostei muito. A compaixão é o lado humano dos homens que são capazes de amar em vez de odiar. De se entenderem, de viverem em paz e não no absurdo que é a guerra.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  28. Muito belo e verdadeiro o seu texto. Gostei muito. Quantas pessoas não andam apenas focadas em si mesmas e com desconfianças dos outros!...

    Beijinhos e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  29. Smareis,
    Que maravilhosa publicação!
    Gosto de ler, pensar
    e entender como posso
    aplicar na minha Vida.
    Muito obrigada por
    essa delícia.
    Bjins de boa semana
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  30. Boa tarde. Parabéns pelo seu trabalho. Lindas palavras minha querida amiga.

    ResponderExcluir
  31. A fábula do lobo nos ensina demais, nada como viver a vida alheia e passar pelo que o outro passa, pra entender sua própria vida e finalmente mudar de atitude. Gostei demais de ler e de voltar por aqui em seu blog!

    Beijos!
    Ane🌼

    ResponderExcluir
  32. ESta sociedad neoliberal nos ha deshumanizado que, no nos importa el otro. Reconocer al otro, es hacernos humanos. Un abrazo. Carlos

    ResponderExcluir
  33. Que bonita e profunda reflexão, Smareis. Muito bom. Tenha uma linda semana. Bjssss

    ResponderExcluir
  34. Um texto fabuloso! Formidável e enriquecedora reflexão! Se todos praticassem mais a compaixão, o mundo não andaria tão perdido de si mesmo... com cada um fechado na sua própria bolha, pensando apenas nos seus problemas... conhecer o mundo dos outros... é um passo, para melhorar o mundo de todos... em vez de se prosseguir com uma leitura parcial, que raramente passa por uma visão da realidade...
    Adorei ler! Deixo um beijinho e votos de uma feliz semana, bem como de um óptimo Abril!
    Ana

    ResponderExcluir
  35. É sempre bom reflectirmos sobre este tipo de temas, dado que, tanto quanto parece, a Humanidacde não aprende nunca.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  36. P elo Amor derramado
    A paz enfim reinou
    S ó nos resta o Amado
    C om todo esplendor
    O sol nos vem calado
    A contemplar tanto Amor

    Feliz Páscoa, querida amiga Smareis!
    Beijinhos festivos e carinhosos

    ResponderExcluir
  37. Querida Smareis,
    Estou visitando o blog dos amigos pra ver as atualizações e deixar os meus comentários! Tem postagem nova no meu blog, quando puder vou amar a sua visita.
    Te desejo uma linda semana!

    ResponderExcluir
  38. A beleza com que transmites tudo o "dizes" pertence-te, minha querida Smareis.
    Sempre foste uma referência, minha referência desde que tive blog. Mas , sabes! As pessoas hoje não gostam, não aceitam muito a palavra "compaixão". Tem um quê de espiritual que o mundo materialista não aprecia. Em vez de aprenderem a ser lobos que se transformam com inteligência, preferem a solidariedade de cunho "totalitário". Tens, tenho que ter. E não o olhar compassivo de um Cristo que aceita e reparte porque é essa a forma de sermos mais felizes. Então o lobo seria uma espécie de ovelha tresmalhada que embora tarde, volta e conquista a liberdade de viver feliz, conquanto faz feliz o outro.
    Estamos num mundo em mudança tendo em vista tantos colapsos, guerras, abismos inter-pessoais. Se formos capazes, façamos o nosso caminho na PAZ de um rio, correndo suavemente para a foz. Aqui, façamos uma paragem e apreciemos as margens.
    Saudades de vir aqui e ler-te.
    Um terno abraço!

    ResponderExcluir



Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você.
Você é uma obra de arte — impossível de repetir,
incomparável, absolutamente única. (Osho)

Links de propagandas e comentários anônimos, serão excluídos automaticamente, a não ser que se identifique com seu nome e endereço do blog/site.

Obrigada pelo seu comentário!
Thanks for the comment!
Gracias por tu comentario!
Merci pour le commentaire!

Aprenda com o autor da vida!

A Bíblia é o único livro que você lê na companhia do autor!